Olá,

Visitante

Vigilância em Saúde do Trabalhador: Conflitos no Ambiente de Trabalho e a Saúde Mental

VIgilância em saúde do trabalhador: Conflitos no ambiente de trabalho e a saúde mental.Ao longo dos dois últimos anos que vivenciamos a pandemia provocada pelo coronavírus, a maioria dos profissionais de saúde (servidores do município), passaram a demonstrar mudanças comportamentais no ambiente de trabalho, possivelmente devido ao estresse provocado pela pandemia. Entendendo que seria preciso aliviar um pouco a situação estressante vivida por esses profissionais, algumas ações foram realizadas para a resolução de conflitos interpessoais no ambiente de trabalho. A saúde mental dos mesmos também foi foco de ações para entendermos o quadro pelo qual passavam alguns servidores. Para isto, contamos com o auxílio de médicos, psicólogos entre outros profissionais do quadro de servidores do município. A Vigilância em Saúde do Trabalhador conclui que: embora a pandemia esteja num estágio de baixa transmissão infecciosa em nossa cidade – Esperança – PB., as ações voltadas para a resolução de conflitos no ambiente de trabalho e a atenção a saúde mental dos servidores devem ser constantes para que estes fatores não provoquem uma redução na qualidade de vida dos mesmo e, para que consequentemente o usuário do SUS obtenha um serviço de boa qualidade conforme as suas diretrizes.

Ao longo dos dois últimos anos que vivenciamos a pandemia provocada pelo coronavírus, a maioria dos profissionais de saúde (servidores do município), passaram a demonstrar mudanças comportamentais no ambiente de trabalho, possivelmente devido ao estresse provocado pela pandemia. Entendendo que seria preciso aliviar um pouco a situação estressante vivida por esses profissionais, algumas ações foram realizadas para a resolução de conflitos interpessoais no ambiente de trabalho. A saúde mental dos mesmos também foi foco de ações para entendermos o quadro pelo qual passavam alguns servidores. Para isto, contamos com o auxílio de médicos, psicólogos entre outros profissionais do quadro de servidores do município.

A saúde mental do servidor é de fundamental importância para uma boa oferta de serviço do SUS. A mediação de conflitos entre servidores não é fácil, assim, atividades desta natureza devem ser constante, principalmente no momento atual. A pandemia deixou muitas sequelas, perda de entes queridos e amigos, além da questão econômica onde muitos entraram em dificuldades sendo a única fonte de renda do seu lar. Devido ao sobrecarga financeira e emociona conflitos sugiram.

Principal

Joabson Fernandes da Silva

joabfernandes7@gmail.com

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Instituição

Esperança

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Joabson Fernandes da Silva

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto Arboviroses Zero: Desafios da Educação em Saúde para promover a saúde e prevenir as arboviroses no Município de Barra do Pirai-RJ
Rio de Janeiro
Práticas
Trabalho intersetorial no combate à dengue no município de Volta Redonda- RJ
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação extramuro: estratégia de ampliação de cobertura vacinal contra covid 19 no município de Volta Redonda(RJ)
Rio de Janeiro
Práticas
Adesão à plataforma Salus 2.0 como ferramenta para monitoramento dos casos e qualificação da assistência prestada ao usuários com sífilis no município de Rio das Ostras
Rio de Janeiro
Práticas
Dengue tô fora! uma experiência de intersetorialidade
Santa Catarina
Práticas
Enfrentamento do Surto de Sarampo no Município de Boa Vista: uma Experiência que Demonstrou o Quanto É Possível A Integração Entre Atenção Básica e Vigilância em Saúde
Roraima
Práticas
Cuidando de Quem Cuida: Um olhar Terapêutico Aos Profissionais de Saúde na Pandemia de Covid-19.
Paraíba
Práticas
Expresso Chagas 21