Olá,

Visitante

Fortalecendo Vínculos Familiares e Prevenindo Violências: uma Roda de Conversa – Educar com Respeito, Caminhos para uma Vida Saudável.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: A oficina “Fortalecendo Vínculos Familiares e Prevenindo Violências: Uma roda de conversa – educar com respeito, caminhos para uma vida saudável” tem como objetivo criar uma atmosfera de diálogo, reflexão e trocas de experiências sobre as diferentes formas de violência e suas consequências, bem como as possibilidades de educar com base no respeito. Visa incentivar o cuidado, a educação e disciplina pela via do afeto, diálogo, exemplo e valorização. DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: A oficina foi elaborada de forma interdisciplinar, contanto com envolvimento direto de profissionais da educação e profissionais da saúde, das linhas de cuidado da Criança, PSE e Adolescente. Foram realizados três encontros para a elaboração da metodologia de trabalho, contando com a participação de uma professora, duas assistentes sociais, duas enfermeiras e uma técnica de enfermagem. Como material teórico direcionador das propostas metodológicas, foram utilizadas às publicações do Ministério da Saúde e Ministério da Educação, entre 2001 e 2014, sobre a temática de Promoção de Cultura de Paz e Prevenção de Violência contra Crianças e Adolescentes. Para a implementação das Oficinas, utilizamos a abordagem metodológica da “Roda de Conversa”, direcionada por “álbum seriado”, como material didático âncora e pela exposição de mídia áudio visual, de curta metragem (05 min.12 seg.). Observamos que o álbum seriado e a mídia áudio visual, foram elaboradas pelos profissionais responsáveis pela experiência, sendo utilizados como material didático secundário a roda de conversa e com a finalidade de diversificação da abordagem metodologia para atingir o público alvo, também baste diverso em sua escolaridade. Outra questão, pela escolha de múltiplas possibilidades de recursos metodológicos se dá pela maior possibilidade de adequação do espalho físico diverso ofertado pelas creches para a execução da oficina. Foram utilizados salas de aula, pátios e refeitórios, respeitando sempre a possibilidade ofertada por cada ambiente. O agendamento da oficina foi realizado com base em datas ofertadas pelas creches, mediante a possibilidade de cada unidade. O convite aos pais e responsáveis, com indicação da atividade proposta, foi realizado pela direção de cada creche envolvida, não sendo condicionada a nenhum fator. O horário para a atividade, foi escolhido pelos pais e responsáveis e pela direção da unidades, sendo entre às 16 e 17 horas, o horário eleito, visto a proximidade com a saída das crianças. A “Roda de Conversa” é uma possibilidade metodológica, de fácil viabilidade, que objetiva o estabelecimento de uma comunicação dinâmica e produtiva entre os membros participantes, buscando o estabelecimento de diálogos e da participação democrática e da troca de saberes entre os envolvidos. Na experiência a Roda de Conversa foi iniciada e balizada pelos seguintes questionamentos colocados pel

O Programa Saúde na Escola (PSE) objetiva o fortalecimento de ações na perspectiva da educação e desenvolvimento integrais, proporcionando à comunidade escolar a participação em ações intersetoriais para o enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens brasileiros. Essa linha de cuidado acolhe, fortalece e estimula as ações de integração entre saúde, educação e demais áreas das políticas públicas que possuem responsabilidade e impactam a qualidade de vida de educandos e demais atores nos territórios onde os mesmos se inserem (Brasil 2007). O PSE prevê ações de promoção em saúde e detecção de agravos prevalentes em sua população alvo, direcionadas pelas vulnerabilidades territoriais, coordenando e otimizando os recursos da Rede de Saúde e Educação. Em seus componentes prioritários de ações, temos o eixo de promoção em saúde, e entre as principais temáticas, direcionadas pelo Ministério da Saúde, com bases epidemiológicas, temos a promoção da cultura de paz, a prevenção das violências e promoção de saúde mental no território escolar, sendo este o contexto que se insere esta experiência. Este experiência se vincula a Prefeitura de Rio das Ostras ás Secretarias de Saúde e Secretaria de Educação (SEMUSA/SEMED), especificamente a Coordenação de Atenção Básica e ao Departamento de Programas de Saúde e ao Departamento de Saúde na Escola (SEMED). A experiência se pauta na promoção de saúde mental e promoção de cultura de paz e na prevenção da violência intrafamiliar contra crianças. O lócus de ação são as creches do município, que atendem crianças entre seis meses a quatro anos de idade. A população alvo são pais e responsáveis pelas crianças matriculadas nas creches municipais. A demanda pela execução desta experiência surge como uma das frentes de ações para o enfrentamento e redução do número de casos de violência praticados contra crianças no contexto do Município de Rio das Ostras. Esta experiência se pauta em um contexto intersetorial e interdisciplinar, com participação das Secretarias de Saúde, Secretaria de Educação e Secretaria de Bem Estar Social, com o envolvimento de profissionais das Linhas de Cuidado da Saúde da Criança, Saúde na Escola e Saúde do Adolescente.

A experiência é bastante recente, porém acreditamos em suas repercussões em longo prazo, conjuntamente a outras ações de enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes, impactem nos indicadores de saúde relacionados e monitorados para avaliação e condução das políticas públicas locais. Acreditamos que a experiência proposta, de reflexão e sensibilização para as possibilidades da educação e cuidado pela via do respeito, afeto e dialogo, sem uso de castigos corporais, foram atingidas. Avaliamos a experiência de forma positiva, porém referimos que a própria experiência nos aponta para a necessidade de aprofundamento e continuidade das ações com vistas a criar espaços de escuta, diálogo e fortalecimento de vínculos familiares de forma periódica e continua e que o espaço das unidades escolares/creches são espaços de alto vinculo comunitário e propícios á essas ações.

Principal

Michella Florencia Barbosa Câmara

A prática foi aplicada em

Rio das Ostras

Rio de Janeiro

Sudeste

Instituição

Rua Jandira Moraes Pimentel, 504 – Centro

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Michella Florencia Barbosa Câmara

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A Importância da Atividade Física na Terceira Idade- Mexa-Se
Santa Catarina
Práticas
Rádio Revolução Fm – a Rádio Que é Louca por Você …#
Rio de Janeiro
Práticas
Trabalhar amamentação como um aprendizado: gestantes e puérperas ESF Maria Laura de Jesus
Minas Gerais
Práticas
Educação nutricional com portadores de Diabetes Mellitus tipo II em uma UBS
Rondônia
Práticas
Rede de Assistência ao Usuário: Acesso ao Transporte Sanitário do Município de Queimadas
Paraíba
Práticas
Integralidade da assistência à saúde da mulher em um ambulatório especializado na APS em Buritis (RO)
Rondônia