Olá,

Visitante

Campanha Permanente de Castração de Cães e Gatos: Combate Estratégico às Zoonoses Centrado nos Princípios do SUS e no Conceito Território em Saúde, em Gurupi – To

Localizada no norte do país, terceira maior cidade do Tocantins, com cerca de 90 mil habitantes, Gurupi (GPI) possui enorme dinamicidade populacional em seus 82 bairros, parte não planejados e com carências infraestruturais, os quais necessitam de assistência estratégica e integral à saúde. Assim, no âmbito municipal de vigilância em saúde o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) encarrega-se de ações profiláticas, como a campanha permanente de castração implantada em 2014, que até 2018 atendeu mais de 3 mil munícipes por demanda espontânea, com objetivo único de controle populacional, não contemplando os princípios do SUS (equidade, integralidade, universalidade e controle social) e desprezando também o conceito território. Diante do elucidado, o trabalho justificou-se na necessidade de contemplar os princípios do SUS e aplicar o conceito território à campanha de castração, para fortalecer o combate às zoonoses, mobilizar atores e melhor atender populações vulneráveis.

Fortalecer o combate às zoonoses, aplicando os princípios do SUS de equidade, integralidade, universalidade, controle social e o conceito território em saúde, ao controle populacional de reservatórios caninos e felinos. Projeto realizado entre outubro de 2018 e abril de 2019, em quatro etapas: criação de grupo condutor e fluxos, modernização do centro cirúrgico e produção de gatoeiras, reunião intersetorial para reconhecer território, capturas e castração. De recursos humanos: coordenador, equipe cirúrgica, agentes de combate às endemias e comunitários de saúde, protetores independentes, organizações não governamentais, universidades, imprensa e comunidade local. De materiais permanentes: centro cirúrgico com anexos, veículos, gatoeiras e baias. as castrações ocorreram de segunda a sábado, onde os animais cirurgiados passaram por exame físico, anestesia, medicação, marcação, observação e soltura em local de origem.

Verificou-se 200% de aumento de castrações, realizadas em 42% dos bairros do município, castrando 539 animais durante a vigência do projeto, 80% dos felinos foram fêmeas, e por não progressão de partos evitou-se concepção de 27 milhões de reservatórios em seis anos. Houve conscientização em massa por divulgação em TV, rádio, e internet, tornando a iniciativa referência estadual. Destaca-se a contemplação dos princípios do SUS, equidade quando o programa por adaptação á realidade individual permitiu o atendimento de pessoas com difícil acesso ao serviço, integralidade por integrar a vigilância à realidade assistida do usuário, universalidade por representar uma nova porta de entrada no SUS, e controle social, por mobilização comunitária.Fortaleceu-se o combate às zoonoses, evidente no aumento de castrações, na mobilização social e na gestão participativa, trabalhando-se territórios e indivíduos socioeconomicamente vulneráveis. Evidenciou-se que a vigilância também pode ser porta de entrada para o sistema, porém, para permanência do projeto necessita-se de ampliação de equipe cirúrgica, onde o próximo passo será aquisição da unidade móvel de castração.

Principal

Pedro Alexandre Da Silva Alencar

pmedvet1@gmail.com

Coautores

Henrique Alencar Araújo, Tatiane De Freitas Sousa, Manoel Messias Barbosa

A prática foi aplicada em

Gurupi

Tocantins

Norte

Instituição

Rua Perimetral Leste, Quadra 01, Lote 01, Casa 01, Setor Vila Pedroso,

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Gutierres Borges Torquatto

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

26 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
Humanização na prática do cateterismo vesical de demora na atenção básica.
Paraíba
Práticas
Metodologias ativas no processo de atualização de profissionais de saúde: relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar
Paraíba
Práticas
V amostra Paraíba, aqui tem SUS
Paraíba
Práticas
Autonomia reprodutiva: empoderamento de mulheres em vulnerabilidade através da inserção do DIU
Paraíba