Olá,

Visitante

Projeto Vacinando Com natal

A capital do estado do Rio Grande do Norte (RN), Natal, possui uma área territorial de 167,401 km² e população estimada de 896.708 habitantes, representando, assim, um quarto da população do estado e ocupando a 20ª colocação entre os municípios com maior número populacional estimado no Brasil (IBGE, 2021). O município conta, atualmente, com 71 salas de vacinas cadastradas no PNI, distribuídas nos cinco distritos sanitários (Leste, Oeste, Sul, Norte I e Norte II), sendo 59 nas unidades de atenção primária à saúde, uma em Unidade de Pronto Atendimento (UPA), uma em Policlínica, cinco em hospitais, quarto em maternidades e uma na Diretoria de Atenção à Saúde do Servidor (DAS) da UFRN. As salas de vacina recebem assessoramento técnico do Núcleo de Agravos imunopreveníveis (NAI), integrado ao Setor de Vigilância Epidemiológica (SVE) do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS). O NAI é responsável pela coordenação das ações de vacinação de rotina, campanhas, bloqueios e ações extramuro no município de Natal, atendendo às demandas de insumos e vacinas. Além disso, realiza o acompanhamento do fluxo das notificações de eventos adversos pós-vacinação, a supervisão das salas de vacina, as capacitações, a elaboração de cronogramas para solicitações e entregas das vacinas por distritos sanitários e o monitoramento de todas as doses distribuídas e lançadas no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI) e no e-SUS APS. Articulada às ações do NAI, existe a Rede de Frio de Natal, representada pela Central Municipal de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEMADI), que tem como atribuições o recebimento, o armazenamento, a conservação, a distribuição e o transporte de imunobiológicos do PNI, oferecendo condições adequadas de refrigeração até a entrega desses imunizantes nas salas de vacina dos serviços de saúde no município. A vacinação é uma ação de saúde essencial para prevenção de doenças transmissíveis e que demanda planejamento com base nas necessidades da população do território. Nessa perspectiva, os resultados apresentados na Pesquisa ImunizaSUS reafirmam a necessidade do monitoramento contínuo e do planejamento baseado na análise dos índices de coberturas vacinais para reestruturação de estratégias com vistas à melhoria da qualidade das ações de saúde prestadas e das coberturas vacinais.

A cobertura vacinal é um importante indicador de saúde da população e da qualidade da atenção dispensada pelos serviços de saúde. Manter altas coberturas vacinais com um grande número de vacinas ofertadas, atualmente, no calendário nacional de vacinação, é um grande desafio para os municípios. O não alcance das metas estabelecidas para crianças e adolescentes, além da redução das coberturas vacinais, nos últimos, no município de Natal, aumentam o risco de surtos e da introdução de doenças anteriormente erradicadas, como o sarampo. A baixa procura pela vacinação e o abandono do esquema vacinal por parte da população podem estar relacionados ao descrédito com os serviços de saúde pela dificuldade no acesso (horário de funcionamento, distribuição de fichas, presença de extensas filas, estoques de6 vacinas zerados nas unidades, entre outros). Dessa forma, recuperar a credibilidade nas ações de vacinação de rotina no município de Natal, aumentar as coberturas vacinais, evitar a ocorrência de surtos, hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos em decorrência de doenças imunopreviníveis, bem como gerar imunidade coletiva possibilitando o controle e a eliminação de doenças preveníveis por meio dos imunobiológicos são os principais desafios identificados pela gestão municipal.

