Olá,

Visitante

Os caminhos para alcançar os indicadores de desempenho do Previne Brasil pelo município de Bom Jesus (PB)

O município de Bom Jesus está localizado no sertão paraibano, a aproximadamente 420 km da capital João Pessoa e pertence à 9ª Região de Saúde. Atualmente, possui uma Unidade de Saúde da Família (USF) em seu território, a qual possui 3.330 usuários cadastrados. Desde que o programa de financiamento Previne Brasil surgiu, os municípios de todas as regiões do país enfrentam desafios para alcançar as metas do componente Pagamento por Desempenho por diversos motivos. Desde 2020, de acordo com o SISAB (2024), a nota do Indicador Sintético Final (ISF) do município variou entre 5,91 e 9,2, com altos e baixos entre os quadrimestres, e os indicadores com maior dificuldade de atingir as metas são: Proporção de mulheres com coleta de citopatológico na Atenção Primária à Saúde (APS); Proporção de pessoas com hipertensão, com consulta e pressão arterial aferida no semestre; e Proporção de pessoas com diabetes, com consulta e hemoglobina glicada solicitada no semestre. Em relação aos dois últimos indicadores citados, há uma dificuldade no que diz respeito à infidedignidade dos dados, visto que atualmente, o município possui 671 hipertensos cadastrados e 257 diabéticos, entretanto, ao verificar com os usuários, nem todos realmente o são. Após alcançar a nota ISF 5,91, que deixou o município na 219º posição no ranking estadual, o município elaborou estratégias para alcançar as metas propostas pelo Ministério da Saúde. Objetivo: Este trabalho possui como objetivo relatar a experiência do município de Bom Jesus ao desenvolver estratégias para alcançar as metas dos indicadores de desempenho do programa Previne Brasil.

Durante o segundo quadrimestre de 2023, o município de Bom Jesus não conseguiu alcançar as metas de cinco dos sete indicadores, atingindo o ISF final de 5,91. Diante dessa situação, no terceiro quadrimestre a equipe elaborou diversas estratégias para superar as dificuldades do quadrimestre anterior.

O município desenvolveu atividades, tais como: realização de HiperDia nas microáreas de cada agente comunitário de saúde, visto que, apesar de ser um município de pequeno porte, há uma extensa área rural que dificulta o acesso dos usuários de tais localidades à USF e ao realizar o HiperDia na microárea em que residem facilita a adesão ao acompanhamento, além de realizar busca ativa daqueles usuários que não procuram o serviço de saúde, realizando assim atendimento domiciliar. Em relação ao exame citopatológico, havia resistência das mulheres em realizá-lo por relatarem que o resultado demorava a chegar, sendo assim, o município efetivou contrato com uma clínica especializada, a qual entrega o resultado do exame em 15 (quinze) dias, além disso, o exame passou a ser ofertado em outros horários, como no período da noite e sábado pela manhã, alcançando assim o público que trabalha durante o dia. Ademais, atividades educativas de conscientização sobre a importância do exame foram realizadas em espaços como o Centro de Referência da Assistência Social, escolas e a própria USF. Após todas as estratégias e, em especial, registro dos atendimentos em tempo oportuno, o município conseguiu superar e atingir a nota 9,2.

Sabe-se que em abril do presente ano, o Ministério da Saúde alterou o modelo de financiamento da APS, entretanto, as estratégias utilizadas pelo município são válidas e relevantes para o funcionamento da APS em si, independente do critério de avaliação. É importante ter uma boa relação intersetorial e contar com o apoio dos agentes comunitários de saúde, que são essenciais para a efetivação das atividades.

Principal

Iara Francisca Rodrigues

iaarafrs@gmail.com

Coordenadora da Atenção Básica

Coautores

Iara Francisca Rodrigues, Wagner Pessoa Lima, Cristina Carolino Braga da Silva, Vanessa Dantas de Macena Guedes

A prática foi aplicada em

Bom Jesus

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

RUA FIRMINO DE BRITO LIRA, Nº SN - ASA BRANCA

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

24 abr 2024

e atualizada em

24 abr 2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba