Olá,

Visitante

Reciclarte – oficina Terapêutica em Saúde Mental Um outro olhar.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Atender pacientes de saúde mental de maneira a proporcionar por meio da arte-terapia, rodas e conversa e terapia em grupo, melhora nos sintomas conduzindo para a desestigmatização da “doença mental”.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: São atendidos pacientes triados pelas Unidades Básicas de saúde e encaminhados para avaliação no setor de psicologia. Inserido no programa, o paciente passa a frequentar as oficinas de artesanato, sendo livre a frequência em dos dois dias de atendimento sendo, uma oficina masculina e uma feminina, as rodas de conversa temáticas são proporcionadas ao grupo como um todo, favorecendo o encontro de ideias e culturas. INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: São atendidos, em média, 30 pacientes, considerando-se que o espaço físico (sala) não comporta mais que 15 pessoas por período. Não há grande rotatividade a maioria dos atendidos está no projeto desde o inicio. Os novos ingressos se dão gradativamente após entrevista psicológica e visitação ao ambiente. Os que deixaram de participar relatam recaídas (caso de dependência química), mudança de cidade e trabalho como causa da desistência. OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO: Os pacientes atendidos na oficina apresentaram significativa melhora nos quadros psiquiátricos, incluindo diminuição de sintomas, desenvolvimento de habilidades e desempenho de atividades de sustentabilidade econômica com a aprendizagem de artesanatos. É observada frequência pelas monitoras e nas ausências, quando não justificadas, são realizadas visitas e busca ativa. Os atendimentos na oficina são relatados em reunião técnica com a equipe, observando-se as reações de cada paciente atendido, sua progressão, evolução e interação com o grupo.

O ReciclARTE é um projeto de reabilitação psicossocial pela Arte-terapia, ocorre na Unidade de Atenção Psicossocial Bem Viver e tem como atividade principal a confecção de artesanatos com princípio a reciclagem, no espaço chamado de oficina terapêutica. O projeto teve início no ano de 2014 e observa-se, por parte do público atendido, descoberta de habilidades, desenvolvimento do potencial criativo e, principalmente, significativa melhora nos quadros psiquiátricos com diminuição de sintomas.

A aprendizagem proporcionada aos pacientes em uma descoberta de si e de suas habilidades é levada a compreensão de que a conquista maior está além da confecção de objetos reciclados, mas, na possibilidade de resgatar e reciclar a autoestima e bem-estar. A subjetividade dos afetos, o respeito ao “estranho” /diferente, a cultura considerada, o todo analisado, ponderado e acolhido são formas de atuar produzindo saúde, tornando-se propício o processo de aprender, com o outro, sobre o outro e para o outro. É difícil o caminho para desestigmatizar a crise em saúde mental – “loucura”, mas, é possível, mesmo sendo “pequeno”.

Principal

Fabiana Pegorer, Cristian Eduardo Bonapaz

smscj@hotmail.com

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Instituição

Rua Volmir Taborda Câmara, 395/E

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Fabiana Pegorer, Cristian Eduardo Bonapaz

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

09 fev 2020

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.
Práticas
Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.
São Paulo
Práticas
Qualidade de Vida no Grupo “Mulher Ativa” na Cidade de Montalvânia – Mg
Minas Gerais
Práticas
Qualidade de Vida e Longevidade: Educação/Prevenção/Promoção em Saúde Sob os Aspectos Biopsicossociais Como Ferramenta para o Cuidado de Pacientes Hipertensos e Diabéticos.
Minas Gerais
Práticas
Projeto “Viva Leve”
Minas Gerais
Práticas
Grupo Girassol: Relatos de Experiência de Ações de Promoção da Saúde para Melhoria da Qualidade de Vida de Pessoas com Doenças e Sequelas
Minas Gerais
Práticas
Praticas Exitosas no Grupo de Emagrecimento.
Minas Gerais
Práticas
de Bem com a Vida”: Experiência do Grupo de Manejo da Ansiedade da Uaps Jardim Paraíso no Município de Patos de Minas
Pará
Práticas
Promoção de saúde e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis através de grupos para perda de peso em São Gonçalo do Rio Preto (MG)
Minas Gerais
Práticas
Artesanato Como Prática de Promoção em Saúde Mental.
Rio de Janeiro