5.1. Projeto Vacinando com Natal O Projeto Vacinando com Natal é uma campanha permanente criada com objetivo de estimular e sensibilizar a população para vacinação, buscando resgatar a confiabilidade na imunização, melhorar o vínculo serviço de saúde-comunidade e ampliar a cobertura vacinal. A estratégia propõe trabalhar, durante um mês inteiro, uma ou duas doenças imunopreviníveis, intensificando a vacinação contra elas. A escolha do imunobiológico, em cada mês de campanha, é realizada de acordo com a avaliação das coberturas vacinais, priorizando aquelas que apresentam os percentuais mais baixos. O projeto teve início, em 01 de agosto de 2022, com a vacina contra a febre amarela. As ações de intensificação foram realizadas nas unidades de saúde dos cinco Ditritos Sanitários e nos pontos extras de vacinação localizados no Shopping Midway Mall, no Shopping Via Direta, no Ginásio Nélio Dias e no Partage Norte Shopping. Com exceção da vacina BCG, que requer vacinadores habilitados para o seu manuseio e dias programados para abertura de frascos devido a baixa produção no país, sendo ofertada apenas em unidades de referência, as demais vacinas estão disponíveis em todas as unidades básicas de saúde do município durante a semana e, também aos sábados, nos pontos extras. 5.2. Dia “D” de Vacinação No intuito de garantir acessibilidade da população que não conseguem comparecer a sala de vacinação, durante a semana, devido seus compromissos laborais e a rotina das crianças nas escolas e creches, o Projeto Vacinando com Natal institui a abertura de 50% das unidades7 de saúde, no primeiro sábado de cada mês, no horário das 08h às 12h. O primeiro dia “D” de vacinação contra a febre amarela foi realizado em 06 de agosto de 2022 e totalizou a administração de mais de 2.900 doses do imunizante. Até março de 2023, foram realizados oito sábados de campanha. Vale destacar que após o término da estratégia, as vacinas de rotina utilizadas continuaram sendo oferecidas em todas as ações de intensificação, inclusive nos pontos extramuros. 5.3. Campanha Mensal Durante os trinta dias de cada mês, uma vacina com baixa cobertura é escolhida para ser intensificada, trabalhando cada doença imunoprevinível, a sua importância, a faixa etária ideal para receber aquele imunizante e os riscos de sua ausência na vida da criança, do adolescente, assim como seus reflexos para a vida adulta. 5.4. Pontos Extramuros Localizados nos Shoppings Via Direta, Midwall Mall e Partage Norte Shopping, os pontos extramuros surgiram com a necessidade de ampliação das coberturas vacinais contra a covid-19 e, durante as ações do Projeto Vacinando com Natal, funcionam como apoio, disponibilizando o imunizante de escolha daquele mês corrente, inclusive aos sábados, durante o horário das 14 às 20 horas. 5.5. Intersetorialidade Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), foram realizadas ações de intensificação de vacinação nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), para estudantes, profissionais e funcionários dessas instituições, com o objetivo de atualizar as cadernetas de vacinação, melhorando assim as coberturas vacinais. As ações ocorreram nos cinco Distritos Sanitário, em duas etapas, sendo ofertadas todas as vacinas do calendário nacional de vacinação. A primeira etapa foi realizada, entre 27 de outubro e 14 de dezembro de 2022, em 30 CMEI, contabilizando 3.127 doses administradas. Já a segunda etapa aconteceu, entre 15 de dezembro de 2022 e 18 de janeiro de 2023, em 22 CMEI, efetuando a administração de 3.443 doses de vacinas. As equipes da saúde e da educação trabalharam juntas buscando sensibilizar a comunidade sobre a importância de manter a caderneta de vacinação atualizada. Como resultado dessa força-tarefa, foram administrados um total de 6.570 doses de vacina em 52 centros do município. 5.6. Educação continuada A fim de garantir a qualidade das ações de imunização foram realizadas capacitações sobre rotinas de salas de vacina e atualização do calendário vacinal para os profissionais que atuam nas unidades de saúde da Atenção Primária à Saúde. Entre os aspectos abordados, nas capacitações, estavam: as vacinas previstas para cada público, a dosagem, a idade recomendada, a via de administração, o local de administração, os intervalos entre as doses, a possibilidade de administração concomitante de vacinas, a conservação dos imunos e as reações adversas. Atividades educativas continuadas representam oportunidades para reflexão sobre as atividades desenvolvidas possibilitando correções e ajustes, além de colaborar no aprendizado dos profissionais envolvidos contribuindo para melhoria das ações a serem realizadas. Com o objetivo fornecer informações fundamentais sobre a vacinação, tornando os profissionais agentes multiplicadores de conhecimento, foi elaborado um material instrutivo com o título “Atualização em Normas e Procedimentos para Profissionais de Salas de Vacina do Município de Natal”, que foi reproduzido e entregue, nas capacitações, para todas as salas de vacina. 5.7. Educomunicação Mensalmente, é elaborado um material educativo sobre a vacina a ser utilizada no período e sua importância para a saúde. O conteúdo traz orientações sobre as doenças imunopreviníveis e informações sobre o público alvo a ser contemplado, bem como os locais, dias e horários de vacinação, sendo amplamente divulgado através do site da Prefeitura de Natal, da imprensa e de diferentes mídias sociais como whatsapp, instagram e facebook. 5.8. Participação e Controle Social Algumas estratégias foram desenvolvidas, como forma de fortalecer a vacinação nas unidades básicas de saúde, trazendo a população como grande aliada e fiscalizadora dos serviços através da mídia e canais de comunicação. Foi pactuado com a ouvidoria do município e Ministério Público a divulgação de canais de comunicação de forma que o próprio usuário da rede publica de saúde acompanhe e faça parte do processo de fortalecimento desse projeto, assim contribuindo com a gestão nas melhorias e no bom funcionamento das salas de vacinas do município. Para tanto, realizou-se ampla divulgação de emails e dos contatos telefônicos da Secretaria Municipal de Saúde, da Ouvidoria e da Promotoria do município, com a finalidade de facilitar a participação e controle social, por meio de denuncias, sugestões ou para elucidação de dúvidas. 5.9. Estabelecimento de parcerias Desde o início do Projeto, as ações de imunização desenvolvidas contaram com a colaboração de profissionais de diversas áreas, entre elas, saúde, educação, segurança, comunicação, transporte, ouvidoria e promotoria do município. Os esforços de todos na organização dos serviços para oferta de vacinas, nos diferentes distritos sanitários, fortaleceu e consolidou o seguimento da estratégia. O trabalho intersetorial, a prática colaborativa e a adoção de uma dinâmica de trabalho com as responsabilidades compartilhadas entre os envolvidos no processo, ampliou a capacidade de resposta às situações identificadas, facilitando a implementação e a execução das ações. 5.10. O monitoramento e a avaliação das informações de vacinação, provenientes do Projeto Vacinando com Natal, são realizados através dos sistemas de informações em saúde (SIS), entre eles, o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNIWEB), o e-SUS Atenção Primária (e-SUS APS) e o TABNET, com a finalidade de ajudar no planejamento e na elaboração das intervenções, contribuindo para o processo de tomada de decisão. Além disso, realiza-se o acompanhamento mensal das doses administradas no município, prioritariamente, em crianças menores de cinco anos, para o cálculo e a avaliação das coberturas vacinais, identificando, dessa forma, o progresso e impacto das ações desenvolvidas. No primeiro mês de implementação da estratégia, em agosto de 2022, utilizou-se a vacina contra a febre amarela para intensificação. Durante esses 30 dias, foram registradas 20.385 doses da vacina, quase o total de doses registradas no ano anterior, quando foram administradas 21.001 doses contra febre amarela. Além disso, verifica-se um incremento de 178,8% no número de doses aplicadas em comparação ao ano de 2021. A análise dos dados das vacinas utilizadas, no Projeto, nos meses subsequentes, também mostrou um significativo aumento no número de doses administradas de vacinas em relação a 2021, dentre elas: VIP/VOP, varicela; tríplice viral; hepatite A e DTP. Os resultados favoráveis do Projeto Vacinando com Natal são evidenciados nos dados mais recentes de coberturas vacinais infantis. Em 2022, das vacinas recomendadas para crianças menores de dois anos de idade, apenas a BCG e a hepatite B apresentaram percentuais acima de 95%, no entanto observa-se um aumento das coberturas nas vacinas de tríplice viral, de hepatite A e de varicela em relação a 2021.

