Olá,

Visitante

Redes – Articulação Intersetorial de Políticas Sobre Drogas

O REDES – Articulação Intersetorial de Políticas sobre Drogas tem como objetivo principal realizar assessoria no desenvolvimento de metodologias de articulação intersetorial territorial para integração entre as políticas públicas de inclusão social e do exercício da cidadania das pessoas com problemas relacionados às drogas. Além disso, tem o objetivo também organizar o mapeamento dos recursos da rede e sua divulgação em parceria com a gestão local e apoiar as estratégias de sustentabilidade territorial das ações desenvolvidas. Este projeto vem sendo desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz – FIOCRUZ com financiamento e apoio da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas – SENAD/Ministério da Justiça.

Considerando a fragmentação das redes de cuidado, sobretudo no SUS e no SUAS, bem como a singularidade dos contextos locais, identificou-se a necessidade de construir intervenções articuladas entre gestão, trabalhadores, usuários e familiares. A ampliação desse horizonte de intervenções sobre os problemas relacionados às pessoas com necessidades decorrentes ao uso de drogas deve incidir, sobretudo, na ampliação do acesso da população aos diferentes serviços com provisão de atenção contínua, integral, de qualidade, responsável e humanizada, bem como incrementar o desempenho do sistema de atenção em termos de acesso e equidade.

A constituição de atuações articuladas e integradas entre as políticas de Saúde, Assistência Social, Segurança Pública, Direitos Humanos é um processo complexo e estabelece grandes desafios para todos os envolvidos. A construção realizada nos diferentes municípios do Redes demonstraram desdobramentos positivos, tanto no que se refere a ampliação de possibilidades como ao fomento de práticas inovadoras. No entanto, tem-se o desafio de continuar criando diferentes formas de sustentabilidade das formas de cuidado considerando um compromisso ético-político de cuidado baseado nos direitos humanos.

Principal

Gabriela Hayashida

gabriela.hayashida@fiocruz.br

A prática foi aplicada em

Brasília

Distrito Federal

Centro-Oeste

Instituição

Avenida L3 Norte, Brasília - DF

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Gabriela Hayashida

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
A importância do trabalho em rede para a efetivação da reinserção social aos dependentes químicos enquanto sujeitos de direitos: observações acerca do eixo reinserção social no Centro de Acolhimento e Atenção Integral Sobre Drogas do município de Cachoeiro de Itapemirim (ES)
Espírito Santo
Práticas
Atuação intersetorial nos casos suspeitos de TEA na primeira infância, um relato de experiência.
Paraíba
Práticas
Explorando as possibilidades: atividade aquática no tratamento de TEA no município de Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Inovação do cuidado em saúde mental no município de São José do Sabugi-PB a partir da prática.
Paraíba
Práticas
Em boas mãos: valorização dos profissionais de saúde e os impactos na proatividade em Queimadas – PB
Paraíba
Práticas
Protocolo de passagem de plantão no serviço residencial terapêutico: um relato de experiência
Paraíba
Práticas
Ressignificando vidas através das artes manuais: uma vivência do CAPS I Umbuzeiro-PB
Paraíba