Olá,

Visitante

Reorganização da Especialidade de Endodontia Como Apoio ao Desenvolvimento da Atenção Básica – Saúde Bucal

a) Resumo:Introdução: a necessidade da organização da média complexidade em Odontologia vem sendo apontada, a partir dos resultados do Levantamento de Condições de Saúde Bucal da População Brasileira- SB Brasil- em 2003, como estratégia na efetivação do SUS. É fundamental a garantia do acesso dos usuários aos serviços de média e alta complexidade, assegurando a integralidade da atenção. Este trabalho apresenta a reorganização do fluxo da atenção especializada em endodontia com o gerenciamento do sistema de saúde local efetivando e melhorando o sistema de referência e contra-referência com a Atenção Básica. Para esta reorganização foi necessário romper com antigas formas de trabalhar e de lidar com o processo saúde-doença na sociedade e instrumentalizar os profissionais para a consolidação dessas mudanças.Produtos: retiramos da Central de Vagas as caixas-arquivos, contendo os encaminhamentos de endodontia que foram avaliados, selecionados e tabelados por unidade de saúde. Após a análise geral, ficou demonstrada a situação atual da endodontia, onde encontramos uma demanda bastante grande (1086 encaminhamentos), encaminhamentos antigos (desde 2002) aguardando agendamentos e preenchidos de forma incorreta.Após reunião com os odontólogos da Atenção Básica foram enviados 705 encaminhamentos às UBSs e USFs para reavaliação e adequação ao protocolo de tratamento. Até setembro de 2005 retornaram 136 dos 705 enviados.As vagas eram direcionadas a dois locais de atendimento (UBS Nova Marília e Policlínica da Região Oeste) que comportavam oito (8) endodontistas em revezamento por cinco (5) turnos de trabalho. Ainda em 2005 um novo local de atendimento foi instalado, na UAS Santa Antonieta, e um aparelho de Rx foi instalado na UBS ? Cascata, concretizando mais um local para o atendimento da população. Com 4 locais para atendimento, um em cada região (norte, sul, leste e oeste), separamos as unidades para que seus pacientes fossem atendidos na unidade de referência mais próxima, como uma estratégia para facilitar o acesso.O protocolo anterior indicava tratamento endodôntico para molares em pacientes até 25 anos de idade e a partir de outubro de 2006 o protocolo para molares passou para 30 anos. Em outubro de 2010 incorporamos um endodontista do Estado, o que permitiu uma nova estratégia para o atendimento de molares acima de 30 anos, resolvendo assim um problema antigo e favorecendo o principio da integralidade.b) Objetivos: Apresentar a efetivação de novas ações para garantia da ampliação do acesso, qualificação e integralidade da atenção dentro dos serviços ofertados pelo SUS

Reorganização do fluxo da atenção especializada em endodontia com o gerenciamento do sistema de saúde local efetivando e melhorando o sistema de referência e contra-referência com a Atenção Básica.

Durante todo o período de desenvolvimento do projeto temos recebido visitas de municípios vizinhos que buscam orientação sobre a melhor utilização do serviço de endodontia em suas cidades. Nossa experiência está disponível para contribuir com as necessidades de municípios que se interessem, tendo grande aplicabilidade e baixo investimento financeiro, pois se utiliza dos recursos disponíveis no local.

Principal

Norma Sueli Gonçalves Reche

A prática foi aplicada em

Marília

São Paulo

Sudeste

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Norma Sueli Gonçalves Reche

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Programas de provimento médico federais: estratégias de monitoramento e avaliação municipais
Rio de Janeiro
Práticas
Acessibilidade no SUS: Implantação de um laboratório da Língua Brasileira de Sinais em unidades de Estratégia da Família em São Pedro da Aldeia
Rio de Janeiro
Práticas
Imuniza Glória: Trabalhando em rede fortalecendo e rescrevendo um novo capítulo na história da imunização do município de Nossa Senhora da Glória- SE
Sergipe
Práticas
Estratégias para melhoria da cobertura vacinal de Itabaianinha com parcerias intersetoriais – SE
Sergipe
Práticas
Conjunto de estratégias para aumento de coberturas vacinais num município do nordeste brasileiro: Cidade Mãe de Sergipe
Sergipe
Práticas
Arte como instrumento de cuidado na Atenção Primária à Saúde
Bahia
Práticas
O Agente Comunitário de Saúde e a integralidade do cuidado no controle das Arboviroses.
Rio de Janeiro
Práticas
O Nasf de Armação dos Búzios como uma fênix em tempos sombrios: novas tecnologias a serviço do cuidado
Rio de Janeiro
Práticas
ATHIS Casa Saudável
Rio Grande do Sul
Práticas
Campanha Permanente de Castração de Cães e Gatos: Combate Estratégico às Zoonoses Centrado nos Princípios do SUS e no Conceito Território em Saúde, em Gurupi – To
Tocantins