Olá,

Visitante

Implantação da Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora na Rede de Atenção Básica no Município de Araguaína.

Foram pensadas três estratégias de ações de ST: 1) A implantação é a primeira etapa de efetivação e integração da PNSST na Atenção Primária, onde a equipe do CEREST através de visitas técnicas nas UBS repassa orientações básicas aos profissionais quanto ao processo de reconhecimento, notificação e sistematização dos dados epidemiológicos dos agravos relacionados ao trabalho. 2) Estabelecimento de fluxo da população trabalhadora na rede de atenção à saúde após o reconhecimento do processo saúde/trabalho/doença pelos profissionais da atenção básica. 3) Levantamento do perfil produtivo do município de Araguaína a partir das informações coletadas pelos ACS definidas nos mapas de área e fichas de acompanhamento das famílias.

A partir do reconhecimento de que o trabalho é um fator determinante da condição de saúde da população é necessário que sejam traçados planos de estratégias e objetivos a partir da integração/estruturação dos órgãos que compõem a rede de atenção à saúde do trabalhador – ST (BRASIL, 2012), onde os profissionais da Atenção Primária ao fazer o reconhecimento durante o atendimento ao trabalhador associando-o ao processo trabalho/doença permite o fluxo necessário para o diagnóstico, tratamento e reabilitação desses trabalhadores. No município de Araguaína a rede de atenção à ST é composta por 04 unidades sentinelas (Hospital Regional de Araguaína, Centro de Alta Complexidade, Hospital de Doenças Tropicais e Ambulatório) e 22 unidades notificadoras (Hospital São Lucas, Hospital e Maternidade Dom Orione, Unidade de Pronto Atendimento, Hospital Municipal de Araguaína e 18 Unidades Básicas de Saúde – UBS). Observa-se que as ações voltadas para a ST no processo de notificação têm-se mostrado ineficiente no nível de Atenção Primária onde deveria, na prática, acontecer um maior fluxo de notificações por representar a porta de entrada na resolutividade dos problemas de saúde da população local.

A principal dificuldade está na identificação e notificação do agravo. Espera-se com o desenvolvimento das etapas posteriores à implantação tenhamos uma equipe de vigilância em saúde do trabalhador coesa e trabalhando de acordo com as especificidades do território, melhorando a qualidade dos indicadores e permitindo a continuidade do fluxo de atendimento dos trabalhadores o que gera perdas de dados relevantes para que as equipes realizem as ações de promoção e prevenção nos ambientes de trabalho.

Principal

Elianôra Gomes de Carvalho

elianoragomesdecarvalho@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Araguaína

Tocantins

Norte

Instituição

Rua 25 Dezembro, 263 S CENTRAL

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Elianôra Gomes de Carvalho

Conta vinculada

emanoel.filho@fiocruz.br

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Programas de provimento médico federais: estratégias de monitoramento e avaliação municipais
Rio de Janeiro
Práticas
Acessibilidade no SUS: Implantação de um laboratório da Língua Brasileira de Sinais em unidades de Estratégia da Família em São Pedro da Aldeia
Rio de Janeiro
Práticas
Arte como instrumento de cuidado na Atenção Primária à Saúde
Bahia
Práticas
O Agente Comunitário de Saúde e a integralidade do cuidado no controle das Arboviroses.
Rio de Janeiro
Práticas
O Nasf de Armação dos Búzios como uma fênix em tempos sombrios: novas tecnologias a serviço do cuidado
Rio de Janeiro
Práticas
ATHIS Casa Saudável
Rio Grande do Sul
Práticas
Campanha Permanente de Castração de Cães e Gatos: Combate Estratégico às Zoonoses Centrado nos Princípios do SUS e no Conceito Território em Saúde, em Gurupi – To
Tocantins
Práticas
Cuidado de Enfermagem aos Portadores de Diabetes com “Pés Diabéticos” em Equipe de Estratégia Saúde da Família Relato de Experiência
Rondônia
Práticas
Territorialização e Expansão do Acesso na Atenção Básica em Pimenta Bueno: Redução de Nove para Duas Áreas des cobertas Pelos Agentes Comunitários de Saúde – Acs
Rondônia