Os resultados obtidos evidenciaram o impacto positivo da estratégia adotada pelo município de Natal para melhoria das coberturas vacinais. Apesar de não atingir a meta preconizada de cobertura vacinal para a maioria das vacinas de rotina em menores de dois anos, observa-se uma expressiva elevação no número de doses administradas após o início do projeto. Um cenário de baixas coberturas vacinais desperta grande preocupação aos gestores municipais, por essa razão, são realizadas ações estratégicas em diferentes frentes para garantir que não só as campanhas, mas também as vacinas de rotina alcancem os índices de cobertura esperados. Ressalta-se que a capital do RN recebe diariamente pessoas advindas de outros municípios para trabalhar, estudar, utilizar o comércio e serviços ou para o turismo, facilitando o acesso à vacinação nas salas de vacina disponíveis, independente do local de residência do cidadão, permitindo que essa estratégia não fique restrita apenas ao município, desse modo ampliando a população assistida e colocando Natal num local de destaque em relação aos demais municípios do RN, uma vez que este possui maior aglomeração populacional e representa maior peso para o alcance da cobertura vacinal do estado. A implementação do Projeto Vacinando com Natal mostra que é possível desenvolver estratégias locais abrangentes e eficazes no combate às doenças imunopreviníveis e reforça a importância da utilização de intervenções que possam transformar as situações identificadas e contribuir para o enfrentamento dos problemas futuros.

Principal

Veruska Ramos Torres

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

30 ago 2023

e atualizada em

30 ago 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba