Olá,

Visitante

Melhor em casa Contagem – serviço de atenção domiciliar pediátrica – experiência exitosa de redução de custos hospitalares com atendimento materno infantil domiciliar

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Observamos uma necessidade crescente de desospitalizações de crianças com doenças crônico-degenerativas internadas na UTIN, UCI, crianças para ganho de peso e em tratamento de icterícia neonatal com forte perfil para acompanhamento domiciliar especializado. Em novembro de 2015, observou-se que 13 crianças tinham perfil de desospitalização no Complexo Hospitalar, 7 no Alojamento Conjunto (tratamento de Icterícia, ganho de peso e antibiotioticoterapia parenteral), 3 na UCI Pediátrica(doenças crônicas) e 3 na UTIN (doenças crônicas). Apenas essas últimas três gerando um gasto médio estimado de R$166.860,00/mês, enquanto o repasse financeiro do SUS foi de R$55.620,00. O custo de dois dias de internação domiciliar privada de crianças em uso de fototerapia para tratamento de Icterícia Neonatal Precoce é de R$1450,72 (cotação de abril/2017) em empresa de Homecare de Belo Horizonte.Com o objetivo de desospitalizar crianças com perfil de atendimento domiciliar, otimizar a gestão de leitos e reduzir gastos hospitalares, implantamos em janeiro de 2016 a Equipe Multidisciplinar de Atenção Domiciliar Pediátrica.INÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: Montamos inicialmente um cronograma de trabalho, com metas e prazos. Desenvolvemos um projeto e implantamos a EMAD em 60 dias. Em janeiro de 2016 iniciamos nossas atividades.Desenvolvemos um sistema de captação informatizado on line para facilitar os encaminhamentos.Essa equipe é composta por 6 técnicos em enfermagem, CH 30h cada, 2 enfermeiros especialistas em Terapia Intensiva Neonatal e Pediátrica, CH 24h cada, 2 pediatras, sendo 1 intensivista pediátrico, CH 24h cada e 1 assistente social, CH 20h. Além desses, mantivemos a disposição a equipe de apoio, composta por fisioterapeuta, fonoaudiólogo e nutricionista. A base escolhida foi o Centro Materno Infantil. Definimos os critérios de atendimento, respeitando os já definidos em portaria federal. 1. Criança residente ou que tenha endereço de referência no município de CONTAGEM

Contagem é um município da região metropolitana de Belo Horizonte. População de 603.442 habitantes (IBGE,2010) e previsão para o ano de 2016 de 653.800 habitantes (IBGE, 2016). O Serviço de Atenção Domiciliar de Contagem existe desde o ano de 2012. Conta atualmente com 06 Equipes de Atenção Multidisciplinar(EMAD), parte integrante do programa federal Melhor em Casa, a última implantada no ínicio do ano de 2016, a EMAD Ped. O município conta com uma Maternidade, o Centro Materno Infantil Juventina Paula de Jesus. A Maternidade possui 42 leitos de internação em Alojamento Conjunto (AC), 14 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal(UTIN), 06 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal convencionais (UCINCo), 03 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Canguru (UCINCa), 22 leitos de enfermaria pediátrica, sendo 5 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Pediátrica (UCIP).Silva, K.L., publicou artigo na Rev. de Saúde Pública em 2005 denominado: Internação Domiciliar no Sistema Único de Saúde. Nele é descrito que a análise dos gastos públicos com atenção à saúde e revela que há disparidade entre os gastos hospitalares e os gastos na atenção básica e de média complexidade. O peso na elevação dos custos da atenção hospitalar está relacionado com as altas taxas de internação, respaldadas na hegemonia do modelo hospitalocêntrico, e com os gastos decorrentes do uso crescente de alta tecnologia. A portaria 825 de 25 de abril de 2016 do Ministerio da Saúde redefine a Atenção Domiciliar no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) e atualiza as equipes habilitadas. Em seu artigo 3º é descrito os objetivos do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD):I – redução da demanda por atendimento hospitalar

A EMAD Pediátrica mostrou dados de viabilidade financeira importantes e significativos para a gestão da saúde. Sabemos que o atendimento em domicílio fortalece o vínculo familiar, aumenta a qualidade de vida e o aleitamento materno. Observamos que a possibilidade de tratamento em saúde no conforto do lar vai além das questões financeiras. O benefício ofertado tem significado único a essas famílias.

Principal

Andreia Devislanne Ribeiro

andreia.devislanne@contagem.mg.gov.br

A prática foi aplicada em

Contagem

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Avenida General David Sarnoff, nº 3.113, bairro Cidade Industrial. Contagem - MG

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Andreia Devislanne Ribeiro

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

25 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Serviços Farmacêuticos na Alta Hospitalar – Projeto para Hospitais Pediátricos
Tocantins
Práticas
Voltando a respirar: reabilitação fisioterapêutica na Síndrome pós Covid-19
Paraíba
Práticas
Redução do Índice de Hospitalização a Partir da Implantação do Serviço de Atenção Domiciliar
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do matriciamento em saúde do idoso nas ESF do município de Itabirito (MG)
Minas Gerais
Práticas
Criação da Subsecretaria de Regulação, Controle e Avaliação, Contratualização e Auditoria
Rio de Janeiro
Práticas
Cuidado Fisioterápico ao Idoso do Cordão Encarnado I para Manutenção da Funcionalidade e Qualidade de Vida Associado Aos Saberes Multidisciplinares da Atenção Básica
Paraíba
Práticas
Programa Municipal de Reabilitação Pós Covid-19Projeto Reabilitar
Paraíba
Práticas
Reavaliação Médica para Usuários Que Aguardam em Fila de Espera para Consultas e Exames Especializados, Como Ferramenta Reguladora no Município de Pinhais.
Paraná
Práticas
Implantação da Rede de Atenção e Prevenção ao Suicídio de Anastácio/Ms: uma Realidade Possível
Mato Grosso do Sul
Práticas
O Apoio do Telessaúde/Paraná na Regulação de Filas para Consultas Especializadas. Relato de Experiência do Município de Pinhais.
4 / 512345