Olá,

Visitante

Vacinação Itinerante: Levando Imunização a População que Reside na Zona Rural do Município de Jaru-Ro

Categoria não especificada

O município de Jaru tem aproximadamente 51.469 mil habitantes de acordo com dados do IBGE 2021 e possui extensão territorial de aproximadamente 2.944.128 km² sendo 16.902 habitantes pertencentes a Zona Rural. Este projeto tem como objetivo apresentar a estratégia bem sucedida do município de Jaru de vacinação casa a casa na zona rural. Demonstrando assim a superação dos desafios, através do trabalho em conjunto, é possível desenvolver uma oferta de serviço de qualidade e suprindo todas as necessidades de imunização a esta população de forma individualizada e integral.

É importante salientar que vacinação infantil tem importância fundamental na vida da criança, pois, é essencial para manter-la saudável ajudando prevenir muitas doenças que comprometem o seu desenvolvimento, assim como evitar surgimento de doenças que já foram erradicadas através da vacinação, na população adulta tem sido um dos principais mecanismo de defesa, fortalecendo sistema imunológico, estilando a produção de anticorpos que combatem a agente infeccioso como vírus e bactérias e reforço de vacinas já aplicadas na infância. É válido destacar que está estratégia vem sendo executada desde 2018, entretanto, com surgimento da pandemia da Covid-19 não foi possível dar continuidade a vacinação casa a casa. Ao retornarmos em 2022, observamos uma população com esquema vacinal em atrasado, onde o impacto da estratégia teve maior significância devido este período não ter sido possível realizar a vacinação casa a casa na zona rural.

Após um cronograma prévio, que organiza os itinerários e as localidades a serem visitadas a equipe avalia cartões de vacinação, faz orientações e administra a vacina de acordo com a necessidade de cada paciente, atendendo toda faixa etária, equipe é composta por um vacinador (humana), um motorista, dois registradores. Através dessa estratégia conseguimos alcançar aumento significativo na cobertura vacinal de rotina, e observamos que através dessa contato da equipe levando vacina ate usuário fez com que melhorasse aceitação dos serviços oferecidos dando mais importância ao calendário vacinal.

Através dessa iniciativa observou-se que através do trabalho em conjunto entre Departamento de Atenção Básica e Departamento de Vigilância em Saúde –DVS foi possível melhorar assistência ao usuário que se encontra em maior vulnerabilidade e aproximando a equipe profissional a população, com isso, termos um olhar mais humanizado para aqueles que tem menos acesso ao Sistema Único de Saúde – SUS por residirem em regiões distantes ou de difícil acesso. Esse planeamento da vacinação itinerante casa a casa, nos garante oferecer atendimento de qualidade e assim também podemos manter população livre de doenças.

Principal

Marcleide Silva Ferreira

Coautores

BRUNO PAULO DE SOUZA, LORENA ROAS RIBEIRO, LUCILEIA REIS DE ARAUJO, TATIANE DE ALMEIDA DOMINGUES, JAINE CORDEIRO BARBOSA

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
Ampliando leque da rede: fortalecimento dos vínculos entre equipes e escola.
Paraíba
Práticas
Relato de experiência: humanização na atenção ao usuário no pronto atendimento de Pilar (PB))
Paraíba
Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Paciente protagonista de sua terapia: o cuidado farmacêutico com pacientes atendidos no CAPS de Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Quando a saúde vai além dos muros das UBS
Rio de Janeiro