Olá,

Visitante

Estratégia Saúde da Família Promovendo Acesso À Saúde para a População Ribeirinha do Entorno do Bairro Puraquequara em Manaus

O presente trabalho aborda a experiência desenvolvida pela Equipe do Módulo de Saúde da Família Dr. Platão Araújo junto à população ribeirinha constituída pelos lagos Floresta, João Paulo, Ipiranga, Lago Karaipé, Mainã, Lago da Boa Vista e Lago do Puraquequara, em Manaus. Essas comunidades totalizam uma população de 126 famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social, com renda per capita abaixo de setenta reais. No que se refere aos aspectos sanitários não há coleta regular de lixo, pois o meio de transporte é canoa, lancha ou barco, e o município não oferece esses serviços à população ribeirinha. A água utilizada é proveniente dos rios locais, a equipe de saúde faz orientações às famílias quanto ao tratamento adequado para consumo humano e busca evitar as doenças de veiculação hídrica. As habitações em 80% são de madeira, flutuantes , 10% de alvenaria e 10% de materiais adversos. Quanto à educação, existem três escolas públicas municipais de ensino fundamental e o acesso dos alunos é apenas de barco. No tocante à assistência em saúde a equipe de Saúde da Família se desloca de lancha para fazer atendimento por meio de visitas domiciliares aos idosos, acamados e nos programas matriciais da atenção básica. As consultas médicas regulares são realizadas na Unidade de Saúde onde é destinado um dia na semana, às terças-feiras, para atendimento exclusivo das famílias dos lagos. As ações são desenvolvidas em parceria com as escolas, com o Conselho Local de Saúde e com as lideranças comunitárias. O trabalho torna-se relevante à medida que garante o direito de acesso à saúde com acompanhamento sistemático das ações contribuindo com a melhoria na qualidade de vida da população ribeirinha.a) Objetivo:Promover ações de saúde e prevenção de doenças a 100% das famílias ribeirinhas da área de abrangência da Unidade de Saúde até 2014.b) Indicadores:O ponto de partida foi fazer o cadastramento das famílias aplicando as Fichas A do Sistema de Informação da Atenção Básica que possibilitou fazer o diagnóstico econômico, social e de saúde das famílias permitindo a identificação do perfil epidemiológico das populações ribeirinhas e de instrumento para fazer o planejamento das ações de acordo com a realidade local.No início foi identificado que: 90% das famílias tinham renda per capita inferior a R$ 70,00

Promover ações de saúde e prevenção de doenças.

Principal

Francicléia dos Santos Azevedo

A prática foi aplicada em

Manaus

Amazonas

Norte

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Francicléia dos Santos Azevedo

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos