Olá,

Visitante

Resgatando a Qualidade de Vida de Pacientes com Patologias Crônicas da Coluna Vertebral Através da Auto-Estima e de Exercícios em Grupo

As enfermidades da coluna vertebral acometem cerca de 80% da população em geral. As estatísticas da Seguridade Social revelam que as doenças profissionais ligadas à coluna representam importante causa de absenteísmo e de afastamento do trabalho, gerando grandes prejuízos para o indivíduo e para a nação. Estima-se que no país um em cada três brasileiros sofram de dores crônicas, sendo a dor na coluna vertebral uma das mais freqüentes, com maior prevalência no sexo feminino. O problema que atinge pessoas em todo mundo, ainda é alvo de estudos, necessitando sempre de uma avaliação minuciosa para identificar as causas e qual o tratamento mais adequado. Quando se fala em dores crônicas na coluna, o leque de tratamentos conservadores é enorme, para que o paciente não necessite de intervenção cirúrgica. A maior parte das dores crônicas na coluna é decorrente do processo natural de degeneração, que ocorre ao longo dos anos. O processo degenerativo numa fase mais precoce manifesta-se através de alterações musculares, já numa fase tardia manifestam-se através de alterações nos ossos, cartilagens, ligamentos e discos intervertebais, levando a patologias como: Artrose, Hérnia de disco, Estenose do canal vertebral, Espondilólise, Espondilolistese entre outras. Apresentam como queixas mais comuns a queimação, formigamento, adormecimento, dor, rigidez após repouso, perda da função articular, diminuição da força e resistência muscular, mau alinhamento articular e conseqüente alteração dos movimentos corporais. O diagnóstico diferencial das causas das doenças da coluna vertebral é muito amplo, porém, o grupo principal de afecções está relacionado a movimentos repetitivos, vibrações mecânicas, posturas e movimentos corporais inadequados, presentes em locais com más condições de trabalho, que determinam atividades laborativas antiergonômicas, capazes de produzir agravos à coluna vertebral. As dores na coluna vertebral representam uma das principais queixas na clínica diária em consultórios de médicos e fisioterapeutas. As doenças crônico-degenerativas são de difícil solução devido ao desgaste das articulações, necessitando de tratamento e acompanhamento com equipe multidisciplinar dentro das especialidades de Clínica Médica, Ortopedia, Neurologia, Reumatologia, Fisioterapia, Enfermagem e Psicologia, com medidas terapêuticas de acordo com a área de atuação de cada profissional. A intervenção direta com os pacientes através de grupos de exercícios tem demonstrado grande eficácia para as patologias da coluna vertebral. Mesmo pacientes com incapacidade total para mobilidade articular podem realizar exercícios, principalmente em isometria, onde é estimulada a contração muscular sem movimentar a articulação, recomendado principalmente para manter o trofismo muscular. A postura como uma atitude tomada pelo corpo para uma atividade específica, necessita manter-se alinhada nas diferentes posições para não provocar tensões e desequilíbrios musculares levando a fragilização das estruturas do corpo. É de extrema importância a realização de exercícios terapêuticos diários para correção postural, preparando o indivíduo para a realização das atividades cotidianas no ambiente familiar e profissional. Este trabalho teve início devido ao grande número de pacientes encaminhados para o ortopedista, com queixas de patologias crônicas da coluna vertebral, gerando uma demanda reprimida para este serviço. A partir da triagem destes pacientes foi iniciada uma parceria junto às equipes da Estratégia Saúde da Família – ESF e o Setor de Fisioterapia do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, para encaminhamento de pacientes com patologias da coluna para participarem de Palestras e de Grupo de Exercícios, sob responsabilidade do Fisioterapeuta da Secretaria Municipal de Saúde, surgindo assim, em fevereiro de 2010 o grupo de exercícios denominado G.R.U.P.O – Grupo de Reabilitação Unificado de Patologias Ortopédicas: Coluna Vertebral.Este trabalho tem como objetivos Estimular, Avaliar, orientar e acompanhar os pacientes indicando alternativas para contribuir na resolutividade das patologias da coluna vertebral através de dinâmicas motivadoras, exercícios terapêuticos, levando a manutenção de uma postura correta no desempenho das atividades do dia-dia através da auto-imagem.A triagem inicial dos pacientes encaminhados para o ortopedista bem como os encaminhados através da parceria com a ESF e Setor de Fisioterapia, ocorrem através de palestras, às quartas feiras, no horário das 09:15 horas, no auditório do NASF – Núcleo de Apoio a Saúde da Família. É explanado sobre o excesso de encaminhamentos para o ortopedista, os objetivos da triagem, realizada avaliações físicas, explicações sobre as patologias mais comuns da coluna vertebral, orientações sobre as patologias apresentadas pelos pacientes e exercícios terapêuticos. Após avaliação diagnóstica, os pacientes são convidados para participarem do G.R.U.P.O, que acontece todas as terças e quintas feiras, no horário das 07:15 horas, no auditório do NASF. As atividades iniciam com a verificação da pressão arterial dos participantes, explanação dos benefícios dos exercícios e dinâmica para trabalhar a respiração correta, postura e conscientização corporal. Em seguida são realizados exercícios globais lentos e gradativos nas posturas sentada, deitada, de pé e terminam com vivências das atividades do dia-dia de cada paciente, tendo como foco a coluna vertebral. São usados colchonetes, cadeiras, bolas de vários tamanhos, cordas, faixas elásticas, rolinhos e bastões. Mensalmente através de instrumental descritivo, o paciente faz auto-avaliação do seu quadro atual, verificando sua evolução.As ações do G.R.U.P.O contemplam a Intersetorialidade e Interdisciplinaridade sendo desenvolvidas de forma descentralizada nos eventos promovidos pela Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria do Bem Estar Social durante todo o ano e em parceria com as equipes de Saúde da Família e demais profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Psicologia, Fonoaudiologia, Nutrição e Fisioterapia), destacando a participação no Encontro Municipal Sócio-Educativo da Terceira Idade

