Olá,

Visitante

Projeto de Ações Educativas, Preventivas e Curativas em Saúde Bucal, para Pessoas com Necessidades Especiais da Escola Maria Amélia Bastos, em São Jose de Ribamar-Ma

De acordo com a organização Mundial de Saúde (OMS),10%da população mundial é portadora de algum tipo de deficiência e apenas 2% dessas pessoas recebem atendimento adequado voltado para as suas necessidades. em São José de Ribamar-MA temos a Escola Maria Amélia Bastos que é voltada para a educação especial de crianças, adolescentes e adultos portadores de necessidades especiais,de 2 a 65 anos, sendo a maioria autistas, Síndrome de Down, paralisia cerebral, dentre outros. Pensando nesse público, foi criado um projeto de ações odontológicas educativas, preventivas e curativas voltadas tanto para os referidos alunos quanto para seus cuidadores, já que esse público infelizmente enfrenta muitas dificuldades quanto a garantia de atendimento, principalmente na área odontológica, seja por falta de profissionais capacitados e/ou dispostos a realizar esses atendimentos.

Proporcionar a melhoria na qualidade de vida para os escolares e seus cuidadores atendidos no Projeto, seja de forma educativa, preventiva e/ou curativa e promover a mudança de hábitos e manutenção da saúde bucal dos mesmos. o Projeto teve início em novembro de 2017, com a reinauguração do Centro de Reabilitação em pacientes especiais Maria Amélia Bastos, que funciona ao lado da escola especial, que já contava com atendimento multidisciplinar, com exceção da odontologia, que foi iniciada nessa data com a construção de um consultório odontológico no local, área esta que já era aguardada com grande ansiedade pela comunidade escolar, já que dor de dente era um problema constante na escola. Então iniciou-se nossa atividades com participação nas reuniões de pais e mestres, palestras educativas, triagens , onde verificou-se a necessidade tanto de intervenções na cadeira odontológica, quanto de um acolhimento diferenciado com a maioria dos cuidadores.

Nesse período de um ano e quatro meses, foram atendidos quase todos os alunos, com exceção de alguns maiores de idade, sendo que tivemos uma média de 122 tratamentos concluídos, que agora só fazem a prevenção a cada 6 meses. Foram realizados uma média de 10.236 procedimentos odontológicos. Foi observada a mudança de comportamento dos cuidadores, seja na forma de tratar, quanto na forma aceitação e melhor convívio com a escola e com os outros cuidadores. Assim como a desmistificação da relação cirurgião-dentista e pacientes com necessidades especiais e melhoria na saúde bucal tanto dos escolares quanto de seus cuidadores.Concluímos que esse projeto foi a mola inicial para comprovação da importância da saúde bucal na melhoria de vida dos alunos/pacientes com necessidades especiais da escola e de seus cuidadores, o tornado um projeto permanente. Relatamos que trabalhos assim devem ser realizados com mais frequência, pois colaboram de forma positiva para a mudança de hábitos, de estilo de vida, resultando na melhoria da saúde geral de todos os envolvidos.

Principal

Djanira Azevedo De Abreu

djaniraassis@hotmail.com

A prática foi aplicada em

São José de Ribamar

Maranhão

Nordeste

Instituição

Rua I-Quadra 14 –Casa 2ª-Parque Atenas-São Luis Ma- Cep 65072480

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Tiago José Fernandes

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

23 set 2023

e atualizada em

23 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
TEA/TDAH: inclusão sem discriminação
Paraíba
Práticas
Visita de luto – uma atitude humanizada
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação Sem Barreiras: um Grande Desafio
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Vacinação: Estratégias para o Aumento da Cobertura Vacinal no Município de Barrolândia – TO
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Plano de Recuperação do Faturamento Ses/Df
Distrito Federal
Práticas
Sala de Situação Ses-Df
Distrito Federal
Práticas
Rede Inovases
Distrito Federal
Práticas
Diagnóstico de Atendimento da População Hipertensa/Diabética da Equipe 474/06
Distrito Federal