Olá,

Visitante

Atendimento médico-veterinário gratuito objetivando o controle de zoonoses no município de Ingá-PB

A saúde animal está intrinsicamente ligada à saúde pública coletiva. A transmissão de doenças entre humanos-animais é prevalente no processo histórico de toda humanidade, sendo uma problemática que deve ser discutida e abordada entre os setores de saúde do município. Os animais podem transmitir doenças infecciosas de forma direta (contato direto com o animal) e indireta (alimentos e recipientes de água contaminados).
Todavia, é dever do município desenvolver estratégias no combate às zoonoses prevalentes no território, como leishmaniose e esporotricose, e estabelecer metas de controle de doenças, com palestras e ações socioeducativas, capacitação e oficinas de profissionais e encontros de vacinação e prevenção de doenças em animais. Além disso, se não houver uma adesão dessa promoção de saúde em animais de forma intercomunicativa entre setores, o bem-estar não só dos animais, mas também com toda a comunidade que convive com os animais.
Objetivo geral

Combater zoonoses no município de Ingá-PB.

Objetivos específicos

• Promover o debate e discussão sobre as principais zoonoses no município de Ingá-PB aos profissionais de saúde;
• Capacitar os agentes de combate às endemias à realização de vacinas antirrábicas em cães e gatos;
• Propiciar atendimento veterinário aos cães e gatos do município com foco em Esporotricose e Leishmaniose;
• Fiscalizar e realizar busca ativa de animais em situação de abandono para a realização de vacinação antirrábica.

Foram desenvolvidas oficinas e capacitações sobre Esporotricose, Leishmaniose, vacinação antirrábica e importância do controle de zoonoses para o bem-estar da população ingaense. Além disso, foi avaliada a necessidade de fiscalização das vacinas antirrábicas fornecidas pela secretaria de saúde, visto que apenas a entrega da vacina não garante a aplicação pelo dono.
Sendo assim, estabeleceu um plano de controle mais efetivo e ativo através dos agentes de combate às endemias com a capacitação para a realização das vacinas antirrábicas em cães e gatos com uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde de Ingá-PB, Faculdade Integrada de Patos e a Faculdade Rebouças. Após uma avaliação detalhada da vigilância em saúde, a Esporotricose e Leishmaniose foram as zoonoses com prevalência epidemiológica em Ingá.

Com o desenvolvimento de oficinas sobre zoonoses aos agentes de combate às endemias e capacitação dos mesmos para a realização da vacinação, o planejamento foi posto em prática. Foram realizados os mutirões em pontos de referências nos principais bairros da cidade e na Secretaria Municipal de Saúde para a realização das vacinas antirrábicas, coleta para exames citológicos de esporos, educação continuada e orientação de saúde do animal e atendimento com médico veterinário para animais de pequeno e grande porte.
Apenas na primeira atividade, cerca de vinte animais já apresentaram resultado positivo para as zoonoses e os referidos donos saíram do local portando a medicação adequada para o tratamento do processo patológico. Em seguida, na segunda atividade que foi realizada juntamento com o Dia D da vacinação antirrábica foram também ofertados atendimentos veterinários aos animais antes de serem vacinados. Também foi realizada a busca de ativa de animais com o tutor em situações de vulnerabilidade sugestivos de contaminação pelo fungo da Esporotrix Sp. em todo território do município.

A interlocução entre os setores da Secretaria Municipal de Saúde foi fundamental para o controle de zoonoses no município, principalmente entre a vigilância em saúde e agentes de combate às endemias. A capacitação de vacinação aos profissionais propiciou um maior efetividade na vacinação antirrábica no Ingá-PB e uma garantia de promoção de saúde eficaz e ativa.
Além disso, é necessário enfatizar a importância da busca ativa de animais e participação dos agentes comunitários de saúde para a comunicação com a comunidade sobre os dias de vacinação, a importância dessa atividade e as suas consequências não só para a saúde e bem-estar do animal, mas para a sociedade como um todo.

Principal

Matheus Harllen Gonçalves Veríssimo

matheusharllen@gmail.com

Cirurgião-dentista

Coautores

Matheus Harllen Gonçalves Veríssimo; Mayara Shanazes de Oliveira Bacalhau; Adilson Avelino da Silva Filho; Monike Gonçalves do Amaral; Carla Fabyola Cardoso do Amaral Figueiredo; Wyamilla Sandrielly de Oliveira Pereira; Endesson Rosendo da Silva

A prática foi aplicada em

Ingá

Paraíba

Nordeste

Esta prática está vinculada a

Rua Francisco Farias Braga, s/n, Jardim Farias, Ingá-PB.

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Matheus Harllen Gonçalves Veríssimo

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

15 abr 2024

e atualizada em

15 abr 2024

Início da Execução

22/10/2022

Fim da Execução

03/04/2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto social de controle populacional de cães e gatos como função de vigilância em saúde pública
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
Controle das arboviroses no município de Brejo do Cruz – PB
Paraíba
Práticas
O Alcance dos indicadores da imunizaçâo do programa de qualificaçâo das ações de vigilância em saúde
Paraíba
Práticas
Acolhimento e seguimento intersetorial às crianças e adolescentes vítimas de violências
Paraíba