Olá,

Visitante

Campina Cuida das Crianças: Estratégias de Gestão para o Atendimento Pediátrico na Saúde Pública

Em março de 2024, o Hospital da Criança e do Adolescente atendeu 7.250 pacientes, evidenciando a alta demanda pediátrica na região. Esta estatística é significativa quando consideramos que o hospital tem uma média de atendimentos de 60 mil pacientes por ano apenas na urgência e emergência.
A abrangência do Hospital se estende a 180 municípios, o que ressalta sua importância como centro de referência em pediatria Diante do aumento da demanda, a descentralização dos serviços foi necessária. Para isso, foram fortalecidas as policlínicas da Liberdade, Malvinas, Catolé, Bela Vista e Centro de Saúde Francisco Pinto com atendimento pediátrico em horário estendido.
Foram estabelecidas parcerias com hospitais municipais privados, como HELP e CLIPSI, que disponibilizaram 25 leitos de suporte pediátrico, ampliando a capacidade de resposta do sistema de saúde, garantindo acesso adequado a cuidados especializados.
Foram realizadas melhorias no Hospital incluindo o aumento da canalização de gases para fornecer mais 32 pontos de suporte de oxigênio essa ação foi fundamental para garantir a continuidade e qualidade da assistência na região.
Destaca-se um aumento em todas as equipes de profissionais de saúde: médicos pediatras, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e outros profissionais. Esse reforço nas equipes permitiu uma resposta mais eficiente e abrangente às necessidades de saúde da população pediátrica, garantindo um atendimento de qualidade e humanizado em todos os níveis.

A demanda pediátrica no Hospital da Criança e do Adolescente em Campina Grande-PB, atendendo 7.250 pacientes em março de 2024, evidenciou a necessidade de descentralização dos serviços de saúde pediátrica. A alta demanda, somada à abrangência do hospital a 180 municípios, ressaltou a importância de estratégias para melhorar o atendimento pediátrico e garantir acesso adequado aos cuidados de saúde especializados.

1. Redução na Incidência de Doenças Respiratórias: Observamos redução significativa na incidência de doenças respiratórias em crianças após a implementação das medidas preventivas. As taxas de hospitalização devido a condições respiratórias agudas diminuíram, refletindo a eficácia das estratégias preventivas adotadas.
2. Melhoria no Reconhecimento Precoce de Sintomas: A educação contínua contribuiu para maior conscientização dos pais e responsáveis sobre os sinais e sintomas de doenças respiratórias, resultando na precocidade por cuidados médicos, reduzindo assim complicações graves.
3. Aumento no Acesso aos Serviços de Saúde: A ampla cobertura de unidades de saúde garantiu que as crianças tenham acesso rápido e adequado a serviços médicos. A distribuição do irrigador nasal infantil também facilitou o manejo domiciliar de sintomas respiratórios leves.
4. Aceitação da Comunidade: O projeto foi bem recebido pela comunidade, refletido no aumento da adesão às medidas preventivas e na procura por informações adicionais sobre cuidados pediátricos. A participação ativa da comunidade em workshops e atividades educacionais demonstrou o engajamento e o apoio ao projeto.

Para abordar esse desafio, é crucial implementar medidas preventivas eficazes, capacitar pais e responsáveis sobre os cuidados durante doenças, facilitar o reconhecimento precoce de sintomas e garantir acesso rápido aos serviços de saúde adequados. Essas estratégias visam promover o bem-estar e a saúde das crianças na região, especialmente durante períodos críticos de sazonalidade de doenças respiratórias.

Principal

PABLO EMMANUEL MAGALHAES NUNES

massenalves@gmail.com

Diretor Técnico do Hospital da Criança e do Adolescente em Campina Grande

Coautores

PABLO EMMANUEL MAGALHAES NUNES, CARLOS MARQUES DUNGA JUNIOR

A prática foi aplicada em

Campina Grande

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Av. Jorn. Assis Chateaubriand, 1376 - Liberdade, Campina Grande - PB

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Charles Massena Alves

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

15 abr 2024

Início da Execução

01/11/2024

Condição da prática

Andamento

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba