Olá,

Visitante

Reorganização do Processo de Trabalho das Equipes da Atenção Básica para o Fortalecimento das Ações de Imunização no Município de Jandaíra-ba

Jandaíra é um município do estado da Bahia, localizado a 220 km de distância de Salvador, capital do estado, e 140 km de Aracaju-SE. Segundo o Plano Diretor de Regionalização, o município pertence à Macrorregião Nordeste, e a Microrregião de Alagoinhas, possuindo cerca de 641,20 Km², de extensão territorial. Com uma população projetada em 2021 de 10.742 habitantes e densidade demográfica de 17,2 hab/km2. (DATASUS, IBGE, 2010) O sistema de Saúde local é formado por 04 Unidades de Saúde da Família (USF), sendo 02 na Zona Rural (USF Agnaldo França e USF Alcides de Aguiar Leite) e 02 na Zona Urbana (USF Maria do Carmo dos Santos e USF Mãe Benzinha), contando também com 06 unidades satélites e 01 equipe de NASF-AB e 04 salas de vacinas. As ações de imunização do município de Jandaíra são realizadas de forma descentralizada e com ações integradas entre a atenção básica e a vigilância em Saúde, através das 04 equipes de saúde da família, nas salas de vacinação e em ações extramuros e intersetoriais. Jandaíra possui uma grande extensão territorial, que abrange a sede, zona rural e região litorânea, composta pelos povoados de Tauá, Cachoeira, Abadia, Ponte, Monte Belo, Malhadinha, Praia de Costa Azul, Praia de Coqueiro e Praia de Mangue Seco, sendo que o acesso a esta última praia se dá por meio travessia de barco sob o Rio Real. Para promover o acesso dessa população aos serviços de saúde, contamos com 06 Postos Satélites distribuídos na Zona Rural e região litorânea. Para ampliar o acesso às vacinas em Jandaíra, as equipes de Saúde da Família e Vigilância em Saúde com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde realizam as seguintes ações: Ação de saúde das comunidades, onde a equipe de saúde se desloca mensalmente para as localidades mais distantes e oferta os seguintes serviços: atendimento médico, atendimento de enfermagem, ações de saúde bucal, vacinação de rotina e COVID, coleta de exames laboratoriais, teste rápido de COVID, HIV, hepatites e sífilis, aferição de pressão arterial e glicemia capilar, visita da equipe de endemias e distribuição de preservativos e medicamentos da farmácia básica. Além disso, realizamos também o serviço que denominamos de Busão da vacinação, onde a equipe de enfermagem e os Agentes Comunitários de Saúde (ACS), caracterizados de Zé Gotinha, Emília e palhaços, com o apoio de um carro de som passam nas ruas no ônibus da saúde com as vacinas contra o COVID, com o intuito de promover o acesso, realizar a busca ativa dos faltosos e vacinar as pessoas que não procuraram as Unidades de Saúde. Outra ação realizada no município de Jandaíra é a vacina na feira livre, nas segundas-feiras é colocado um estande de vacina na feira livre, na oportunidade conseguimos vacinar as pessoas da zona rural e também da sede que estão na feira. Outra estratégia são as ações do Programa Saúde na Escola (PSE), em que as equipes de saúde da família avaliam os cartões das crianças e, com a autorização dos pais ou responsáveis, vacinam as crianças nas escolas. Como o município possui as Unidades Satélites, semanalmente as equipes de saúde de referência, levam os imunobiológicos para estas unidades Satélites, melhorando o acesso das comunidades mais distantes a vacinação. Além disto, semestralmente durante a avaliação das condicionalidades do Programa Bolsa Família, as técnicas de enfermagem ficam junto com os ACS nos Postos de Saúde ou equipamentos sociais do território como igrejas, praças, quadras de esporte, e atualizam a caderneta vacinal das crianças e pessoas que recebem o benefício. Outro serviço muito importante realizado pelas equipes de saúde da família é a busca ativa dos faltosos, a equipe vacina no domicílio os acamados, idosos e de faltosos. No ano de 2022, com o apoio do núcleo regional de saúde nordeste foram capacitadas uma enfermeira e uma técnica de enfermagem para a administração da vacina BCG. No acompanhamento das crianças menores de 02 anos, para o indicador 5 do Programa Previne Brasil, realizamos a identificação nominal das crianças por equipe de saúde, e as equipes realizam a busca ativa, avaliação dos cartões e atualização das doses, quando necessário. Os dados da pesquisa nacional sobre cobertura vacinal, seus múltiplos determinantes e as ações de imunização nos territórios municipais brasileiros, contribuíram muito nas discussões e identificação da necessidade de reorganização do processo de trabalho das Equipes de Saúde da Família em Jandaíra, pois a pesquisa nos traz aspectos que também identificamos no nosso município como a hesitação vacinal que é um problema a ser superado e que influencia muito nas baixas coberturas vacinais, também identificamos no município alguns impactos da pandemia, pois os profissionais da saúde e gestores estavam com toda a atenção voltada a pandemia de COVID 19 e por outro lado tivemos a população que também deixou de cuidar da saúde no geral e de buscar a vacinação. A pesquisa também identificou problemas com o registro da vacinação, que também é uma realidade do município de Jandaíra, pois possuímos dificuldades no registro no momento da vacinação principalmente devido a dificuldade de acesso à internet na zona rural.

