Olá,

Visitante

O Desafio de Capacitar Profissionais da Atenção Básica, em Aleitamento Materno e Alimentação Complementar

Foram realizadas 37 oficinas, em 15 Unidades Básicas de Saúde, com a capacitação de 554 profissionais de saúde, o que significa 75% dos trabalhadores da atenção básica. Atores envolvidos:Trabalhadores da atenção básica de cada Unidade Básica de Saúde. Nestas capacitações, além dos profissionais diretamente ligados à assistência na atenção básica, participaram profissionais do Núcleo de Atenção à Saúde da Família (NASF), Serviço de Atenção Domiciliar em Saúde (SADS), e do Consultório de Rua, todos serviços ligados ao atendimento de pacientes. Participaram, também, 4 conselheiros gestores convidados por um gerente. O produto de cada oficina foi um plano de ação, construído em conjunto, a ser implantado em cada Unidade Básica, onde aconteceram as mesmas. Há necessidade de investimento no conhecimento e atualização dos profissionais, unindo as equipes de saúde, considerando o saber de todos e construindo juntos, ações que possibilitem uma mudança de paradigma no atendimento integral do indivíduo e uma melhora na qualidade de vida de crianças e suas famílias.

Realização de diversas Oficinas tendo como produto um plano de ação, construído em conjunto, a ser implantado em cada Unidade Básica de Saúde. É um desafio reunir tantos profissionais para uma oficina de trabalho, com um tema tão específico. Há o desafio de conciliar agendas, sensibilizar para o tema, profissionais que já lidam com o assunto em suas atividades e principalmente com os que consideram que, por não estarem na assistência direta ao paciente, não tem com o que colaborar. Há também a resistência de alguns gestores sobre a interrupção das atividades normais na Unidade, embora houvesse o cuidado de fazer oficinas com parte dos profissionais num dia e depois com os outros, em outra data. Há a dificuldade do espaço físico, sendo necessário muitas vezes o apoio de outro local, fora da Unidade.

O desdobramento destas oficinas é a implantação das ações elencadas no plano de ação. Algumas Unidades estão também, desenvolvendo ações apoiadas no manual de acompanhamento do tutor, projeto de doutorado desenvolvido no município, com o objetivo de discutir processos de trabalho referente ao aleitamento materno e alimentação complementar.

Principal

Sandra Magali Filhie Barbeiro, Lucimeire S M Brockveld

lucmeirebrockveld@gmail.com

A prática foi aplicada em

Embu das Artes

São Paulo

Sudeste

Instituição

RUA ANDRONICO DOS PRAZERES GONÇAVES - CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Sandra Magali Filhie Barbeiro, Lucimeire S M Brockveld

Conta vinculada

claudia.oliveira@fiocruz.br

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto: Nasce Um Filho Nasce uma Mãe
Paraíba
Práticas
Relação Entre Ambiente de Trabalho e Profissionais: Experiência do Grupo de Profissionais da Saúde de São Bentinho – Pb
Paraíba
Práticas
Construção de uma Cartilha em Braille com orientações de Combate e Prevenção do Câncer de Mama Proporcionando Autocuidado Entre As Mulheres Cegas do SUS
Ceará
Práticas
Programa Gerente Saúde: Fortalecimento da Atenção Básica no Município de João Pessoa
Paraíba
Práticas
A Utilização do Teatro e da Poesia de Cordel Como Ferramenta de Educação em Saúde na População Rural de Pirpirituba-Pb Assistida pelo SUS
Paraíba
Práticas
Ações Estratégicas Como Consolidação das Politicas Públicas da Saúde do Trabalhador
Paraíba
Práticas
A Educação Permanente Como Eixo Norteador no Agir dos Trabalhadores da Secretaria Municipal de Saúde de Tefé-Am.
Goiás
Práticas
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente
Práticas
Educação Permanente na Rede de Atenção À Saúde Bucal
Rio de Janeiro
Práticas
A Importância da Educação em Saúde para Quebrar Barreiras no Atendimento odontológico a Gestantes
Rio de Janeiro