Olá,

Visitante

Educação e promoção de saúde às gestantes de um município no sertão paraibano

APRESENTAÇÃO
A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde (MS) aconselham a adoção de estratégias, visando o atendimento dos interesses das gestantes durante o pré-natal, sendo implementados programas que estimulam o desenvolvimento de ações educativas, objetivando contribuir com a saúde das mesmas.
Um dos grupos prioritários que deve ser alvo da atividade de educação em saúde na atenção básica, é o grupo voltado para as gestantes. Visto que, nesse período, a mulher está mais susceptível a receber informações e modificar o comportamento. A experiência proveitosa desse momento contribui para o desenvolvimento de uma criança saudável, tendo em vista que o processo de gestar pode apresentar efeitos marcantes sobre a vida da gestante e do bebê. A gestação simboliza um momento especial na vida da mulher, no qual a vivência deste momento confunde-se muitas vezes com medos, incertezas e inseguranças, caracterizando-se como um evento biopsicossocial, pois está rodeado de valores culturais, sociais e emocionais.
Diante do que foi exposto, a Equipe Multidisciplinar (eMulti) mediou, com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde do município de Brejo do Cruz, um grupo voltado a promoção e assistência à saúde para as gestantes acompanhadas pela atenção básica, intitulado “Ser Mãe”, desde o ano de 2022. Intervindo com dinâmicas e atividades interativas que abordam temas relevantes para o período vivenciado por essas mulheres.

OBJETIVO GERAL
O objetivo deste trabalho é apresentar um projeto de educação e promoção de saúde direcionado às gestantes. Este relato visa expor uma experiência de cuidado multiprofissional, utilizando-se a educação em saúde como ferramenta para a implementação de novos hábitos e condutas em saúde a serem adotados por esse público alvo assistido pela atenção básica e a eMulti do município.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• Difundir informações acerca dos conhecimentos sobre o pré-natal, parto, puerpério e amamentação;
• Promover a Educação em Saúde como instrumento de mudança;
• Facilitar a troca de experiência entre as gestantes;
• Incentivar a prática de atividades físicas durante a gestação;
• Estimular a procura por uma alimentação saudável durante o período gestacional;
• Impulsionar as gestantes para a realização de um pré-natal completo, para parto e nascimento saudáveis;
• Informar acerca dos direitos das gestantes e puérperas.

METODOLOGIA
O presente estudo trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo, do tipo relato de experiência, cujo objetivo é apresentar as temáticas e atividades realizadas com as gestantes integrantes do grupo Ser Mãe. Desde 2022, ano de início do projeto, são realizadas reuniões de planejamento para a elaboração do cronograma específico com a definição dos temas que serão abordados durante o período de 6 meses, bem como os profissionais que irão mediar as oficinas.
Os encontros são feitos quinzenalmente, durante o período vespertino, com a participação de profissionais que expõem conteúdos relevantes sobre suas respectivas áreas. O projeto foi estruturado em 12 oficinas, com tempo de duração previsto de 120 minutos cada, a quantidade de participantes foi estabelecida conforme a demanda apresentada pelas Unidades Básicas de Saúde do município.
Os temas foram escolhidos para enfatizar a importância do conhecimento destes para um bom transcurso da gravidez, como por exemplo, alimentação saudável, prática de atividades físicas, direitos das gestantes e puérperas, transtornos psicológicos pós-parto, importância da vacinação na infância, cuidados com o recém-nascido, tipos de parto, dentre outros. Durante os encontros, as gestantes são instigadas a relatar suas expectativas relacionadas aos temas que serão abordados e a possibilidade de adquirir conhecimentos acerca das informações repassadas. Por fim, foi entregue um questionário com perguntas pertinentes às experiências vivenciadas.

Um dos grupos prioritários que deve ser alvo da atividade de educação em saúde na atenção básica, é o grupo voltado para as gestantes. Visto que, nesse período, a mulher está mais susceptível a receber informações e modificar o comportamento. A experiência proveitosa desse momento contribui para o desenvolvimento de uma criança saudável, tendo em vista que o processo de gestar pode apresentar efeitos marcantes sobre a vida da gestante e do bebê.

À medida que se sentiam pertencentes a um grupo de pessoas que vivenciavam o mesmo momento: a gestação, as mulheres puderam esclarecer as suas dúvidas, discutir sobre os seus receios e adquirir novos conhecimentos acerca do cuidado com a sua saúde e do recém-nascido. Essa possibilidade de troca de experiências foi considerada uma forma de promover a compreensão de vários aspectos relacionados ao processo de gestação.

As respostas atribuídas aos questionários, mostraram uma melhor relação e entendimento no decorrer do ciclo grávidopuerpreal. As mesmas avaliaram as atividades de forma positiva, pois a partir das informações obtidas e das metodologias aplicadas, sentiram-se mais seguras e confiantes para desempenhar seu papel de mãe.
Tais resultados podem ser evidenciados nas falas expostas a seguir:
B. A. L.: “Foi excelente, bem interativo e com temas importantes”.
R. C. D.: “Pra mim foi muito importante, pois aprendi muitas coisas durante os encontros que me ajudaram durante a gestação e no pós parto”.
L. P. B.: “Foi um grupo bem necessário, onde houve trocas de informações, brincadeiras, novas amizades e muito acolhimento”.

Para a obtenção do êxito do grupo Ser Mãe, foi necessário conhecer e ouvir o relato de cada participante, entender melhor suas necessidades, vivências e dificuldades, para encontrar a potencialidade do projeto. Portanto, a sensibilidade na escuta representa uma habilidade primordial nos processos de educação em saúde.

Principal

Tarsila Fernandes Vidal

vidaltarsila@gmail.com

Fisioterapeuta da eMulti

Coautores

Tarsila Fernandes Vidal, Vera Lúcia da Silva, Hellisson Batista Fernandes, Isabel Grasielly Dutra de Azevedo, Rayane Ramalho Soares Diniz

A prática foi aplicada em

Brejo do Cruz

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Solon de Lucena, 10 - Centro, 58890-000 - Brejo do Cruz - PB

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Tarsila Fernandes Vidal

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

01 maio 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba