Olá,

Visitante

Bumba-Meu-Boi nas Usfs – Contribuições da Educação em Saúde para Melhorar Adesão das Gestantes ao Pré-Natal.

Promover ações de acolhimento e educação em saúde, através da encenação do bumba-meu-boi, nas USFs, para aliviar tensões, através da ludicidade, resinificar medos, mitos provocados pela ansiedade e pelo imaginário acerca da gravidez e, mormente, melhorar a adesão das gestantes ao pré-natal bem como esclarecer sobre os direitos da mulher, para fortalecer o empoderamento da cultura da não violência contra as mulheres. Material e Método: As encenações ocorrem semanalmente nas rodas de gestantes das usfs dos Distritos Sanitários. Buscou-se referências bibliográficas sobre bumba-meu-boi. Após, confeccionou-se um boi e três alunos se caracterizaram como Mateus, Catirina e a Comadre. Foram utilizadas músicas e instrumentos musicais: maracás, sinos, pandeiros. Representava-se o diálogo entre Mateus e Catirina, que queria ter seu desejo de grávida atendido: comer a língua do melhor boi do Capitão, patrão de Mateus. A encenação mesclava técnicas de clowns, teatro de rua, do improviso e do oprimido que convidavam o público a participar do enredo. Através do método qualitativo descritivo, com aplicação de questionários, foram originados os dados primários tratados por análise de discurso. Admitiram-se as gestantes bem como acompanhantes participantes do Pré-Natal nas USFs. Resultados: A partir dos questionários, foi possível classificar o material analisado em categorias. A mais relevante disserta quanto às principais preocupações das gestantes, medos e mitos relativos a: aborto, sexo durante a gravidez, momento do parto, alimentos permitidos e/ou proibidos, tipos de partos, calendário vacinal da mulher e mudanças corporais e onde devem procurar ajuda quando em situação de violência. Outra categoria versou acerca do uso de álcool e outras drogas durante a gravidez e a relação desse uso/abuso com malformações congênitas. Foi possível quantificar a melhoria na adesão às usfs para o pré-natal, durante as apresentações, haja vista que houve um aumento da frequência do público em geral às usfs para assistir ao espetáculo. Conclusões/Considerações: É mister lançar mão de várias estratégias que contribuam melhorar a adesão das gestantes e acompanhantes durante o pré-natal. Destarte, as manifestações da cultura popular se tornam valiosas ferramentas para desenvolver ações de educação em saúde, haja vista que na maioria das comunidades nas tradições populares permanecem vivas e atuantes. Assim, a representação do Bumba-Meu-Boi, ressignificada às rodas de gestantes, consegue atrair os mais diversos públicos às usfss, tornar lúdicas as rodas de gestantes e esclarecer dúvidas, medos e mitos relativos ao pré-natal e ainda com empoderamento sobre seus direitos como mulher na vida – e como gestante, durante o pré-natal, parto e puerpério para evitar que sofram qualquer tipo de violência.

No Brasil, sobretudo no Nordeste, o bumba-meu-boi, espécie de ópera popular, encanta e atrai multidões ao encenar as peripécias de um marido para realizar o desejo da esposa grávida. Assim, resinificou-se o enredo dessa manifestação típica da cultura popular para subsidiar ações de educação em saúde desenvolvidas pelo Programa de Educação pelo Trabalho (PET) na Saúde e Fortalecimento da Rede Cegonha, durante as rodas de gestantes das usfs, preconizadas pelo Ministério da Saúde como estratégia para as gestantes e companheiros ou companheiras compartilharem o momento delicado da gravidez e aderirem com mais afinco ao serviço de pré-natal oferecido nas USFs

Principal

Joao Alves da Silva Neto

A prática foi aplicada em

Recife

Pernambuco

Nordeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Joao Alves da Silva Neto

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

07 fev 2018

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Oficina de Culinária Afeto e Sabor
Paraíba
Práticas
Aproximando a Comunidade com a Gestão da Atenção Primária em Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
Gestão Estratégica e Participativa no SUS: Implantando Novas Instâncias Deliberativas no Município Paulo Jacinto – Al
Alagoas
Práticas
Visita Domiciliar ao Usuário do SUS com Demanda Judicial
Ceará
Práticas
Importância da Conferência Municipal de Saúde para o Fortalecimento da Participação da Comunidade na Defesa do SUS.
Paraíba
Práticas
Participação Popular na Estratégia Saúde da Família em Petrópolis-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Roda de Conversa com As Famílias: Cuidando de Quem Cuida
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação de Colegiado Gestor nas Unidades de Saude da Família de Japeri-Rj
Rio de Janeiro
Práticas
Controle Social e Saúde do Trabalhador: a Experiência Regional do Conselho Gestor do Cerest- Pólo Duque de Caxias – Rj
Rio de Janeiro
Práticas
A Experiência do 1º Curso de Capacitação para Conselheiros de Saúde e Membros das Comissões Intersetoriais de Saúde do Trabalhador (Cists) Sobre a Temática da Saúde do Trabalhador do Cerest- Pólo Duqu
Rio de Janeiro