Olá,

Visitante

Especializando A Gestão da Atenção Primária À Saúde no Sistema Único de Saúde: o Sucesso Não Ocorre Por Acaso

Visando ao aprimoramento das capacidades para o exercício pleno das funções gestoras das Autoridades Sanitárias Locais (ASL) nas Redes de Atenção à Saúde (RAS) em Curitiba, em 2018, realizou-se o curso de “Especialização em Gestão do SUS: APS”. Fundamentou-se na implantação do Modelo de Atenção às Condições Crônicas (MACC), um sistema lógico que organiza o funcionamento das RAS, articulando as relações entre seus componentes e as intervenções sanitárias, em função: da visão da saúde, das situações demográficas, epidemiológicas e dos determinantes sociais da saúde. Para tal, deve estruturar estratégias de enfrentamento das Condições Crônicas, contínuas, proativas e integradas. Assim, são necessárias profundas mudanças na forma como as equipes se organizam e se articulam no enfrentamento dos problemas de saúde nos territórios, sendo a atuação dos gestores locais fundamental para o aprimoramento e a qualificação das práticas em saúde e promoverem as mudanças propostas.

Formar os gestores das Unidades Básicas de Saúde de Curitiba, visando a implantação do MACC e melhorar a efetividade da atenção no SUS Curitiba. Bem como, desenvolver competências para serem agentes de transformação do modelo de atenção à saúde vigen o curso foi realizado por meio de parceria entre a SMS Curitiba e a EAP/ IMAP. Teve como público-alvo 120 servidores em cargo de ASL nas UBS, com carga horária de 392 horas. A partir do mapeamento das ações-chave, foram definidas áreas de competências, reconhecendo-se capacidades cognitivas, atitudinais e psicomotoras necessárias para autoavaliação, autogestão, tomada de decisão e ação. em virtude da natureza laboral e sua inserção, novos desempenhos seriam exigidos, individuais e em equipe, em decisões dialogadas o substrato para a grade curricular estruturada nas metodologias ativas de ensino-aprendizagem, a partir das múltiplas realidades vivenciadas nos diferentes territórios-saúde.

o curso propiciou o desenvolvimento de competências para as práticas gestoras e em saúde de 120 servidores da SMS Curitiba. Promoveu: adequada territorialização das UBS aprimoramento da implantação das RAS materno-infantil, saúde bucal e saúde mental reconfiguração das ações de planejamento, monitoramento e avaliação da atenção e a ampliação do repertório de práticas gestão local, de cuidado, de promoção da saúde, de gestão da clínica e do caso, de gestão de pessoas, de insumos e medicamentos. Indiretamente, beneficiou os usuários do SUS Curitiba, que agora contam com gestores locais qualificados para promoverem o aprimoramento da atenção à saúde em Curitiba.Investir na formação de gestores locais mostrou ser fundamental para promover as mudanças necessárias no modelo de atenção. A educação é uma aliada. Importante é reconhecer adequadas estratégias educacionais, com metodologias que possibilitem aos alunos identificarem-se como protagonistas dessa mudança. as metodologias ativas de ensino-aprendizagem demonstraram-se potentes, em um currículo estruturado por competências. o sucesso do SUS não ocorre por acaso, exige investimentos nas pessoas.

Principal

Antonio Dercy Silveira Filho

asilveira@sms.curitiba.pr.gov.br

Coautores

Ana Maria Cavalcanti, Ivana Maria Saes Busato, Márcia Cecília Huçulak, Raquel Ferrraro Cubas,

A prática foi aplicada em

Curitiba

Paraná

Sul

Instituição

Atílio Bório, 680, Cristo Rei, Curitiba, Pr. Cep.80.045-020

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Márcia Cecília Huçulack

Conta vinculada

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal
Práticas
Atenção Odontológica na Primeira Infância: Meu Primeiro Dentista
Tocantins
Práticas
Informação em Saúde Preventiva nos Meios de Comunicação
Tocantins