Olá,

Visitante

Planejamento orientativo do CTA/SAE Juara – MT, sobre protocolo de PEP às farmácias do Vale do Arinos.

No ano de 2019 durante a campanha de julho amarelo o CTA/SAe juara MT, iniciou práticas extramuros com orientação Sobre Protocolo de PEP para profissionais de farmácia em especial da rede privada do Vale do Arinos (Porto dos Gaúchos, Novo Horizonte do Norte Tabaporã e Juara) juntamente com testagem rápida de HIV, Hepatite B e C, Sifilis para os clientes das farmácias de Juara. Pois muitos destes profissionais não tem acesso às atualizações dos protocolos preconizados pelo ministério da saúde sobre Prevenção e profilaxia de IST’s.

Pode-se constatar que os profissionais das farmácias do Vale do Arinos não tinham total conhecimento sobre a profilaxia pós exposição sexual, orientando seus clientes sem seguir o protocolo de PEP pós exposição completo. Verificou-se vendas elevada de pílulas de contraceptivos de emergências sem realizar demais protocolos de IST’s. Com esta prática podemos levantar uma problemática sobre a queda de vendas de preservativos em farmácias. O que nos chamou atenção foi o número de clientes que realizaram as testagens rápidas com a Equipe CTA/ SAE que nunca haviam realizado estes testes nas unidades de saúde ou campanhas realizadas nos municípios pois não recorriam ao SUS.

Maior interação entre rede SUS e Privada, aumento de realizações de teste rápido de pacientes encaminhados pelos profissionais das farmácias. Existiu um aumento de dispensação de PEP sexual. Com este trabalho extramuro de orientação e testagem podemos diagnosticar novos casos de siflis, Hepatite B e HIV. Estes pacientes talvez demorariam mais tempo para saber o diagnóstico puderam iniciar o tratamento de forma mais rápida seguindo o protocolo do ministério da Saúde Sobre IST’s no CTA/SAE, contribuindo para a quebra na transmissão dessas infecções sexualmente transmissíveis em especial o HIV, pois através de tratamento com antiretovirais o vírus fica Indetectavel no organismo diminuindo sua transmissão por via sexual.

Procurar parcerias com outros profissionais, empresas, escolas, não somente da rede pública, para que todos tenham acesso aos
protocolos e programas de saúde do Ministério da Saúde. Só assim conseguiremos efetivamente proporcionar uma saúde onde o SUS seja para todos.

Principal

Cristiani de Souza Ávila

chriss.souzaavila@gmail.com

Enfermeira

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Esta prática está vinculada a

CTA/SAE juara MT

Rua Rondônia Centro

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Michelli Bárbara Vieira Zanol

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

18 mar 2024

e atualizada em

18 mar 2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
IMPLANTAÇÃO DE PRÁTICA INTEGRATIVA E COMPLEMENTAR NA REDE DE ATENÇÃO A SAÚDE DE QUEIMADAS-PB
Paraíba
Práticas
A terapia comunitária integrativa como inclusão e bem-estar na terceira idade.
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do Centro de Referência em MTC e Práticas Integrativas no Município de Duque de Caxias
Rio de Janeiro
Práticas
A Ozonioterapia no tratamento de dores crônicas
Rio de Janeiro
Práticas
Práticas integrativas e complementares no cuidado aos trabalhadores de saúde mental de Resende
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto quilombos: o cuidado realizando práticas integrativas e complementares em quilombolas da Amazônia
Pará
Práticas
Práticas Integrativas e Complementares na Atenção em Saúde Mental: A Experiência de um Caps-Ad na Região dos Caétes
Pará