Olá,

Visitante

Lian Gong e Xiang Gong no pós operatório estenose cervical e radicolopatia.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Apresentar caso de prática exitosa através do Lian Gong e Xiang Gong, em paciente pós operatório. Expor a possibilidade de tratamento de RLC através da atividade coletiva no parque e praças.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: A Prática Corporal Chinesa é oferecida 3 vezes por semana no parque ecológico e praça, com duração de 40 minutos. O grupo é conduzido por um fisioterapeuta treinado, utiliza-se de aparelho de mídia com CD ou pendrive. Qualquer pessoa pode ser beneficiada do grupo, os exercícios oferecidos visam melhora do equilíbrio e concentração, aumento da flexibilidade e diminuição do quadro álgico. INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: RLC realizou dois procedimentos cirúrgicos, porém manteve os sintomas, estava de licença médica pelo INSS há mais de ano, iniciou Yoga (particular), Lian Gong 1ª parte e Xiang Gong 1ª parte (PICs/SUS) com expectativa de encontrar algum alívio. Chegou deprimida, com limitação da amplitude de movimento, apresentava desequilíbrio em ortostatismo, fraqueza na preensão palmar, limitação na rotação, flexão e extensão do pescoço, fraqueza, era impedida de utilizar sapato com salto alto, deambulava com insegurança. OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO: Após conhecer a atividade corporal e frequentar, três vezes por semana, RLC relatou estar mais segura, sem dores, percebeu-se aumento da amplitude de movimento dos membros superiores e inferiores. Na perícia do INSS, RLC informou ao Médico que estava bem e pronta para retornar ao trabalho, segundo RLC o perito questionou se realmente estava preparada para as atividades laborais como auxiliar administrativo, haja vista a gravidade do caso.

A Prática Corporal Chinesa, Lian Gong em dezoito terapias, foi criada pelo Dr. Zhuang Yuan Ming, médico ortopedista Chinês e iniciado no Brasil em 1987 pela Maria Lúcia Lee. Está inserida no SUS através das Práticas Integrativas e Complementares, Portaria 971 de 3 de maio de 2006. Trata-se de discussão de caso, RLC, 60 anos, com diagnóstico de Estenose Cervical e Radiculopatia (Cid.M50.1), sendo submetida a duas Cirurgias. Paciente com cervicalgia crônica com piora da dor e fraqueza do Membro Superior Direito, indicação de tratamento neurocirúrgico devido estenose cervical e compressão da medula, porém mesmo após o procedimento houve manutenção dos sintomas.

A Prática Corporal Chinesa foi introduzida em 2013 em Itabirito/MG, os praticantes relatam com entusiasmo os benefícios da prática, incluindo a diminuição do quadro álgico, maior disposição para as AVDs, melhora do equilíbrio e aumento da flexibilidade. RLC afirma: Estou ótima, já estou trabalhando e muito feliz. Nem lembro das dores. Fiquei muito feliz quando fui à festa de sapato com salto alto.

Principal

Luciano Vieira Miranda

luciano.vieira@pbh.gov.br

A prática foi aplicada em

Itabirito

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Av. Queiroz Junior, 635

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Luciano Vieira Miranda

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

28 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba