Olá,

Visitante

Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União

Medicamentos têm um papel essencial nos sistemas de saúde, porém segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 50% de todos os medicamentos são prescritos, dispensados e vendidos de forma errônea e mais de 50% dos pacientes os usam incorretamente. Para a implementação do projeto de análise da automedicação com AINEs pelos usuários da UBS União do município de São Bernardo do Campo, propuseram-se as seguintes estratégias: • Sensibilização dos profissionais prescritores da unidade através da apresentação da problemática associado ao uso não racional de AINEs iniciando-se com prescrições não criteriosas e seu uso continuado. Tal intervenção inicial foi realizada em reunião técnica de rotina da UBS • Criação do espaço do consultório farmacêuitico para manejo dos pacientes que possivelmente possam estar sujeitos ao uso não racional de medicamentos. A expectativa do trabalho visou a promoção de saúde considerando otimizar a taxa de URM para os usuários da unidade.

Diminuir o volume dispensado de AINEs, minimizando o risco teórico da ocorrência de problemas associados ao uso destes medicamentos antes das manobras de sensibilização da equipe multidisciplinar e pacientes sobre o URM destes na unidade e ao final d A metodologia deste trabalho consistiu na intervenção farmacêutica de característica educacional para profissionais de saúde prescritores, para usuários da unidade por meio de reunião técnica e busca ativa respectivamente. Ao final de 45 dias do início das intervenções farmacêuticas, foi realizada comparação do movimento de estoque dos AINEs padronizados na UBS União por meio dos dados derivados do sistema operacional Hygia dicotomizando-se em dados pré e pós intervenção. Os dados contendo o volume do movimento de estoque nos dois períodos considerando-se a Dose Diária Definida baseada na última edição da RENAME para extrapolação estatística simplificada.

Foi observado que ao final da intervenção ao final de 45 dias da intervenção sobre os prescritores da unidade representando uma diminuição de 26% no volume destes fármacos dispensados aos usuários da unidade sendo plausível sugerir uma curva decrescente quanto ao risco relativo ás RAMs sobre a população. Tal diminuição volumétrica representou efeitos das ações de orientação farmacêutica sobre o URM tanto á prescrição de AINEs quanto na busca ativa de pacientes em uso contínuo inadequado destes fármacos e que poderiam ser descontinuados e/ou substituídos por congêneres de menor risco para o desenvolvimento de graves intercorrências de etiologia gastrintestinal dentre outras comuns ao uso abusivo de AINEs.A questão cultural quanto á automedicação no ensejo de se poupar indivíduos acometidos por transtornos menores da submissão aos serviços de pronto atendimento fomenta a cultura de uma farmácia doméstica que pode contemplar utilidade quando em situação de automedicação de modalidade assistida pelo farmacêutico promovendo vantagens da aplicação do URM em caráter multidisciplinar apresentando franco efeito benéfico em relação à saúde e qualidade de vida dos usuários.

Principal

Daniel De Carvalho Bazoli

daniel.bazoli@gmail.com

Coautores

Rodolfo Strufaldi

A prática foi aplicada em

São Bernardo do Campo

São Paulo

Sudeste

Instituição

Rua Feira De Santana 154, Jd Sr Bonfim – São Bernardo Do Campo

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Geraldo Reple Sobrinho

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal