Olá,

Visitante

Vacina no Seu Bairro

Categoria não especificada

“VACINA NO SEU BAIRRO” foi uma estratégia desenvolvida nos bairros mais distantes das Unidades Básicas de Saúde, utilizando uma ambulância modelo UTI móvel como transporte da equipe e dos imunobiológicos, percorrendo as ruas, chamando a atenção da população através de áudio gravado sobre as vacinas oferecidas e a sirene da ambulância ligada periodicamente. A ação desenvolvida definiu-se através da necessidade da melhoria da cobertura vacinal primeiramente das vacinas contra a COVID-19, visando facilitar o acesso especialmente às pessoas com maior dificuldade de ir à UBS nos horários de atendimento, quer seja por falta de transporte, afazeres do dia a dia, horário incompatível com a disponibilidade da mesma, salas de vacinas lotadas ou outra situação que pudesse postergar a vacinação. O início ocorreu em um bairro mais periférico do município, onde não há Unidade Básica de Saúde próximo, e foi estendido para outros bairros. A ação aconteceu em períodos especiais como a noite, feriados ou fins de semana, considerando ser os horários de maior disponibilidade da população. Foi utilizado como transporte, em parceria com o Hospital Municipal local – Dr. Claudionor Couto Roriz, a ambulância, sendo as sirenes utilizadas para chamar a atenção da população. A adesão da população foi muito boa, tivemos um ótimo resultado o que nos levou a seguir com a ação sempre buscando priorizar os locais mais necessitados. No período pré chuvoso da região, fomos até as ruas da população ribeirinha, visando a possibilidade de enchentes e aglomerações em alojamentos. Considerando as baixas coberturas vacinais das vacinas de rotina, este ano de 2023, “Vacina no Seu Bairro” seguiu com as vacinas do calendário infantil, adolescente, adulto e idoso, além da vacinação contra gripe e COVID-19. A Ação segue com os critérios de levar a vacina à população com maior dificuldade no acesso as salas de vacina. Uma estratégia utilizada para melhorar o vínculo com as crianças e adolescentes foi disponibilizar balas, pirulitos e geladinhos.

Hoje o município possui 80% de cobertura de equipes da Estratégia Saúde da Família, as áreas descobertas são nosso principal obstáculo na vacinação, onde encontramos com maior frequência esquemas vacinais em atraso. Não possuir horário continuo de atendimento também se mostra um fator importante nas baixas coberturas, considerando que o horário em que as salas permanecem fechadas teria um fluxo considerável já que é talvez o único horário que os pais tem disponibilidade para levar o filho vacinar. Outro fator importante visto com certa frequência é um grande fluxo em salas de vacinas especificas, tendo por vez que dispensar os usuários e outras com baixíssimo atendimento, caracterizando uma má distribuição dessa população. A rotatividade de funcionários vacinadores ocorre com frequência visto que não são todos que possuem cargo efetivo e após ser designado para compor equipe de sala de vacina, o profissional precisa de um tempo para ser treinado e pegar a rotina e agilidade dos atendimentos. O serviço público por vezes tem certa morosidade nesse quesito, sabendo que nem sempre consegue antecipadamente ter um funcionário treinado e pronto para assumir a sala quando necessário.

Organizar estratégias para fortalecer as ações é um ponto chave para melhorar as coberturas vacinais, contratar Rh, capacitar, manter ao menos dois técnicos por turno na sala de vacina, manter a sala de vacina aberta em todo período que a UBS está em funcionamento, no caso 12 horas por dia, ações periódicas noturnas, ações de vacinação extramuros em escolas, creches, eventos e pontos estratégicos. A ação realizada com a Ambulância denominada “Vacina no seu Bairro”, mostrou-se com grande efetividade. Levar a vacina até a porta das casas faz com que a família toda seja vacinada e de valor e importância na vacinação. Nos bairros visitados foi encontrado muitos cartões com atraso vacinal, fazendo a ação ter seu objetivo atingido. Existem algumas situações que dificultam a devida ação ser realizada com mais frequência, como falta de Rh, não possuir um carro próprio do setor de Imunização para esse fim, período chuvoso na região entre outros. Seria de grande valia se o município tivesse a possibilidade de manter uma equipe destinada para tal função, lembrando que o sucesso se deu por ser em horários especiais, como a noite, feriados e finais de semana.

A melhora da cobertura vacinal pode ser considerada desafiadora, porém o benefício obtido é reconhecido e de fundamental importância para evitar surtos e epidemias das doenças imunopreveníveis. A equipe da imunização no papel do enfermeiro desempenha função fundamental na implementação de estratégias de sucesso para imunização dos moradores residentes na área de abrangência da sua ESF, bem como o Coordenador de Imunização do Munícipio e enfermeiros RTs. Vale ressaltar que uma ação bem desenvolvida precisa do apoio e comprometimento de toda equipe. A ação em questão, desenvolvida pela Coordenação de Imunização, também Responsável Técnica da Divisão de Imunização, contou com apoio e envolvimento de toda equipe do setor, técnicos de enfermagem, administrativos e motoristas, devendo os mesmos ter o merecido reconhecimento neste trabalho. Sou grata a cada um: Thiago Butzske Freire; Marcelo Silva Maia; Tassila Cristina Rodrigues Basilio; Anny Karolyne S. R. Dos S. Barbosa; Abinadabie carvalho dos Santos; Antônio Nascimento Rodrigues; Kathleen Souza Serrão; Zenildo Ferreira; Algeu Fiorotte; A participação de uma equipe de excelência fez com que os momentos de trabalho se tornassem mais leve e agradável, muitas vezes ficando além do horário divulgado, para atender a demanda do bairro. Ter comprometimento, conhecimento, agilidade, disponibilidade, foram fatores primordiais para o sucesso da Ação “VACINA NO SEU BAIRRO”.

Principal

Cristiane Della Libera

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
ADESÃO DAS GESTANTES AO PRÉ-NATAL ODONTOLÓGICO: UMA PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
Paraíba
Práticas
A PRÁTICA DE PRIMEIROS SOCORROS NO CONTEXTO DE UM CURSO TÉCNICO PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Paraíba
Práticas
Vacinação nos espaços de formação: experiência no 2º Congresso Nordestino de Pediatria
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Título: Autismo – uma causa municipal.
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Programa Bolsa Família: processo formativo para profissionais da atenção primária
Paraíba
Práticas
As PICS como ferramenta potencializadora no cuidado a saúde do trabalhador
Paraíba