Olá,

Visitante

O Gol da Vacinação: Estratégia de Busca Ativa Vacinal da Covid-19 e Atualização do Calendário Vacinal da População Idosa

Categoria não especificada

O Município de São João do Jaguaribe vem avançando nos indicadores de Imunização, a gestão municipal traçou a vacinação como prioridade. Destinou investimentos para o centro de imunização do município, um transporte (gol) para uso exclusivo da vacinação, contatação de profissionais para reforçar a coordenação, não mediu esforços para fortalecer as estratégias de vacinação da COVID-19 junto aos profissionais da atenção básica. A situação-problema encontrada no município de São João do Jaguaribe, não diferente de outros municípios é atingir a cobertura das vacinas diante das metas estipuladas pelo Ministério da Saúde – MS, bem como, vacinar toda a população superestimada vigente no último IBGE (2010). Outro gargalo é a dificuldade de deslocamento do público idoso das localidades de difícil acesso até as unidades básicas de saúde e/ou polos de apoio, por falta de transporte, ou até mesmo os idosos acamados, com dificuldade de mobilidade, fato que implica diretamente na cobertura vacinal dessa população. Ficando o idoso como amostragem desse trabalho, sendo o público com maior déficit de cobertura da vacina do COVID-19 no município de São João, visto que a cresça (religiosidade), descrédito na vacina, as fake news que trouxe a desinformação e fragilizou atingir as metas estipuladas pelo Ministério da Saúde. A coordenação de vigilância em saúde junto a gestão municipal reuniu todos os profissionais de saúde em busca de estratégias para avançar a vacinação no município. Traçou como estratégia inicial o mapeamento do território contendo os locais de difícil acesso e mais distantes do município. Desenvolveu um diagnóstico situacional da cobertura vacinal, sendo detectado como amostragem a população idosa com maior déficit nos indicadores da vacina COVID-19. Daí visualizou os pontos estratégicos em cada localidade para realizar a ação, contendo as localidades com menor índice cobertura vacinal, dificuldade de acesso e maior recusa vacinal. Adotou a iniciativa de designar um carro (gol) e um profissional exclusivamente para busca ativa desse público, que em 2021 teve como totalidade de 2.344 doses aplicadas, e após o projeto que iniciou 2022 a vacina da COVID-19 avançou com a totalidade de 2.847, mostrando que o trabalho do gol da vacinação, levando a vacina aos locais de difícil acesso, nas residências dos acamados, e os locais estratégicos, como alpendres das comunidades de zona rural, como nas residências dos agentes comunitários de saúde, trouxe uma cobertura expressiva da população idosa. O projeto do Gol da vacinação foi além de uma iniciativa inovadora, ficou fixado nas estratégias de intervenção da gestão de imunização do município, o gol da vacinação hoje tem todo o calendário vacinal do programa de imunização, o gol vai da escola as residências, da criança ao idoso faltoso, dando cobertura as planilhas de acompanhamento. O gol é nosso símbolo de que meta estipulada é vacina aplicada, aonde o paciente estiver, na casa, na escola, no alpendre ou debaixo de uma árvore, o gol vai efetivar o Sistema Nacional de Imunização.

Dificuldade de locomoção, de transporte do idoso até a unidade básica de saúde que implicava diretamente na cobertura vacinal dessa população; Demora da migração da informação da vacina do PEC para o SIPNI; Hesitação e recusa vacinal da população idosa diante das fake news, religiosidade, entre outros gargalos encontrados no período de pandemia da COVID-19; coordenação de vigilância em saúde junto a gestão municipal reuniu todos os profissionais de saúde em busca de estratégias para avançar a vacinação no município. Traçou como estratégia inicial o mapeamento do território contendo os locais de difícil acesso e mais distantes do município. Desenvolveu um diagnóstico situacional da cobertura vacinal, sendo detectado como amostragem a população idosa com maior déficit nos indicadores da vacina COVID-19. Daí visualizou os pontos estratégicos em cada localidade para realizar a ação, contendo as localidades com menor índice cobertura vacinal, dificuldade de acesso e maior recusa vacinal. Adotou a iniciativa de designar um carro (gol) e um profissional exclusivamente para busca ativa desse público, que em 2021 teve como totalidade de 2.344 doses aplicadas, e após o projeto que iniciou 2022 a vacina da COVID-19 avançou com a totalidade de 2.847, mostrando que o trabalho do gol da vacinação, levando a vacina aos locais de difícil acesso, nas residências dos acamados, e os locais estratégicos, como alpendres das comunidades de zona rural, como nas residências dos agentes comunitários de saúde, trouxe uma cobertura expressiva da população idosa.

Aquisição de transporte para realização da busca ativa vacinal e contratação de reforço profissional no período da pandemia.

Grande relevância o trabalho de monitoramento dos indicadores implantado no município, onde se utiliza de listas nominal para a busca ativa vacinal. Gargalo a recusa vacinal de alguns pacientes diante do descrédito da vacina da COVID-19. O projeto do Gol da vacinação foi além de uma iniciativa inovadora, ficou fixado nas estratégias de intervenção da gestão de imunização do município, o gol da vacinação hoje tem todo o calendário vacinal do programa de imunização, o gol vai da escola as residências, da criança ao idoso faltoso, dando cobertura as planilhas de acompanhamento. O gol é nosso símbolo de que meta estipulada é vacina aplicada, aonde o paciente estiver, na casa, na escola, no alpendre ou debaixo de uma árvore, o gol vai efetivar o Sistema Nacional de Imunização.

Principal

ALANA PATRÍCIA FERNANDES OLIVEIRA

Coautores

FRANCISCA MARIA DIAS DOS SANTOS, ANNEBERG RAMOS SILVEIRA

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba