Olá,

Visitante

Oficina da Saúde: Corpo e Mente Ressignificados pelas Práticas Integrativas e Complementares

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Melhorar a qualidade de vida dos usuários aliviando sintomas e empoderando-os com autoconhecimento e autoaceitação sobre seu acometimento físico, mental, além de proporcionar aos mesmos, alternativas integrais de tratamento. As oficinas em grupos, necessitam apenas de recurso humano capacitado o que gera baixo investimento financeiro e diminuição de custos para sociedade. O objetivo dessa experiência é reduzir o sofrimento de pacientes e familiares através de alternativas em grupos, chamados OFICINA DA SAÚDE, permitindo o acesso facilitado em encontros semanais com duração de uma hora, com aulas de Yoga, meditação, ensinamentos de medicina tradicional chinesa (MTC), práticas neurolinguísticas (PNL) e imaginação ativa, além de acesso à atendimentos individuais em PIC´s se houver necessidade. Conta também com Oficina de Informação bimestral sobre temas de promoção à saúde integral. DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: A dinâmica do projeto aconteceu nas etapas que seguem:•

A integralidade é um dos princípios doutrinários do sistema único de saúde e sua prática é discutida como uma estratégia para a concretização de uma assistência voltada para as reais necessidades da população, e deve ser implementada atravésde metodologias que estimulem o autoconhecimento / autoaceitação do usuário e de suas condições físicas e mentais, sendo este o ponto inicial para condução dos tratamentos das desordens orgânicas. As práticas integrativas e complementares através de técnicas como meditação, yoga, programação neurolinguística (PNL) e dos conhecimentos da medicina tradicional chinesa (MTC) são importantes ferramentas para estimular o processo de empoderamento da saúde no indivíduo e nos seus círculos de convivência. Promover a saúde tem se tornado emergencial pois é fato que as demandas para controle e tratamento de enfermidades crônico-degenerativas e de ordem emocional vem crescendo nos serviços de saúde. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), os transtornos mentais atingem cerca de 700 milhões de pessoas no mundo, representando 13% do total de todas as doenças. Estima-se que 7% a 40% da população mundial sofra de dor crônica (Dellaroza e Matsuo, 2007). Arroio Trinta – SC é uma cidade de pequeno porte localizada no meio-oeste catarinense, com população de 3564 habitantes, e vem apresentando números crescentes na sua Unidade Básica de Saúde de usuários que necessitam de tratamentos para enfermidades crônico-degenerativas e dos seus acometimentos emocionais. O projeto OFICINA DA SAÙDE! Corpo e Mente – Ressignificados Pelas PIC´s vem sendo desenvolvido desde 2013 pela equipe NASF/ESF como alternativa multidisciplinar para proporcionar atendimentos continuados aos usuários que necessitam de acompanhamento visando o estímulo a mudanças bio/psico/motoras. As práticas corporais e mentais acontecem semanalmente e os usuários são encaminhados por demanda livre ou pelos profissionais da Unidade Básica de Saúde.

A saúde mental e a saúde física são dois elementos totalmente ligados e profundamente interdependentes. Avanços na neurociência e na medicina do comportamento já mostraram que essas doenças resultam de uma complexa interação entre fatores biológicos, psicológicos e sociais. Assim, é necessário proporcionar cuidados primários de saúde que visem a integralidade do ser humano, criando junto à comunidade, propostas de promoção de saúde.Arroio Trinta atualmente tem 4,9 % da sua população total participando das oficinas semanais de práticas integrativas e complementares. Os resultados quantitativos, mostram diminuição significativa do número de consultas médicas com queixas de ansiedade, tristeza, insônia, medos, dores articulares, osteo-musculares, cuidados e limitações nas atividades de vida diária, após a aplicação desse projeto, e, os resultados qualitativos são evidenciados através das percepções dos pacientes e profissionais, os quais verbalizam satisfação por receberem um trabalho que considere a integralidade do ser humano.Ainda deve-se considerar que a incorporação e implementação das PIC´s no SUS, potencializam a perspectiva de prevenir os agravos e de promover a recuperação da saúde, com ênfase na atenção básica voltada ao cuidado continuado, humanizado e integral em saúde. Com esse projeto, Arroio Trinta conseguiu cumprir diretrizes do SUS como: estruturação e fortalecimento da atenção em Práticas Integrativas e Complementares

Principal

Magda Gemelli

svfisioterapiamag@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Arroio Trinta

Santa Catarina

Sul

Instituição

RUA FRANCISCO NAVA 57, CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Magda Gemelli

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
Humanização na prática do cateterismo vesical de demora na atenção básica.
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar
Paraíba
Práticas
V amostra Paraíba, aqui tem SUS
Paraíba
Práticas
Autonomia reprodutiva: empoderamento de mulheres em vulnerabilidade através da inserção do DIU
Paraíba