Olá,

Visitante

O Adolescente Como Promotor de Saúde Sexual e Reprodutiva em Seu Próprio Meio

O adolescente vivencia uma experiência única de grandes descobertas de sua sexualidade em um período de tempo muito curto, estas descobertas devem acontecer de forma responsável e com informações que de fato contribuam para uma boa saúde sexual e reprodutiva do Adolescente. Pensando na disseminação de informação sobre sexualidade e reprodução para o adolescente nada mais eficiente para a transmissão destas informações que o próprio adolescente. Desta forma no município de Rio claro foi empregado em uma escola da Rede municipal um projeto de educação de pares, onde um grupo de adolescente que se destacavam como sendo liderança em seu meio foram preparados por técnicos da secretaria de saúde a realizarem a educação de seus pares. Os frutos desta experiencia foram observados na diminuição de gravidez precoce, e nos eventos de Infecções sexualmente transmissíveis na população adolescente do município.

Disseminação de Infecções sexuais transmissíveis e gravidez precoce.

Deve ser uma práticas disseminada para outras escolas da rede pública tanto municipal quanto estadual, e a comunidade de profissionais da educação devem ser também envolvidas na pratica educativa de educação sexual e reprodutiva.

Principal

Reynaldo de Jesus Oliveira Júnior

enf.reynaldo@gmail.com

A prática foi aplicada em

Rio Claro

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rua Vicente Panaino, 977 - GUARITA

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Reynaldo de Jesus Oliveira Júnior

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

04 ago 2022

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vigilancia em Saude e Saúde na Escola: uma Parceria de Sucesso no Municipio de Queimadas-Pb
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Laboratorial do Lacen-Pb: Um Relato de Experiência
Paraíba
Práticas
A Feira Livre de Esperança-Pb: Vigilância Sanitária e As Ações de Prevenção e Combate À Covid-19
Rio de Janeiro
Práticas
Ferramentas Tecnológicas Aplicadas no Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Laboratorial do Lacen-Pb
Paraná
Práticas
Medidas Sanitárias Aplicada ao Controle Datransmissão da Leishmaniose Animal
Paraíba
Práticas
Fortalecimento e Ampliação da Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica Hospitalar na Paraíba
Paraíba
Práticas
Covid 19 – Experiência de Enfrentamento das Arboviroses, Combatendo As Endemias Durante a Pandemia
Rio de Janeiro
Práticas
Novas Estratégias para o Monitoramento e a Fiscalização das Práticas de Segurança do Paciente pela Vigilância Sanitária nos Hospitais do Distrito Federal.
Distrito Federal
Práticas
Experiência de Integração Intersetorial no Controle ao Aedes Aegypti e Bloqueio da Doença Chikungunya no Município de Cunha Porã, Sc.
Santa Catarina
Práticas
Lei Municipal Nº 7438/2013: a Vigilância Sanitária na Construção e Inspeção dos Estabelecimentos Residenciais Terapêuticos no Município de Rio Grande – Rs
Rio Grande do Sul