A partir das baixas coberturas vacinais, dos resultados da Pesquisa ImunizaSUS e das dificuldades que identificamos no processo de trabalho das equipes de saúde do município de Jandaíra, acreditamos que a hesitação vacinal, as dificuldades no registro das doses de vacinas e também a qualificação dos profissionais de saúde, são os principais problemas/desafios do município de Jandaíra para alcançarmos as coberturas vacinais. A hesitação vacinal e a descaracterização do trabalho da Equipe de Saúde da Família surgiram como efeitos da pandemia, devido às informações inverídicas sobre a segurança das vacinas que circularam nas mídias, ocasionando a recusa da vacinação e a baixa procura da população aos serviços de saúde, bem como o bloqueio das agendas dos profissionais, para alguns serviços devido à pandemia. A descaracterização do trabalho da ESF se deu devido à demanda da pandemia, onde os profissionais tiveram que se dedicar a atender COVID, e no pós-pandemia encontraram dificuldades para retomar o processo de trabalho da Estratégia Saúde da Família.

As estratégias institucionais e ações realizadas de forma integrada entre a Vigilância em Saúde e Atenção Básica para reorganizar o processo de trabalho das equipes de saúde da família e fortalecer as ações de imunização no município de Jandaíra são: Realizar ações no PSE – Programa Saúde na Escola, junto com os alunos, professores e pais, sobre a importância da vacinação e ações para avaliação de cartões, e vacinação das crianças nas escolas e creches durante o PSE; Implementar campanhas publicitárias no município e salas de espera nas unidades sobre a importância e a segurança das vacinas; Realizar oficinas com os profissionais da atenção básica, (ACS, enfermeiros e Técnicos de enfermagem), sobre o calendário básico de vacinação e estratégias de busca ativa; Implantar o cartão espelho das crianças de 0 a menores de 2 anos em todas equipes de saúde da família do município; Realizar treinamento sobre o registro das doses nos sistemas de informação para os profissionais das salas de vacinas; Implantar ficha de registro de doses de vacina municipal, para o registro das crianças de 0 a menores de 2 anos, a fim de asseguras as informações necessárias para consulta do Cartão do SUS em caso de erros de registro do cartão do sus da criança; Manter as salas de vacinas abertas diariamente e garantir o estoque mínimo das vacinas de rotina. Nunca perder a oportunidade de vacinar a criança! Garantir as consultas de puericultura de 100% das crianças menores de 2 anos do território, conforme o calendário recomendado pelo Ministério da Saúde (no mínimo: 05 dias, 1 mês, 2 meses, 4 meses, 6 meses, 9 meses, 12 meses). Avaliar e atualizar os cartões de vacinas durante as consultas; Elaborar mapa situacional ou planilha por equipe de saúde da família, para atualização e acompanhamento da situação vacinal das crianças menores de 2 anos; Manter as ações de busca ativa de crianças com esquema vacinal incompleto e realização do acompanhamento dos faltosos; Vacinar nas comunidades distantes (semanal ou mensal) sempre a equipe se deslocar para atendimentos nas comunidades; Manter a estratégia de vacinação na feira semanalmente e as ações do Busão da vacina; Manter a estratégias de vacinação nas Ações de Saúde na Comunidade; Instituir o Dia D de vacinação municipal para atualização do cartão de vacina das crianças de 0 a 2 anos; Manter as ações de avaliação do cartão de vacinas e administração de vacinas nas condicionalidades do programa bolsa família;

