Olá,

Visitante

Novos episódios de Vozes da Saúde focalizam a tuberculose, a sífilis e a ampliação da cobertura vacinal no SUS

A série da IdeiaSUS Fiocruz, produzida em parceria com a VideoSaúde, realça três diferentes soluções para importantes questões de saúde pública

Leitura: 3 minutos

A Plataforma IdeiaSUS Fiocruz, em parceria com a VideoSaúde Fiocruz, lança três novos vídeos de Vozes da Saúde, as experiências da IdeiaSUS. A série, que se constitui com um retrato das lutas, dos desafios, da criatividade e do compromisso de trabalhadores e trabalhadoras do Sistema Único de Saúde (SUS), caminha para 72 episódios sobre a capilaridade, a diversidade e a potência de nosso sistema público de saúde.

No primeiro novo episódio, intitulado Descentralização da vigilância, controle e prevenção da tuberculose(para assistir, clique sobre o título), a enfermeira e especialista em Vigilância Sanitária, Vivian Augusto, conta como esta recente iniciativa vem se desenvolvendo no município de Cabo Frio, Região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro. O SUS municipal conta com 27 unidades de Saúde da Família, das quais 36 equipes já foram capacitadas para as ações de controle e prevenção da tuberculose, doença responsável por mais de um milhão de óbitos anuais no país. No Brasil, são notificados, aproximadamente, 70 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,5 mil mortes em decorrência da tuberculose. Somente o estado do Rio de Janeiro tem a terceira maior taxa de incidência do país, tendo registrado 68,6 casos a cada cem mil habitantes em 2022.

O projeto de Cabo Frio vem, dessa forma, ao encontro das metas do Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública, do Ministério da Saúde, construído com a participação de gestores estaduais e municipais, academia e sociedade civil.  A pasta busca alcançar uma redução de 90% do coeficiente de incidência da doença e uma redução de 95% no número de mortes pela tuberculose no país até 2035, quando comparados aos dados de 2015. Ou seja, a meta é reduzir o coeficiente de incidência para menos de 10 casos por 100 mil habitantes e reduzir o número de óbitos pela doença para menos de 230 ao ano, até 2035.

Controle da Sífilis em Rio das Ostras

Em Adesão à Plataforma Salus 2.0 como Ferramenta para Monitoramento da Sífilis, segundo novo episódio da série Vozes da Saúde, a enfermeira obstetra Bianca Monteiro, especialista em infecções sexualmente transmissíveis (IST), HIV/aids, hepatites virais e tuberculose, fala sobre o trabalho de vigilância epidemiológica do SUS de Rio das Ostras (RJ) em relação à sífilis.

O monitoramento da doença, através da plataforma Salus, contribui com a qualificação da assistência e, especialmente, o controle da sífilis congênita, quando transmitida da mãe com sífilis não tratada ou tratada de forma não adequada para criança durante a gestação. Segundo Monteiro, o município tem cerca de 300 casos em monitoramento no momento. A doença tem números relevantes: em 2021, foram registrados mais de 167 mil novos casos de sífilis adquirida e 74 mil casos em gestantes.

No terceiro novo episódio da série, que tem como título Imunização e Rastreio das Inconsistências entre os Sistemas e-SUS e SI-PNI, a enfermeira Janete Rangel, fala sobre o trabalho de fortalecimento do Programa Nacional de Imunização (PNI), por meio da ampliação das taxas da cobertura vacinal no município de Arraial do Cabo (RJ), cidade vizinha das duas primeiras experiências. O município conta com oito sala de vacinação, com as quais foram realizados encontros para identificar os entraves que culminaram numa redução das taxas de vacinação e encontrar estratégias de ampliação da cobertura. Foi construída uma cartilha de boas práticas, na qual até o devido cadastramento do usuário e da vacina no e-SUS é abordado.

Retratos do SUS

Vozes da Saúde, as experiências da IdeiaSUS é um ponto de memória de práticas que refletem um sistema público de saúde diverso, potente e presente na vida de milhões de pessoas, espalhadas pelo Brasil. Criada pela Plataforma IdeiaSUS Fiocruz e a VideoSaúde Fiocruz, a série traz depoimentos de diferentes atores e profissionais do SUS, refletindo lutas, desafios, criatividade, compromissos, medos e alegrias. Constitui-se como um potente painel de personagens do SUS.

Atualmente, conta com 65 relatos em vídeo, acessíveis no Youtube, indo em direção a um total de 72 episódios, que serão lançados ao longo deste mês de fevereiro e de março. A série tem o apoio da Agência Fiocruz de Notícias (AFN) e da Coordenação de Comunicação Social (CCS) da Fundação.

Por Katia Machado (Plataforma IdeiaSUS Fiocruz)

Gostou? Compartilhe clicando abaixo

Palavras-chave

Você pode se interessar também