Olá,

Visitante

No caminho da formação: o olhar sensível para intervenção no cenário do Consultório na Rua

O Programa Consultório na Rua (CnR), instituído a nível nacional mediante a Política Nacional de Atenção Básica (PNAB) foi implementado no município de Campina Grande-PB em meados de 2011. Direcionado inicialmente a ações de saúde mental, galgou novos passos e começou a ofertar um atendimento que contempla o indivíduo em situação de rua na sua integralidade.
Composto por uma equipe multiprofissional, o serviço desenvolve uma diversidade de ações de saúde, oportunizando ao usuário o acesso aos demais componentes da Rede de Atenção à Saúde (RAS), como também estabelece articulação com dispositivos vinculados a Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS).
Além disso, a ocorrência da integração entre ensino-serviço tem sido fortalecida no cenário do CnR, oportunizando aos atores um crescimento na perspectiva da atuação e do conhecimento. Nesse contexto, a inserção de uma discente durante estágio supervisionado do curso de Serviço Social da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) no cenário do CnR oportunizou o desenvolvimento de um projeto de intervenção que fomentou a ampliação dos diálogos acerca do serviço e de sua relevância para a população em situação de rua e para a APS.

Discorrer sobre a aplicabilidade e resultados do projeto de intervenção de uma estagiária do curso de Serviço Social da Universidade Estadual da Paraíba no cenário do Consultório na Rua de Campina Grande-PB.

Inicialmente, estabeleceu-se um primeiro contato entre a professora/orientadora, a discente, coordenadora do CnR e a Assistente Social do serviço, com vistas a serem apresentados os objetivos do projeto de intervenção intitulado de “É na rua que a gente se encontra: conhecendo o Consultório na Rua de Campina Grande/PB” e articulado o início da presença da discente durante a atuação da equipe.
Destaca-se que o percurso formativo, possibilitou para a discente o desenvolvimento de um olhar mais sensível, o qual foi lançado sobre o serviço e foram percebidas lacunas existentes na percepção de outros dispositivos da rede acerca do papel e da atuação do consultório na rua.
Nesse sentido, foram realizadas visitas a espaços de formação, saúde e acolhimento que estabelecem contato com o CnR e proporcionados momentos de diálogos para apresentação do serviço; foram desenvolvidos panfletos com informações acerca do objetivo do CnR, composição da equipe, documentos norteadores, ações desenvolvidas e formas de se acionar o serviço, os quais foram entregues aos profissionais durante visita. Além disso, foi confeccionado um mini banner para exposição em quadro de informes dessas instituições.

Necessidade de fortalecimento do diálogo entre o serviço do Consultório na Rua e outros dispositivos de saúde e assistência.

O projeto de intervenção adotado durante o estágio supervisionado da discente de Serviço Social da UEPB acarretou impactos positivos para o serviço do CnR, pois possibilitou o fortalecimento de diálogo entre este e os demais serviços da rede de assistência, como também oportunizou sua aproximação com o cenário da academia e reiterou o reconhecimento do valoroso trabalho que é desenvolvido no dia a dia profissional.
As reuniões propostas ocorreram em serviços diversos, a saber: Casa de Acolhimento da Prefeitura, Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Hospital geral, dentre outros. Nas oportunidades, se dialogava com o maior número possível de profissionais, como também se direcionava as informações para a Assistente Social do serviço.
No cenário da academia foi ofertada uma aula aberta para discentes e docentes do curso de Serviço Social da UEPB, com enfoque na apresentação do CnR, dos componentes da equipe e das intervenções adotadas no processo de trabalho. O momento favoreceu a troca de saberes e despertou curiosidade nos discentes quanto as particularidades do serviço desenvolvido em Campina Grande. Vale salientar que em muitos casos a existência desse dispositivo da APS é desconhecida, tanto nos cenários de saúde, quanto nas instituições de ensino.

Percebe-se que o CnR desenvolve um importante trabalho que precisa vir à luz, o qual deve ser conhecido e reconhecido por todos aqueles que integram os cenários de saúde. Nesse contexto, o projeto de intervenção adotado durante o estágio supervisionado foi pioneiro no processo de fomentar diálogos acerca do CnR em espaços diversos, gerando uma maior aproximação do serviço com outros dispositivos que também prestam atendimento às pessoas em situação de Rua.
Enquanto cenário de estágio, o CnR se configura em um importante ambiente que colabora com a formação de profissionais mais sensíveis e críticos. Sendo assim, recomenda-se o fortalecimento da integração ensino-serviço no CnR e a ampliação das discussões acerca deste nos dispositivos da RAS.

Principal

Adrineide Martins Pamplona de Sousa

adrineidepamplona@gmail.com

Assistente Social

Coautores

Flávia Gomes Silva, Jannerson Gonçalves da Silva, Lucia Maria Patriota, Maria Luciene Gomes da Silva Laurentino, Nayara Vieira Flor, Romero Raimundo Barbosa de Melo

A prática foi aplicada em

Campina Grande

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Av. Jorn. Assis Chateaubriand, 1376 - Liberdade

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Adrineide Martins Pamplona de Sousa

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

15 abr 2024

Início da Execução

14/02/2023

Fim da Execução

28/11/2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba