Olá,

Visitante

A Atuação da 18ª Coordenadoria Regional de Saúde na Planificação da Atenção da Saúde no Estado do Rio Grande do Sul

No estado do Rio Grande do Sul, a Planificação da Atenção à Saúde é um projeto desenvolvido pelo CONASS em parceria com a SES/RS que visa o fortalecimento da Atenção Básica (AB) assim como das Redes de Atenção à Saúde (RAS). Mais especificamente, na 18ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) o processo foi iniciado em setembro de 2017 com adesão dos 23 municípios pelos quais a CRS é responsável. A necessidade premente da revisão dos processos de trabalho das unidades básicas de saúde da região, assim como a necessidade de direcionamento de atividades pelas equipes de saúde baseadas em diretrizes clínicas, justificam a adesão da CRS a este projeto que ainda está em desenvolvimento. A importância do protagonismo da CRS, as experiências vividas e os resultados obtidos até o momento, instigam a disseminação desta experiência em meio a gestores e profissionais de saúde.

Através da Planificação da Atenção à Saúde, objetiva-se principalmente por meio de tutorias em unidades de saúde laboratório, promover a revisão e incremento de processos de trabalho das equipes de saúde, assim como incentivar a utilização de diretri Inicialmente, realizou-se a sensibilização dos gestores municipais e a composição de um Grupo Condutor Regional. Este organizou 6 oficinas teóricas para os servidores da AB dos municípios e tutorias em unidades de saúde eleitas como laboratório tanto da atenção básica como da atenção especializada. Cada um dos 23 municípios da 18ª CRS indicou um servidor para desempenhar o papel de tutor assim como uma Unidade Laboratório Municipal (ULM) para início das atividades de tutoria. Os momentos de tutoria utilizam método próprio proposto pelo teórico Eugênio Vilaça Mendes e visam a revisão e o incremento dos micro e macroprocessos das unidades de saúde proporcionando a união dos momentos teóricos à realidade prática.

Quanto aos municípios, até dezembro de 2018, pode-se considerar que a maioria apresentou avanços desencadeados pela Planificação da Atenção à Saúde. Considerando as ULM como representante dos mesmos, destacam-se as questões relacionadas ao acesso dos usuários como o estudo das demandas das unidades (78% das ULM) assim com a implementação da utilização do agendamento por bloco de horas (65% das ULM). Quanto às RAS, especificamente da Rede de Atenção à Saúde Materno Infantil, ocorreram avanços tanto da confecção da Nota Técnica por parte da SES/RS quanto do processo de trabalho da referência regional que, atualmente desenvolve um trabalho multidisciplinar e busca maior interação com os municípios visando fortalecer esta rede de atenção.Os resultados obtidos até o momento permitem observar que a utilização do método proposto pela Planificação da Atenção à Saúde como proposta de fortalecimento da AB e das RAS tem sido responsável pelo incremento de inúmeros processos de trabalho, tanto das UBS quanto da própria SES/RS. Os frutos desta vivência por parte dos servidores da 18ª CRS tem permitido aos mesmos acumular experiências e observar fragilidades que podem contribuir para a continuidade deste projeto no RS.

Principal

Emerson Borba Alves

emerson-alves@saude.rs.gov.br

Coautores

Maristela Correa Rodrigues De Lima, Ligia Mara Ribeiro, Maria Aparecida Famer, Lívia Muniz Pacheco, Liara Saldanha Brites

A prática foi aplicada em

Osório

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Barão Do Triunfo, 599. Centro. Osório/Rs Cep 95520 000

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Arita Bergmann

Conta vinculada

arita-bergmann@saude.rs.gov.br

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Educação Permanente em Saúde Diária como Estratégia de Sustentação na Integração Entre Equipes Técnicas Distintas – Atenção Básica e Vigilâncias
São Paulo
Práticas
Avaliação Interdisciplinar e Diagnóstico Diferencial – Mobilização na Busca de uma Linha de Cuidado Assertiva no Cer de São Bernardo do Campo
São Paulo
Práticas
Intervenção do Farmacêutico do Nasf no Uso Irracional de Antiinflamatórios Não Esteroidais (Aines), uma Experiência da Ubs União
São Paulo
Práticas
Tecendo Redes: uma Experiência de Articulação do Trabalho em Rede Intersetorial em um Território de Saúde no Município de Assis/Sp
São Paulo
Práticas
Empoderamento Social em Defesa do SUS no Município de des calvado – Sp
São Paulo
Práticas
A Experiência de Implantação da Política de Saúde Integral para Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (Lgbt) na Região Central do Município de São Paulo
São Paulo
Práticas
des envolvimento da Gestão de Custos no SUS em São José do Rio Preto
São Paulo
Práticas
Processo de Implantação da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil como Forma de Transformação e Reorganização do Trabalho em Ubs
São Paulo
Práticas
Primeira Mostra de Experiência da Linha de Cuidado Sobrepeso e Obesidade, Os Resultados Alcançados Pelo Município de Parapuã Sp
São Paulo
Práticas
Compulsão Decisória na Judicialização da Saúde, des estruturando e des afiando o Financiamento Finito do Sistema Único de Saúde
São Paulo