Olá,

Visitante

Regulação do Acesso e Planejamento em Saúde: uma Parceria de Sucesso.

ObjetivoRegular e planejar o acesso à saúde dos usuários do Sistema Único de Saúde do município de Tubarão. Específico Atuar com transparência e equidade nos processos de Regulação do acesso à população Obter diagnóstico mais claro das demandas reprimidas. MetodologiaA metodologia utilizada para o processo de implantação do SISREG no Município de Tubarão seguiu alguns passos, a saber: 1. Capacitação dos profissionais atuantes no Município junto ao Estado 2. Implantação da Central de Regulação Municipal 3. Inserção de toda a demanda reprimida no sistema SISREG 4. Capacitação de todos os setores da FMS e prestadores de serviços 5. Criação do Setor de Planejamento Financeiro em Saúde 6. Atuação nas Câmaras Técnicas de Regulação e Gestão da região da AMUREL.

O presente trabalho descreve a experiência exitosa do Município de Tubarão frente a implantação do Sistema Nacional de Regulação (SISREG) como ferramenta de regulação do acesso aos serviços de saúde no referido Município. O sistema é uma ferramenta elaborada pelo Ministério da Saúde e sua implantação é possível mediante a instalação de acesso à internet em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). Totalmente gratuito, o sistema é disponibilizado tanto para os estados e municípios quanto para os usuários através do webservice. O município de Tubarão foi um dos pioneiros da implantação do referido Sistema em Santa Catarina, tendo o início da sua implantação no ano de 2017, após a sanção da Lei Estadual 17.066/2017, que “Dispõe sobre a publicação, na internet, da lista de espera dos pacientes que aguardam por consultas (discriminadas por especialidade), exames e intervenções cirúrgicas e outros procedimentos nos estabelecimentos da rede pública de saúde do Estado de Santa Catarina”.

A implantação da Central de Regulação Municipal com uso da ferramenta SISREG, bem como a criação do Setor de Planejamento em Saúde proporcionaram um sistema de regulação mais econômico para os cofres públicos, com planejamento, organização e eficácia. Além disso, trouxe benefícios objetivos por conta da transparência, permitindo que os cidadãos fiscalizem seu funcionamento, acompanhem as filas de espera, e tenham garantidos os seus direitos de acesso à saúde pública com qualidade e eficiência.

Principal

Patrícia Figueiredo Marcon

A prática foi aplicada em

Tubarão

Santa Catarina

Sul

Instituição

Tubarão

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz, Conasems

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

22 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Gestão de saúde de Cabedelo na implantação da nova lei de licitações: desafios e conquistas
Paraíba
Práticas
Processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2022-2025- relato de experiência.
Paraíba
Práticas
INFORMATIZAÇÃO DA REGULAÇÃO MUNICIPAL COM A ATENÇÃO PRIMÁRIA COMO COORDENADORA DO CUIDADO
Rio de Janeiro
Práticas
A importância da implantação de sistema de regulação de exames no Município de mendes.
Rio de Janeiro
Práticas
Ideação suicida e tentativas de suicídio: uma análise de casos do SAMU 192 no interior do estado do RJ.
Rio de Janeiro
Práticas
Samuzinho: Educação em saúde e primeiro socorros na escola para a promoção do SAMU 192.
Rio de Janeiro
Práticas
Implantação do programa de gestão transparente do tempo resposta no SAMU 192: uma missão desafiadora
Rio de Janeiro
Práticas
Verde, amarelo e vermelho: protocolo de classificação das consultas por grau de prioridade no Centro Especializado de Saúde de Quissamã (RJ)
Rio de Janeiro