Olá,

Visitante

Blitz da Prevenção

O projeto BLITZ DA PREVENÇÃO regeu a promoção e divulgação a partir de acometimento das DST/AIDS e Hepatites Virais, embasando a Dignidade e Direitos Humanos para a população em geral e especificas, desenvolveu ações itinerantes em todo território ilheense divididos por etapas em todas as regiões da cidade de Ilhéus. Recentemente foi divulgado o mapa da incidência de 2011/2012 no qual se evidencia que a infecção pelo vírus HIV e Hepatites B tem público especifico no Brasil, divulgado pelo SVS/ MS apresenta dados alarmantes de aumento desta infecção. De acordo com os dados, a cada três horas uma pessoa se infecta no país, com uma media de oito por dia.De acordo com o mapa de infecção do Brasil, o estado da Bahia aumentou os casos em comparação ao resto do país. Sendo assim, as cidades de Ilhéus, Itacaré, Uruçuca e Una na Bahia apresentam dados elevados da infecção na faixa juvenil da população flutuante que transita nestes municípios. A cidade de Ilhéus aparece em 9º lugar da Bahia em números de infectados com uma população de quase 190 mil habitantes aproximadamente, apresenta taxas das infecções pelo HIV, Hepatites B e C e Sífilis.Os dados por si só revelam o peso dos elevados índices para os municípios. Sabemos que há razões diversas que explicam as ações dos indivíduos que os motivam a prática sem uso do insumo de prevenção prioritário (preservativo). Mas, não podemos deixar de considerar o peso da identidade de gênero e orientação sexual para os seguintes dados: no conjunto da população, entre 2002 e 2012 as taxas de infecção a jovens LGBT em diversas faixas etárias.Para nós, grande parte dos infectados está relacionada à prática sexual por orientação e identidade de gênero.O Brasil foi estruturado culturalmente sob a égide da homofobia. O mesmo encontra-se disseminado em toda sociedade. A orientação sexual e identidade de gênero ainda é uma significante chave de diferenciação negativa, sinônimo de estereótipos e preconceitos arraigados. Os LGBT são hostilizados cotidianamente, estão sempre em situação de vulnerabilidade.Contudo, acreditamos que a discussão política das questões por orientação sexual e identidade de gênero sofrida pela juventude LGBT, juntamente com a cultura vista como uma alternativa a inserção social desses jovens, de forma que propomos no projeto, contribuíram para possibilitar a construção da fobia dos sujeitos e da sociedade no sentido de apagarmos a homofobia do estado e do Brasil. Inserindo os diálogos contemporâneos sobre a infecção pelos vírus HIV e Hepatites que permeiam a sociedade ilheense.Objetivos :GERAL – PROMOVER A INFORMAÇÃO RESPEITANDO A DIGNIDADE E DIREITOS HUMANOSESPECÍFICOS – DISTRIBUIR INSUMOS E FAZER RODAS DE CONVERSA COM ABORDAGEM CORPO A CORPODescrição de como foi desenvolvida:O PROJETO BLITZ DA PREVENÇÃO OCORREU NA ZONA URBANA E RURAL DE ILHÉUS.PROMOVEU RODAS DE CONVERSA, DISTRIBUIÇÃO DE INSUMOS (PRESERVATIVOS, MATERIAL EDUCATIVO/INFORMATIVO) COM ÊNFASE NA POPULAÇÃO JUVENIL E GERAL.FORAM DISTRIBUÍDOS MAIS DE 28 800 PRESERVATIVOS,CERCA DE 200 CAIXAS COM 144 CADA.A BLITZ ATENDEU AS ZONAS NORTE,SUL,OESTE E RURAL DA CIDADE DE ILHÉUS.CONTOU COM A PARCERIA DO CENTRO DE TESTAGEM E ACONSELHAMENTO DO MUNICÍPIO QUE DISPONIBILIZOU O VEÍCULO PARA DESLOCAMENTO DA EQUIPE DA ASSOCIAÇÃO.

Acometimento das DST/AIDS e Hepatites Virais.

Principal

Jurandir Teles da Silva

A prática foi aplicada em

Ilhéus

Bahia

Nordeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Jurandir Teles da Silva

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
projeto interagir sorrindo
Rio de Janeiro
Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba
Práticas
Dengue: uma abordagem além do combate ao vetor nos centros de educação infantil
Rio de Janeiro
Práticas
Imunização na Zona Rural, em áreas de difícil acesso: Projeto Vacina Volante
Maranhão