Olá,

Visitante

Atuação da Odontologia no Cuidado Compartilhado no Imuniza Sus: um Relato de Experiência

Categoria não especificada

Na perspectiva do cuidado integral em saúde, a qualificação do profissional cirurgião dentista que está atuando no SUS – Sistema Único de Saúde, faz se necessário a fim de ampliar a efetividade no cuidado. O Programa Saúde da Família (PSF) iniciou em 1994 pelo Ministério da Saúde, entretanto só no ano 2000 foi implementado o cirurgião dentista a equipe de saúde da família deixando uma lacuna no programa. Por tempos o profissional CD tem se firmado em práticas clinicas restrita ao consultório; com práticas fragmentadas muitas vezes restauradoras curativas, até mesmo os CD que atuam na APS se mantem isolados na atuação da equipe estratégia saúde da família junto à comunidade. Tendo em vista o contexto apresentado, a secretaria de saúde do município de Josenópolis – MG, a fim de melhorar a atuação das equipes de saúde, propôs ações multiprofissionais com interação entre as equipes, educação permanente e capacitações em um espaço de ensino e aprendizagem. Entre várias problemáticas levantadas nesse espaço, observou se a diminuição da procura de vacinas pela população, momento em que temas como, dificuldade ao acesso, resistência e medo da vacina por questões culturais foram expostas. Sabendo que alguns fatores modificadores do curso de doenças, a vacinação é a ação de prevenção que apresenta um acentuado impacto, diminuindo a morbidade e mortalidade causadas pelas doenças infecciosas imunipreviniveis. O Programa Nacional de Vacinação foi um momento oportuno para que as equipes de saúde da família do município descontextualizasse o conceito do cirurgião dentista técnico cientifico, uni profissional, trazendo a necessidade do CD olhar o indivíduo de forma integral redirecionando suas ações junto a população, a procura de conexões com a comunidade oferendo saúde de forma qualitativa interagindo com toda equipe. Com intenção de melhorar a cobertura vacinal, todos os profissionais de saúde do município se dispuseram em um mesmo objetivo; abordar cada paciente de maneira simples, humana e dialogar sobre vacinas e seus benefícios, convidando todos para participar de várias ações voltada para vacinação. Diante desse desafio a odontologia passou a ter nova abordagem durante o acolhimento da população, abordando um diálogo claro e mais humanizado, ressaltando a importância da cobertura vacinal, falas outrora antes exclusivas de profissionais médicos, enfermeiros, agentes comunitários de saúde. Entretanto, nesse momento o paciente se vê diante de um dentista que; não o questiona somente agravos bucais mas, o interroga sobre todo seu sistema, incentivando os mesmos a participarem das campanhas de imunização ofertadas pelo SUS, estabelecendo uma reflexão guiada, onde o profissional odontólogo da APS se torna um facilitador das ações de coberturas vacinais no território.

Ao identificar as falhas no processo de trabalho percebeu que, a falta de informação devida não entendiam a importância das vacinas, alguns moradores rurais por crenças religiosas, medo provocado por fakenews se mantinham resistente a vacinação. Nesse cenário foi proposto que outros profissionais da saúde que, não só enfermeiro e ACS realizassem visitas domiciliar mas, os dentistas das equipes também. Objetivando criação de vínculo, sem tantas formalidades de maneira sensível e com conversação simples a fim que esse público resistente retornasse aos cuidados de saúde. Um dos desafios não foi com a população, mas sim com a equipe de saúde, trazer a luz que; o cirurgião dentista tem potencial para intervir em ações fora UBS, não exclusivamente em boca desde que, este se capacite, mostrar que a odontologia humanizada está além do consultório transpondo as paredes da UBS, que o cirurgião dentista pode e deve chegar até cada indivíduo de sua comunidade agindo em conjunto com outros da equipe de saúde.

A participação ativa do cirurgião dentista nas ações educação permanente, visitas domiciliar, presente nas ações de imunização, apresentou se como estratégia para criar melhor conexão com a população fortalecendo e enfatizando os benefícios da cobertura vacinal. A secretaria de saúde investiu em marketing com anuncio na rádio da cidade, carro de som, dia D, onde ofertou atualização da caderneta vacinal, em um ambiente alegre com músicas, brincadeiras e lanche saudável, a população mais distante transporte público para traze lós até as ações e profissionais técnicos foram até o indivíduo que por comorbidades se encontra impossibilitado de sair de casa.

Apesar dos desafios enfrentados, a condução da ação multiprofissional favoreceu as mudanças dos usuários. A experiência vivencia na atuação do cirurgião dentista de maneira interdisciplinar, evidenciou a necessidade de um processo de educação permanente dentro da APS. Diante do novo modelo de atenção à saúde a experiência registrada ratifica a importância de profissionais da odontologia terem o perfil não só técnico cientifico mas, com sensibilidade e responsabilidade social, serem capacitados para ter uma visão ampliada do indivíduo, família e comunidade para fortalecimento da equipe de saúde; garantindo cuidado integral a população com se é esperado na política pública de saúde.

Principal

Junsiara Vieira Ribeiro

Coautores

Marileia Afonso Costa , Edmilson Domingos Santos , Maria Dos Anjos Pereira de Andrade, Alessandra Souza Andrade, Maria Das Dores Pereira De Andrade, Querem Hapuque Vieira Aquino, Bianca Oliveira Canguçu

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Os caminhos para alcançar os indicadores de desempenho do Previne Brasil pelo município de Bom Jesus (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba