Olá,

Visitante

“Vacina mais Perto de Você”: uMA Metodologia Ativa como Estratégia de Trabalho na Cobertura Vacinal de Paramoti

Categoria não especificada

O projeto “Vacina mais perto de você”, trata-se de uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde de Paramoti/CE, cujo objetivo é viabilizar o acesso às crianças da zona rural ao serviço de imunização, assim como também realizar busca ativa de faltosos que não fizeram o esquema vacinal de acordo com o Calendário de Vacinação do Ministério da Saúde. O presente estudo é oriundo das necessidades identificadas no diagnóstico situacional realizado pelas equipes de saúde da zona rural do município, sendo selecionado o atraso vacinal em crianças da primeira infância como um dos problema a ser enfrentado dentro do âmbito de atuação devido ao difícil acesso de algumas localidades. A Cobertura Vacinal (CV) é um importante indicador de saúde das populações e da qualidade da atenção dispersada pelos serviços básicos de saúde, além de apontar aspectos da saúde infantil e da atuação dos serviços, subsidia o processo de planejamento, especialmente reestruturação das ações (Brasil, 2014). Ainda se ressalta que como indicador de saúde, a coberta vacinal de alguns imunobiológicos, está inserida no novo financiamento do SUS, o Previne Brasil. A iniciativa desse projeto teve início em meados do mês de março do ano de 2022, com periodicidade de ocorrência quinzenal, conforme planejamento com as Equipes Saúde da Família, associado aos princípios doutrinários do Sistema Único de Saúde, no que se refere a Universalidade, Integralidade, Equipe, Participação Popular e Controle Social. O presente estudo justifica-se pela redução da cobertura vacinal em crianças da primeira infância, no que se refere à alguns imunobiológicos a serem administrados nessa faixa etária do município de Paramoti. Segundo o calendário Nacional de Vacinação da criança (Brasil, 2023), são preconizadas as seguintes vacinas para menores de um ano: BCG, Hepatite, Pentavalente (DTP + HB + Hib), VIP, VORH, Pneumocócica 10, Meningocócica C. Na primeira etapa foi solicitado o nome, endereço das crianças faltosas por equipe de saúde e delegado aos Acs’s (Agentes Comunitários de Saúde) responsáveis pelos endereços para assim iniciar a busca ativa. Posteriormente, houve uma reunião com os mesmos para explicar a importância da busca ativa para monitorar as vacinas em crianças da primeira infância, bem como registrar as ocorrências e o não comparecimento das crianças para as mesmas. Assim, se iniciou a busca ativa das crianças faltosas e a convocação para realização das vacinas pendentes em data oportuna. Realizou-se a organização de rotas como estratégia com transporte exclusivo para realizar a vacinação em locais de difícil acesso e/ou localidades que apresentassem o maior número de crianças que não apresentassem o cartão de vacina atualizado. Caso a criança não seja encontrada no endereço que consta no sistema, a equipe se responsabilizará em entrar em contato com os responsáveis pelas crianças via telefone que também consta no cadastro e, assim agendar nova data. Contudo, tivemos um aumento da cobertura vacinal. A Secretaria de Saúde do município de Paramoti continua trabalhando na busca ativa vacinal e assim, buscando a prevenção e a redução de morbimortalidade por agravos imunopreveníveis.

Quando o projeto foi iniciado, o município já apresentava uma boa cobertura vacinal em grande maioria dos imunobiológicos. Porém, ainda tínhamos o não alcance dos 95% exigido pelo Ministério da Saúde em algumas vacinas. Com isso, identificamos alguns problemas, tais como: ACS que não tinha conhecimento sobre as vacinas do calendário de vacinação e a importância de manter os cartões das crianças de suas áreas adscritas atualizados; Cadastros com informações erradas no que se refere à faixa etária das crianças; registros inadequados no sistema da vacinação.

A partir dos problemas identificados, a Secretaria Municipal de Saúde do município de Paramoti realizou um momento inicial com as enfermeiras das Unidades Básicas de Saúde e PNI municipal para planejar estratégias que pudessem fortalecer as ações de imunização municipal e a melhoria da cobertura vacinal. Seguem as estratégias idealizadas: – Capacitação para ACS sobre atualização de vacinas e realização de cadastros; – Capacitação para vacinadores sobre o sistema de registros de vacinação; – Planejar rotas de vacinação quinzenalmente nas áreas de difícil acesso ou que tivessem o maior número de crianças com vacinas atrasadas; – Identificar as crianças faltosas e realizar busca ativa. Se caso necessário, realizar vacinação no domicílio.

A partir dos problemas identificados, a Secretaria Municipal de Saúde do município de Paramoti realizou um momento inicial com as enfermeiras das Unidades Básicas de Saúde e PNI municipal para planejar estratégias que pudessem fortalecer as ações de imunização municipal e a melhoria da cobertura vacinal. Seguem as estratégias idealizadas: – Capacitação para ACS sobre atualização de vacinas e realização de cadastros; – Capacitação para vacinadores sobre o sistema de registros de vacinação; – Planejar rotas de vacinação quinzenalmente nas áreas de difícil acesso ou que tivessem o maior número de crianças com vacinas atrasadas; – Identificar as crianças faltosas e realizar busca ativa. Se caso necessário, realizar vacinação no domicílio.

Principal

NATALIA CAROLINE GERMANO ROCHA

Coautores

Fernando Jefferson Ribeiro Nascimento

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Caminhos estratégicos da APS frente a cobertura vacinal no município de Bernardino Batista
Paraíba
Práticas
Ampliando leque da rede: fortalecimento dos vínculos entre equipes e escola.
Paraíba
Práticas
Relato de experiência: humanização na atenção ao usuário no pronto atendimento de Pilar (PB))
Paraíba
Práticas
Implantação de laserterapia na rede de atenção à saúde de Pilar (PB): relato de experiência
Paraíba
Práticas
Paciente protagonista de sua terapia: o cuidado farmacêutico com pacientes atendidos no CAPS de Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Atenção e cuidado ao paciente portador de feridas no SUS em Pilar (PB)
Paraíba
Práticas
Quando a saúde vai além dos muros das UBS
Rio de Janeiro