Olá,

Visitante

Desbravadores do Sus: Redescobrindo Cidadãos, Promovendo o Direito À Saúde

em 2016, após revisão de suas fronteiras, Rurópolis ratificou o pertencimento de sua área ribeirinha, antes considerada pertencente a outro município. A população desta área era desconhecida e, portanto, negligenciado seu direito à saúde, obrigando-os a buscar atendimento no município vizinho. Assim, em 2017, a Secretaria Municipal de Saúde elaborou um plano de ação para promover o direito e o acesso à saúde dos “novos” munícipes.

Demonstrar a experiência da execução de um plano de ação multiprofissional, implementado a curto e a longo prazo, para garantir o direito à saúde às populações ribeirinhas no interior da Amazônia. Trata-se de um relato de experiência vivenciado pela equipe multiprofissional desde o primeiro contato realizado com as comunidades. Foram realizadas 05 expedições para reconhecimento de necessidades e vulnerabilidades em saúde e para o fortalecimento do vínculo com a comunidade que até então era desconhecida. A partir da segunda expedição, foram levados diversos atendimentos em saúde. Duas expedições foram em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e a West Virginia University respectivamente. E com objetivo de promover o cuidado contínuo, foi implantada uma Equipe de Saúde da Família Ribeirinha, cujo projeto de credenciamento no final de 2018, e a partir de então as atividades passaram a serem realizadas semanalmente.

Ocorreram 14 expedições com realização de 834 consultas (pediatra, clín. geral, enfermeiro, odontólogo, nutricionista e psicólogo), sendo ofertados escovação supervisionada, aplicação de flúor, vacinação, avaliação antropométrica, cadastro de famílias no e-SUS, educação em saúde sobre alimentação saudável e saúde bucal. Foram identificadas crianças com atraso no crescimento e desenvolvimento e com esquema vacinal atrasado, mulheres que nunca haviam realizado exame preventivo do Câncer de Colo Uterino, alta incidência de parasitoses, dermatoses e cáries. Após aprovação do projeto Saúde foi implantada uma ESFR composta: médico, enfermeira, ACS e microscopista, complementada com odontólogo e farmacêutico, pela necessidade de outros atendimentoConstatou-se que as comunidades ribeirinhas estavam sendo negligenciadas em suas necessidades em saúde e que populações ribeirinhas amazônidas requerem o uso novas abordagens de cuidado para reduzir as vulnerabilidades e iniquidades em saúde, pois as especificidades da região requerem planejamento e financiamento diferenciado para efetivação dos princípios e diretrizes do SUS. Agora estas famílias estão com melhor acesso aos serviços de saúde.

Principal

Leticia Carvalho Santana

farmaceuticaleticia@hotmail.com

Coautores

Renata Carolina Sousa Borges, Fernanda Jacqueline Teixeira Cardoso, Shayane Gabriela Araujo Matos, Jeane Da Silva Facione, Rosicleia Freitas Borges

A prática foi aplicada em

Rurópolis

Pará

Norte

Instituição

Rua 10 De Maio, 125 – Centro

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Fernanda Jacqueline Teixeira Cardoso

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

08 abr 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Vigidesastre: resposta rápida intersetorial para o impacto de um desastre ambiental na saúde humana
Rio de Janeiro
Práticas
Projeto Caderneta OK
Rio de Janeiro
Práticas
Nenhuma Casa Sem Banheiro
Rio Grande do Sul
Práticas
Saúde É Direito de Todos: Garantindo o Direito A Saúde de Usuários das Comunidades Quilombolas, Ribeirinhas e Rurais do Município de Itacoatiara/Am: Relato de Experiência
Amazonas
Práticas
Vigiágua: Promoção e Implantação do Sistema Salta-Z (Funasa) para Fornecimento de Água Potável nas Regiões Ribeirinhas do Município de Tartarugalzinho-Ap
Amapá
Práticas
Projeto Varre Vila
Práticas
Observatório de Saúde das Populações do Campo Floresta e das Águas – Teia de Saberes e Práticas – obteia
Ceará
Práticas
Viabilidade Ecológica e Econômica com Pneus, Evitando Possíveis Criadouros e a Proliferação do Aedes Aegypti.
Paraíba
Práticas
Promovendo Equidade e Garantido Acesso À Saúde a População Indígena no Município de Maricá-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Fortalecimento das Ações Preventivas de Combate ao Trabalho Infantil
Rio de Janeiro
1 / 212