Olá,

Visitante

Trabalhar amamentação como um aprendizado: gestantes e puérperas ESF Maria Laura de Jesus

Enfermeira da unidade começa introduzindo o assunto de amamentação desde a primeira consulta de pré natal. Os temas sobre a amamentação são mencionados conforme o trimestre de gravidez, uma vez que não adianta falar de pega correta na primeira consulta de pré natal. Com 36 semanas de gestação a enfermeira agenda um horário e realiza um atendimento de 1 hora com a mesma, demonstrando sobre a pega correta, posicionamento adequado e como avaliar sucção, para que assim possam ter um mínimo de conhecimento para quando o bebê nascer, até porque ensinar com boneca e peito de crochê é bem diferente do que bebês e mamas de verdade. Quando o bebê nasce, enfermeira agenda o teste do pezinho e solicita a presença da mãe, momento esse que é avaliada a amamentação: bebê faz sucção nutritiva e não nutritiva

O PSF Maria Laura de Jesus apresentava um índice considerável de desmame precoce assim como aleitamento materno complementado, antes dos 6 meses, com uso de mamadeiras e fórmulas

Recomendaria que mais profissionais realizassem essa atividade. Pois algumas das mulheres não mantiveram aleitamento exclusivo, por falta de apoio de profissionais do setor hospitalar. às vezes necessitavam de internação prolongada e já entravam com formula, em vez de estimular o aleitamento exclusivo. Faz-se necessários estudos e atualizações, por parte dos profissionais, visto que ainda há aqueles que recomendam mamadas de 3/3 horas

Principal

Flávia de Ávila Fonseca Braz

flaviaefoa@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Alpinópolis

Minas Gerais

Sudeste

Esta prática está vinculada a

Monsenhor João Pedro, n°113

Uma organização do tipo

Instituição Pública

Foi cadastrada por

Flávia de Ávila Fonseca Braz

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

04 dez 2015

e atualizada em

19 mar 2024

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
PROJETO PRIMEIROS SOCORROS E PREVENÇÃO DE ACIDENTES NAS ESCOLAS – LEI LUCAS
Rio de Janeiro
Práticas
Consciência Vacinal: fortalecendo as estratégias e combatendo a desinformação para o cumprimento do calendário de vacinação de crianças no município de São Francisco-PB.
Paraíba
Práticas
Dengue: uma abordagem além do combate ao vetor nos centros de educação infantil
Rio de Janeiro
Práticas
Imunização na Zona Rural, em áreas de difícil acesso: Projeto Vacina Volante
Maranhão
Práticas
A importância da equipe multidisciplinar no tratamento e no cotidiano dos pacientes com Fibromialgia de Itatiaia-RJ
Rio de Janeiro
Práticas
Promoção de saúde e objetivos de desenvolvimento sustentável a partir da horta comunitária da Unidade Básica de Saúde (UBS) Nova Bonsucesso – Guarulhos
São Paulo
Práticas
Reorganização da atenção à saúde de Nova Guataporanga
São Paulo
Práticas
Na rua por eles e elas na promoção e prevenção
Rio Grande do Sul