Olá,

Visitante

Mobilização Social para Detecção Precoce do Câncer de Prostata na População Indigena do Municipio Porto Seguro

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Mobilizar a comunidade indígena sobre a importância da prevenção e detecção precoce do câncer de próstata no município de Porto Seguro.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: •

A próstata é uma glândula presente nos homens, localizada abaixo da bexiga e à frente do reto. O câncer pode ser descoberto inicialmente no exame clínico, um toque retal, exame que enfrenta a resistência de muitos homens, combinado com o resultado de um exame no sangue. Se detectado o tumor, só a biópsia é capaz de confirmar a presença de um câncer. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, quando descoberto no início, 90% dos casos de câncer de próstata são curáveis. Pessoas que têm casos de câncer de próstata na família, obesas, e negras têm mais risco de desenvolver a doença. Segundo o Inca- Instituto Nacional do Câncer, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás do câncer de pele.A cultura indígena, paralelamente ao bom uso que fazem dos elementos naturais, colhidos em seus quintais, é cercada de misticismo e crença em poderes mágicos e que muitas vezes criam uma barreira entre medicina tradicional e medicina curativa. É na natureza que os povos indígenas sempre encontram as respostas para levarem suas vidas simples e também às curas para todos os seus males. Os índios da etnia Pataxó ocupam parte da faixa litorânea da Costa do Descobrimento no Extremo Sul da Bahia, a população considerada é de 6.660 indios (SESAI, 2008) no município de Porto Seguro. Estão distribuídos em 27 aldeias, esses povos pertencem às famílias do tronco linguístico macro- jê.A campanha Novembro Azul, promovida pela Secretaria de Saúde de Porto Seguro, realizou grande ação de saúde direcionada aos homens, oportunizando a população masculina indígena das aldeias da região. A ação, que objetiva mobilizar a população masculina quanto à importância da prevenção e o diagnóstico do câncer de próstata, obteve relevante adesão do público alvo, com a realização de mais de 1000 procedimentos para os homens acima dos 40 anos que compareceram às unidades.

Aplicabilidade no SUS através de reconhecimento da diversidade social e cultural dos povos indígenas, a consideração e o respeito dos seus sistemas tradicionais de saúde, sendo imprescindíveis para a execução de ações e projetos de saúde e para a elaboração de propostas de prevenção/promoção e educação para a saúde adequada ao contexto local.

Principal

Gislane dos Santos Moraes

A prática foi aplicada em

Porto Seguro

Bahia

Nordeste

Instituição

RUA ALFREDO DUTRA, Nº 01. CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Gislane dos Santos Moraes

Conta vinculada

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto “Saúde Aqui: Relato de Experiência”
Tocantins
Práticas
Projeto Viva Mais, Práticas de Exercícios Físicos e Orientações Nutricionais com Princípios Funcionais, para A Melhoria de Qualidade de Vida no Município de Ourém-Pa
Pará
Práticas
Combatente Municipal –Escola e Comunidade Livres do Aedes Aegypti
Amazonas
Práticas
Promoção de Saúde dos Caminhoneiros e Caminhoneiras no Ponto de Parada e Descanso do Município do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto Peso Saudável
Tocantins
Práticas
Formação em Diabetes para Profissionais da Educação de Blumenau/Sc
Rio Grande do Sul
Práticas
Oficina com Mulheres: Desenvolvimento de Ações de Cuidado Voltados ao Hiv/ Aids
Rio Grande do Sul
Práticas
Benefícios da Implementação de Assistência Médica 24 Horas em uma Cidade do Interior Paraibano
Paraíba
Práticas
Projeto Resgatando Sorrisos
Paraíba