Olá,

Visitante

Organização do Processo de Trabalho na Atenção Primária em Saúde Utilizando Ferramentas Analisadoras e Estratégicas.

O projeto acima intitulado, teve sua motivação na análise do seguinte cenário: – Dificuldade das Equipes no planejamento da Organização do Processo de Trabalho, bem como de monitoramento e avaliação sistematizada pela gestão através das coordenações -Ações não realizadas a partir de perfil epidemiológico Ausência de diagnóstico situacional e de um modelo de atenção com base na integralidade e que atue de acordo com a realidade e especificidade do usuário – linha do cuidado -Desvalorização de ferramentas estratégicas existentes, entre elas: Matriz de Intervenção, Fluxograma, Mapas Analíticos, elementos do Eixo Estratégico Transversal de Desenvolvimento do PMAQ (Autoavaliação, Monitoramento, Educação Permanente, Apoio Institucional e Cooperação Horizontal), AMAQ e Gestão Compartilhada (PNH, PTS). O Projeto em execução teve início em novembro/2018, com etapas definidas conforme descrito na metodologia com desenvolvimento nas áreas de trabalho e UBSs das 18 esquipes de Saúde da Família.

ObjetivoGeral: Qualificar o processo de trabalho da Atenção Primária para melhorias no cuidado à população. Específico: Sistematizar avaliação, monitoramento e planejamento das ações em saúde num processo participativo, envolvendo os vários autores.Metodologia1. Elaboração de Check lists para visita da equipe GI na UBS e do Questionário de Satisfação do Usuário 2. Pesquisa por amostra, nas áreas, com foco em pessoas dos grupos prioritários (gestantes, puérperas, hiperdia e outros), com aplicação do questionário, posteriormente compilado para apresentação a equipe 3. Visita à UBS para supervisão, avaliação da organização geral, registros, instrumentos e reunião para discussão do questionário e da avaliação 4. Entrega dos check lists à equipe para correção das inconformidades com prazos estabelecidos 5. Retornos da Equipe GI à UBS para monitoramento 6. Encontro da equipe GI com a equipe da UBS para compartilhamento dos avanços e melhorias a partir das várias percepções.

O projeto em desenvolvimento já apresenta resultados exitosos. A finalidade envolve muitas possibilidades e alternativas, autores, recursos e influências. Percebe-se barreiras e tensões, mas, também, aspectos facilitadores como a cooperação e mudanças nos ambientes e posturas. O processo segue utilizando a ferramenta de gestão PDCA, e ao final pretende-se alcançar como impacto o objetivo da qualificação e melhoria no cuidado, mensurado pelo alcance de indicadores e metas e satisfação do usuário.

Principal

Raimunda da Cunha Carneiro

A prática foi aplicada em

Alto Alegre do Pindaré

Maranhão

Nordeste

Instituição

R. São Vicente, 145

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz, Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

22 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A Saúde Mais Perto de Você
Rio de Janeiro
Práticas
Planejamento em Saúde: uma Construção Coletiva.
Paraíba
Práticas
Humanizar para Bem Cuidar: Capacitando Servidores de Santa Luzia para Um Cuidado Digno e Qualificado
Paraíba
Práticas
Monitoramento do Acesso e Avaliação das Ações e Serviços de Saúde na Aps na Melhoria da Qualidade
Paraíba
Práticas
Farol da Saúde: Monitoramento e Planejamento Estratégico em Saúde no Município de Soledade/Pb
Paraíba
Práticas
O Município de Itaperuna Inovando no Acompanhamento, Controle e Avaliação Aos Prestadores de Saúde.
Rio de Janeiro
Práticas
Ações da Gestão Municipal para o Enfrentamento da Pandemia Covid 19 em Quissamã/Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Relato da Cooperação Entre a Prefeitura de Quissamã e a Universidade Federal do Rio de Janeiro -Campus Macaé para o Enfrentamento da Covid 19
Paraíba
Práticas
Projeto e Agora, Gestor?
Paraíba
Práticas
Regulação do Acesso e Planejamento em Saúde: uma Parceria de Sucesso.
Santa Catarina