Com a reorganização do processo de trabalho das equipes de saúde da família, integração das ações de vigilância e atenção básica e implementação das ações de fortalecimento da imunização no município de Jandaíra, podemos observar resultados positivos nas coberturas vacinais de rotina, ao compararmos o ano de 2020, 2021 e 2022. As coberturas da vacina BCG e Hepatite B saíram de 86,9% em 2020 para 114% em 2021 e 88,8% em 2022, já para a vacina contra o Rotavírus tivemos cobertura de 75,6% em 2020, 85,1% em 2021 e 80% em 2022, a vacina Meningo C, tivemos cobertura de 80% em 2020, 85,9% em 2021 e 90% em 2022. A Pentavalente obteve uma cobertura de 78,6% em 2020 e 81,4% em 2021 e 91,6% em 2022. A Pólio atinge cobertura vacinal de 76,5% em 2020, 79,2% em 2021 e 88,8% em 2022. para a Tríplice viral D1 em 2020 atingimos 80% em 2021, 54% e em 2022 91,6%. Tivemos avanços nas coberturas vacinais de 2020 a 2022, porém ainda há fragilidades nos registros da vacina BGC, por exemplo, pois são administradas na sua maioria nas maternidades. Sendo assim, identificamos a necessidade investirmos em novas estratégias para garantir o acesso, o registro das doses das vacinas e realizar busca ativa dos faltosos. Os resultados da pesquisa ImunizaSUS apontou as principais fragilidades que o Programa Nacional de Imunização vem enfrentando nos últimos anos, evidenciando a necessidade dos municípios em reorganizar o processo de trabalho das equipes de saúde da família, e realizar ações integradas entre vigilância em saúde e atenção básica. Identificamos também a necessidade dos Municípios, Estados e Governo Federal investirem na qualificação das equipes de saúde, e em estratégias de educação em saúde da população e que promovam o acesso da população as vacinas, e subsidiar a informatização das salas de vacinas. Acreditamos que com estas estratégias as coberturas vacinais irão retornar aos patamares anteriormente atingidos. O município de Jandaíra mantem todos os esforços aqui apresentados e segue buscando novas estratégias juntos as equipes de saúde da família e da vigilância em saúde, para superar os desafios e assim alcançar as coberturas vacinais preconizadas pelo Programa Nacional de Imunização, e proteger a população das doenças imunopreveníveis, bem como consolidar o Sistema Único de Saúde, buscando materializar os princípios do SUS, como a Universalidade, Equidade e Integralidade, através do fortalecimento das estratégias de imunização em Jandaíra.

Principal

Lívia Dos Santos Brito

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

30 ago 2023

e atualizada em

30 ago 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Vivência em atendimento em grupo de portadores de Diabetes Mellitus da Esf Itapuca, Resende, RJ
Rio de Janeiro
Práticas
A descentralização das ações de controle da tuberculose no município de Volta Redonda
Rio de Janeiro
Práticas
O matriciamento de cardiologia e endocrinologia no fortalecimento a atenção à doenças crônicas
Rio de Janeiro
Práticas
A expansão do processo matricial no município de Volta Redonda – uma experiência exitosa
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da equipe multidisciplinar no programa de osteoporose de Penedo – Itatiaia (RJ)
Rio de Janeiro
Práticas
Sensibilização da APS para o cuidado integral da população em situação de rua da cidade de Resende
Rio de Janeiro
Práticas
Coordenação do cuidado, ordenação da rede de atenção à saúde e o e-SUS AB como ferramenta de gestão
Rio de Janeiro