Olá,

Visitante

Ação Educativa para Serviços Ambulantes de Alimentação no Município de Campinas

Para atender às necessidades do consumidor, que busca opções rápidas e práticas de alimentação, o consumo de alimentos nas ruas tem aumentado. Diferente de estabelecimentos tradicionais, restaurantes e lanchonetes, que contam com estrutura minimamente adequada e equipe de funcionários, os vendedores ambulantes muitas vezes atuam em condições precárias, com ausência de ponto de água, sanitários, etc, estão sujeitos as condições climáticas adversas e, além disso, frequentemente é verificado que a única pessoa responsável pela atividade desempenhada no local não possui conhecimentos básicos de segurança e higiene na manipulação e conservação dos alimentos, aumentando a exposição dos consumidores a riscos sanitários e elevando o número de denúncias recebidas pela Vigilância Sanitária. Partindo-se de um projeto mais amplo, denominado “EducAção”, originou-se a ideia de desenvolver um trabalho educativo específico que contemplasse as particularidades dos Serviços Ambulantes de Alimentação.

Reduzir riscos à saúde da população através de ações educativas para Serviços Ambulantes de Alimentação (Carrinhos, quiosques, trailers, etc), visando a conscientização sobre Boas Práticas de manipulação, armazenamento e conservação dos alimentos. Houve inicialmente o levantamento das denúncias recebidas e dos processos de autorização de uso do solo público concedido pela SETEC (Serviços Técnicos Gerais) e posteriormente a convocação presencial dos ambulantes para encontros ocorridos nos anos de 2018 e 2019, onde foram abordadas as cinco chaves para uma alimentação mais segura, através de aulas expositoras, vídeos, dinâmicas e material didático. Ficando definido que as inspeções in loco seriam realizadas de forma amostral (10% dos participantes e 100% dos ausentes) para a verificação das condições higiênico sanitárias. Sendo também orientados quanto a solicitação da Licença de Funcionamento junto a Vigilância Sanitária, conforme estabelece a CVS 01/2019.

Dos 61 ambulantes convocados, 45 compareceram às ações educativas em 3 encontros realizados e entre os presentes 86,7% responderam a pesquisa de satisfação classificando a ação educativa de forma positiva, inclusive com comentários de incentivo à continuidade do projeto, relatando que aprenderam conceitos até então desconhecidos. Considerando o previsto na metodologia, as inspeções sanitárias programadas estão sendo iniciadas, tanto para os presentes como para os ausentes. Das 6 inspeções já realizadas nos ambulantes participantes 33,3% estavam insatisfatório, 50% estavam satisfatório e aplicaram os conceitos aprendidos na ação educativa e 16,7% estavam satisfatório e regularizados.Sendo um projeto recente é necessário mais tempo para a obtenção de dados objetivos sobre o impacto das ações educativas nesse seguimento, que serão coletados durante as inspeções programadas e no monitoramento das denúncias recebidas. Porém, considera-se que o projeto teve êxito em realizar uma abordagem educativa diferenciada para esse público, que carece de informações qualificadas e atua em condições precárias, constituindo por tanto uma importante ação preventiva em saúde.

Principal

Lilian Goulart Schultz

lili.schultz@gmail.com

Coautores

Erika Alessandra De Sousa, Elizabeth Vicentini, Ana Cláudia Dalmora Bull, Ana Lucia Montini Ribeiro,

A prática foi aplicada em

Campinas

São Paulo

Sudeste

Av. Princesa D’Oeste 1050 Ap 84

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Carmino Antonio De Souza

saude.gabinete@campinas.sp.gov.br

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal
Práticas
Atenção Odontológica na Primeira Infância: Meu Primeiro Dentista
Tocantins
Práticas
Informação em Saúde Preventiva nos Meios de Comunicação
Tocantins
Práticas
Projeto Vida: Humanizar É Preciso
Tocantins
Práticas
Qual Significado de Morar em um Srt e A Importância da Inclusão des tes Moradores com Transtornos Mentais no Mercado de Trabalho: Relato da Experiência Vivenciada em Orindiúva
São Paulo