Olá,

Visitante

Projeto: Acolhe Mamãe/Bebê Guaçuano

A atenção ao recém-nascido (RN) e a mulher na primeira semana após o parto é fundamental para a promoção da saúde dos mesmos pois, neste período, tanto a mãe como a criança são suscetíveis a intercorrências, além de várias dúvidas, medos e insegurança provocados pela chegada do bebê. Para melhorar o cuidado e a atenção ao binômio mãe-bebê, criou-se um protocolo de assistência ao recém-nascido e a mãe, que qualifica a atenção à saúde da mulher, do RN e da família através do fortalecimento do vínculo e da otimização do cuidado multiprofissional na Unidade de saúde. O Projeto “ACOLHE MAMÃE/BEBÊ GUAÇUANO” culminou com a descentralização do Teste do Pezinho que antes era realizado pela Santa Casa de Misericórdia e agora, acontecendo em todas as Unidades de Atenção Básica do município de Mogi Guaçu.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: Toda gestante após iniciar o Pré-Natal, deverá receber um Folder com orientações a respeito de horários/dias, procedimentos, agendamentos, orientações gerais e orientações para ida a maternidade, parto, contato pele-a-pele. Este folder deverá ser entregue no Pré-Natal às gestantes e deverá ser feita uma leitura do mesmo junto com a gestante para orientações e esclarecimento de dúvidas. Tal procedimento pode ser feito pelo Enfermeiro, Téc. de Enfermagem, A.C.S. visando orientá-la para o parto e sua ida para Maternidade e também orientações para seu retorno a Unidade Básica de Saúde. Na Maternidade, novamente a puérpera deverá receber estas orientações e entregará o Termo de Responsabilidade do responsável e encaminhada à unidade mais próxima de sua residência para assistência e acompanhamento. Na chegada da puérpera e recém-nascido na Unidade Básica de Saúde/USF, deverão ser acolhidos e já na recepção será feito o cartão da criança e Cartão SUS, e encaminhado para equipe de enfermagem para realização da assistência e orientações.A equipe de Enfermagem deve acolher o recém-nascido e mãe parabenizando pela chegada do bebê e pela vinda a unidade. Para tal, implantamos os seguintes instrumentos de sistematização:1 – Sistematização de Assistência de Enfermagem no Puerpério e RN

Melhorar a adesão ao acompanhamento das mães e crianças nas Unidades de Atenção Básica, além de fortalecer o vínculo destas com a equipe de saúde, diminuir as complicações no período de puerpério, melhorar a adesão ao aleitamento materno, atuar em algum problema com a lactação, realizar o teste do pezinho e vacinação precocemente, orientar quanto cuidados com o coto umbilical, agendar consultas de puericultura com pediatra/enfermeiro, consulta puerperal, e Teste da Orelhinha, além da possibilidade de monitorar, prevenir e detectar precocemente alguma intercorrência.

Com a implantação do protocolo o trabalho da equipe ficou mais organizado de forma a ordenar as ações a serem desenvolvidas com recém-nascido/puérpera , além de um maior vínculo com equipe , tornando as intervenções mais efetivas e a continuidade do cuidado com binômio mãe/recém-nascido.

Principal

Ana Paula Cunha, Gisele Peres, Carolina Baruffi, Graziela Lellis, Ana Cláudia F. Cezaroni, Jaqueline Serra.

ana-p-c@ig.com.br

A prática foi aplicada em

Mogi Guaçu

São Paulo

Sudeste

Instituição

Av. Padre Jaime, 1422 - Jardim Selma.

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ana Paula Cunha, Gisele Peres, Carolina Baruffi, Graziela Lellis, Ana Cláudia F. Cezaroni, Jaqueline Serra.

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Experiência do Preventivo Humanizado no SUS
Maranhão
Práticas
Implantação do serviço de curativos na atenção básica do município de Arara: experiência exitosa
Paraíba
Práticas
Assistência odontológica aos trabalhadores da saúde municipal de Esperança: relato de experiência
Paraíba
Práticas
Caminhos do Cuidado, levando serviços de saúde para as comunidades rurais no município de Condado (PB)
Paraíba
Práticas
Gestar saudável – de 0 a 1000 dias
Paraíba
Práticas
Mapa territorial em saúde mental: instrumento exitoso do cuidado na atenção primária à saúde
Paraíba
Práticas
Implementação da estratégia Tenda da Imunização para aumento de coberturas vacinais
Todos os Estados (Nordeste), Paraíba