Resolutividade no tratamento das patologias da coluna vertebral. Os Indicadores disponíveis que caracterizaram a situação inicial foi a grande demanda de pacientes encaminhados para o ortopedista, com queixas de patologias crônicas da coluna vertebral, gerando uma demanda reprimida para este serviço. A partir da triagem destes pacientes foi iniciada uma parceria junto às equipes da Estratégia Saúde da Família – ESF e o Setor de Fisioterapia do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, para encaminhamento de pacientes com patologias da coluna para participarem de Palestras e do grupo de exercícios denominado G.R.U.P.O – Grupo de Reabilitação Unificado de Patologias Ortopédicas: Coluna Vertebral, sob responsabilidade do Fisioterapeuta da Secretaria Municipal de Saúde.

O envolvimento de uma equipe multidisciplinar de profissionais de saúde oferece a oportunidade de integrar condutas para atuação em aspectos diferentes de um mesmo problema, permitindo uma abordagem mais ampla do ponto de vista preventivo e terapêutico. Desta maneira busca-se estimular o empoderamento das equipes da Estratégia de Saúde da Família, fazendo com que as mesmas assumam, em parceria com os demais integrantes da rede de atenção à saúde, a responsabilidade em desenvolver ações integrais em saúde em seu próprio território. Sendo assim o próprio Controle Social desempenhado pelos Conselhos Locais de Saúde, orgãos compostos por usuários e profissionais de saúde, terá o papel de pressionar a gestão pela continuidade e ampliação da proposta.

Principal

Vilmar de Oliveira

A prática foi aplicada em

Balneário Piçarras

Santa Catarina

Sul

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Outra

Foi cadastrada por

Vilmar de Oliveira

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

04 dez 2015

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba