Olá,

Visitante

Impacto organizacional e Econômico na Implantação do Prontuário Eletrônico

Diante da necessidade de informatizar a assistência na APS, em 2017 a gestão municipal iniciou o processo de implantação do PEC na APS. Nesse sentido, iniciou-se o processo de licitação e concomitante foi utilizado o PEC do E-SUS, sistema informatizado gratuito em duas Unidades Básicas de Saúde (UBS), do Vila Esperança e KM63. As mesmas possuem demandas e realidades distintas conforme as características epidemiológicas dos locais e quantidade populacional. Foram inseridas mais duas UBS 3 meses após o início das duas primeiras, Km 60 e Congonhas com as mesmas características das primeiras. Depois de 6 meses foi realizada uma reunião para relato da experiência e avaliação em relação a implantação do PEC do E-SUS que foi bastante positiva, embora o sistema apresente limitações, principalmente relacionadas a morosidade das atualizações. Em relação ao processo licitatório que estava em andamento, possuía um valor alto, e inúmeras impugnações entre as concorrentes em 2018. No tocante, após 8 meses do teste piloto nas 4 UBS, iniciou-se um cronograma de educação permanente e implantação do PEC em todas as UBS do município até final de 2019, enquanto o setor financeiro resolvia os problemas relacionados ao processo licitatório que não foi encerrado em virtude da insegurança relatada por outras experiências. Com o PEC do E-SUS implantado em 100% das UBS, com os inúmeros benefícios identificados, foi excluída a intenção de utilização de sistema próprio.

Identifica-se como barreiras para garantir a qualidade da assistência e continuidade do cuidado destaca-se a dificuldade de comunicação entre as equipes da rede de atenção

O uso do PEC consolidou a gestão do cuidado e a continuidade da assistência nas 32 ESF atuantes no município de Tubarão, efetivando estratégias de sistematização da assistência e a segurança do paciente, afirmando assim, a segunda meta internacional de segurança do paciente “melhorar a comunicação entre profissionais da saúde” e consequentemente entre profissionais e usuários. Por fim, percebeu-se que o PEC E-SUS é um sistema democrático, que vem se aprimorando e evoluindo a cada atualização, sendo importante ferramenta para gestão do cuidado e economicamente sustentável para os municípios.

Principal

Fernanda Geraldo Valgas

enffernandavalgas@gmail.com

A prática foi aplicada em

Paraíba

Nordeste

Instituição

Tubarão

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Fernanda Geraldo Valgas

Conta vinculada

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Encontro como Estratégia de Fortalecimento da Rede de Atenção Psicossocial: Conectando e Mobilizando Fluxos nos Diferentes Pontos da Atenção Básica no Vale do Jamari, Rondônia
Rondônia
Práticas
Projeto Menina do Laço de Fita: Integralidade do Cuidado na Garantia do Direito Sexual e Reprodutivo da População de Abaetetuba – Pará
Pará
Práticas
Aperfeiçoamento do Processo de Gerenciamento do Programa do Tratamento Fora do Domicílio de Santa Luzia do Pará
Pará
Práticas
Criança Vacinada e Feliz
Práticas
Outside Vaccine: Rorainópolis Fora dos Muros
Práticas
Estratégias para Vacinação Contra Covid: Busão +saúde – Palmas-to
Práticas
Estrategias para Contornar Dificuldades e Elevar Cobertura Vacinal de Polio e Penta
Práticas
Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba
Práticas
Vacinar para Proteger: Metodologias Sistematizadas Aplicadas para o Alcance da Cobertura Vacinal em Pindoretama-ceará
Práticas
Imunização na Terceira Idade: Educação em Saúde Como Estratégia para Adesão de Idosos em um Município do Estado do Maranhão