Olá,

Visitante

Tratamento sob anestesia geral de pacientes com necessidades especiais dos centros de especialidades odontológicas: relato de experiência de regulação da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Descrever as ações implementadas na Especialidade PNE/CEO na Rede SUS/BH, e desdobramentos para Atenção Primária e Atenção Hospitalar.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: A avaliação dos processos de trabalho na especialidade PNE dos CEO teve início em agosto de 2015. Neste período não houve aumento da oferta de serviços de anestesia geral ao PNE. Foi pactuado com os gerentes e profissionais de PNE dos CEO, com os odontólogos do hospital e com a Central de Marcação de Consultas que a inclusão de usuários para anestesia geral se daria somente após a regulação de cada caso. A regulação era realizada por um especialista em PNE com experiência em atendimento, que atuava na gestão. Foi construído conjuntamente o formulário de regulação. Este formulário era preenchido pelo especialista do CEO e enviado por e-mail para o setor de regulação. A regulação tinha as seguintes prerrogativas: reiterar a indicação da anestesia geral

Na rede SUSBH existem 152 Centros de Saúde, com um total de 300 Equipes de Saúde Bucal, tendo como modelo assistencial utilizado aEstratégia de Saúde da Família. A porta de entrada para os usuários são os Centros de Saúde. Existem critérios de referência e contrareferência entre os três níveis de atenção: primária, secundária e terciária, que direcionam o acesso. Esse Sistema de Regulação (SISREG) contribui para viabilizar o acesso equânime em Saúde Bucal. Até março de 2017 a rede SUS BH dispunha de três CEO, distribuídos em regiões distintas da cidade. Todos os CEO contam com uma equipe de profissionais para o atendimento de Pacientes com Necessidades Especiais (PNE) composta por um dentista especialista e dois auxiliares em saúde bucal. O tratamento odontológico sob anestesia geral, quando necessário, é realizado no PAM Sagrada Família e no Hospital Odilon Berhens, este último reservado a usuários que demandam por suporte de CTI. O referido serviço hospitalar ao PNE foi pioneiro no estado de Minas Gerais, tendo iniciado a oferta de tratamento a partir de 1997. Atualmente atende usuários da cidade de Belo Horizonte e da região metropolitana.A gestão da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte tem investido na capacitação e implementação de melhorias em todos os níveis de cuidado à saúde bucal dos PNE, conforme preconizado por diversas diretrizes do SUS. Foram utilizadas estratégias de aprimoramento recentes como a adesão às duas formações do Ministério da Saúde (Capacitação de Profissionais da Odontologia Brasileira Vinculados ao SUS para a Atenção e o Cuidado da Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência), realizadas pela Universidade Aberta do SUS em 2014 e 2015. Também houve a construção do Protocolo de Visitas Domiciliares em Saúde Bucal e capacitação de todas as Equipes de Saúde Bucal dos Centros de Saúde e gerentes em 2015 e 2016, de acordo com o Plano Municipal de Saúde de Belo Horizonte.A avaliação da fila eletrônica do SISREG é uma importante estratégia de acompanhamento das especialidades do CEO. Segundo dados da Coordenação de Saúde Bucal, no período de 2011 a 2013 houve uma redução significativa da fila do SISREG para tratamento sob anestesia geral (2011: 113

A regulação de casos e a realização de atendimento compartilhado para as pessoas indicadas para tratamento sob anestesia geral dos CEO de Belo Horizonte foi um movimento exitoso, que resultou ao longo de 20 meses, na redução de 34% das indicações de tratamento nesta modalidade.

Principal

Ana Paula Vasques Sales Braúna

ctsbucal@pbh.gov.br

A prática foi aplicada em

Belo Horizonte

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Avenida Afonso Pena, 2336

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Ana Paula Vasques Sales Braúna

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

20 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto Coração Forte: realização de exames de holter 24h (eletrocardiograma dinâmico), medição ambulatorial da pressão arterial em 24 (mapa 24h), eletrocardiograma de esforço (teste ergométrico), eletrocardiograma de repouso e ecocardiograma transtorácico no município de Belém do Brejo do Cruz, no Sertão da Paraíba.
Paraíba
Práticas
SOS CORAÇÃO
Rio de Janeiro
Práticas
Triagem Multidisciplinar de TEA em Petrópolis: uma parceria necessária e significativa.
Rio de Janeiro
Práticas
Assistência de média complexidade em município de pequeno porte: experiência de Mendes (RJ)
Rio de Janeiro
Práticas
Experiencia de Barra do Piraí no suporte as enfermidades cardiovasculares no leito de cuidados prolongados na rede de urgência e emergência do Médio Paraíba.
Rio de Janeiro
Práticas
O trabalho do assistente social no âmbito hospitalar: acolhimento e garantia de direitos.
Rio de Janeiro
Práticas
Indicadores de excelência do HMSJ em doação de órgãos para transplante
Santa Catarina
Práticas
Assistência Domiciliar Aos Pacientes do Serviço de Atenção Especializada em Ist/Aids do Município de Vila Velha-Es
Espírito Santo
Práticas
Saúde Prisional e Equipe de Saúde: Serviços Multidisciplinares na Cadeia Pública de Itabaiana – Pb
Paraíba
1 / 512345