Olá,

Visitante

Seminário de Prevenção das Dst/Hv/Hiv/Aids da Região do Bico do Papagaio

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Se tratando de doenças que constitui importante problema de saúde pública, devido sua alta prevalência nesta região, justifica-se a presente experiência, principalmente pela possibilidade de contribuir na determinação, divulgação e sensibilização sobre as DST/HV/HIV/AIDS na Região do Bico do Papagaio, promovendo assim, educação permanente e a sensibilização para as equipes multiprofissionais em atividade sobre a temática em questão, contribuindo com o Programa de Prevenção de DST/HV/HIV/AIDS na Região do Bico do Papagaio, melhorando assim, as condições de vida da população, já que existe uma estimativa de cerca de 12 milhões de casos novos por ano, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), sendo que a maioria desses casos não recorrem diretamente aos serviços de saúde, em que a grande prevalência do número de Doenças Sexualmente Transmissíveis nessa Região é sem dúvida o grande impulso de se realizar trabalhos voltados para essa temática de grande importância para saúde pública.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: O presente Projeto será desenvolvido por meio de um Seminário, com abordagem voltada para as DST/HV/HIV/AIDS. Para efetivação dos objetivos propostos, o seminário foi desenvolvido através de palestras educativas, minicursos, mesas redondas, apresentações culturais, apresentação de trabalhos científicos e apresentação de experiências exitosas dos municípios que compõe a região do bico do papagaio.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS:Diante dos elevados índices de Doenças Sexualmente Transmissíveis na Região do Bico do Papagaio, buscou-se desenvolver ações que pudessem contribuir na conscientização dos profissionais que atuam diretamente com a população, desenvolvendo estratégias de educação e de comunicação para capacitar e mobilizar agentes sociais para ações de prevenção de DST/HV/HIV/AIDS.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTOO monitoramento e Avalição foram realizados devido à percepção de que a cada dia que passa as adolescentes estão iniciando a sua vida sexual precocemente, consequentemente aumentando o número de gestação na adolescência, bem como o aumento de casos de doenças sexualmente transmissíveis, e isso muitas vezes acontece por falta de informações tanto no âmbito familiar quanto dos profissionais, principalmente da educação por relatarem que não sabem lhe dar com estes tipos de situações no ambiente escolar.

As Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) são agravos de grande importância para a saúde pública, estando entre as dez principais causas de procura por serviços de saúde no mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS, 1990), nos países industrializados ocorre um novo caso de DST em cada 100 pessoas por ano, e nos países em desenvolvimento as DST estão entre as cinco principais causas de procura por serviços de saúde.A alta transcendência da AIDS nos últimos anos tem despertado o interesse pelas outras DST. Sabe-se que essas doenças facilitam à transmissão do HIV, e por esse motivo a atenção às outras DST passou a ter importância redobrada, principalmente no que se refere à vigilância epidemiológica, ao treinamento de profissionais para o atendimento adequado, e à disponibilidade e controle de medicamentos.Levando-se em conta a alta magnitude estimada das DST em nosso meio, e sua transcendência, não somente pelas graves consequências para a população, mas também pela sua interação com o HIV, a existência de tecnologia apropriada para seu controle e a possibilidade de êxito com o desenvolvimento de atividades específicas, foi que a Secretaria Municipal de Saúde de Augustinópolis propôs com a parceria da coordenação estadual de DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais e Ministério da Saúde e com apoio da Prefeitura Municipal, a realizar o Seminário de Prevenção das DST/HV/HIV/AIDS da Região do Bico do Papagaio, tendo como público alvo, os profissionais de saúde, educação e acadêmicos dos 24 (vinte e quatro) municípios que fazem parte da Região do Bico do Papagaio, com o objetivo prioritário de fortalecer a prevenção e o controle das DST/HV/HIV/AIDS desta região.

As sugestões foram fomentar discursões sobre o tema dentro das escolas e estratégias de saúde da família, sempre buscando soluções para os problemas enfrentados diante da temática.Considera-se que o projeto permitirá aos profissionais a promoção de importantes espaços de discussão, através da educação em saúde e da educação permanente, sobre temáticas voltadas para a promoção da saúde e para a prevenção das DST/HV/HIV/AIDS, contribuindo assim para uma atitude mais positiva acerca da temática, com a adoção de práticas preventivas adequadas e a redução de incidência destes agravos na população da grande Região do Bico do Papagaio.

Principal

Yatha Anderson Pereira Maciel

yathaanderson2013@gmail.com

A prática foi aplicada em

Augustinópolis

Tocantins

Norte

Instituição

Rua das Mangueiras, 281

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Yatha Anderson Pereira Maciel

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Ações intersetoriais: integrando estratégias no combate às arboviroses na cidade de Belém do Brejo da Cruz (PB)
Paraíba
Práticas
Re(h)abilitando a interdisciplinaridade e o cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
A (in) visibilidade de quem está em situação de rua: caminhos possíveis para cuidado em saúde
Paraíba
Práticas
Do ambulatório LGBTQIAPNB+ ao Café com Diversidade: garantindo acesso e fortalecimento de vínculos
Paraíba
Práticas
Fato ou fake: utilizando a força da internet no combate a fake news sobre vacinação em Esperança – PB.
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba