Olá,

Visitante

O Uso da Tecnologia em Face a Busca Ativa de Crianças Menores de 5 Anos, nas Ações de Imunização

Categoria não especificada

Considerando que Barra do Corda é um Município de grande extensão territorial. Muitos dos seus bairros e povoados encontram-se distante da sede, o que dificulta o acesso da população à sala de vacina, assim como o deslocamento pontual da equipe de saúde a essas áreas remotas. O uso da tecnologia vem ganhando espaço nos órgãos públicos municipais, e através da utilização de sistema de informação juntamente com a internet disponibilizada de modo online no atendimento ao cidadão ajuda com que os dados obtidos sejam transformados em informações precisas e corretas. Diante disto a Secretaria Municipal de Saúde criou estratégias para manter a cobertura vacinal em dia, posto de vacinação volante, estratégias de drive thru, vacinação noturna em todas as salas de vacina em um período simultâneo, busca ativa nas escolas junto com as equipes do PSE e Secretaria de Assistência Social, busca ativa pelos ACS e equipe Saúde da Família. Identificamos através de busca ativa, visitas técnicas em zona rural e urbana as particularidades de cada área, e trabalhamos estratégias de acordo com a necessidade de cada comunidade tendo em vista a prioridade na qualidade do atendimento e no desenvolvimento do trabalho em área, com objetivo de imunizar toda a população e alcançar as metas preconizadas pelo Ministério da Saúde. Através do PEC é possível saber o que tem do cidadão no sistema e o que não tem, tendo assim a possibilidade para transcrição de vacinas não informadas, mas ao mesmo tempo disponibiliza a modalidade CDS que é preenchido somente com a vacina realizada no dia e pode ser utilizado o cartão do SUS do cidadão e seu CPF, assim como também aceita a não informação dos mesmo, se utilizar a modalidade CDS o profissional não tem ao tempo da vacinação como averiguar o que tem do cidadão em seu cadastro e só poderá lançar a vacina realizada no dia e essa informação pode não ser vinculada ao cadastro do paciente, pois o cadastro é o principal meio para uma boa informação prestada, com isso se o cadastro do cidadão não estiver correto muitas vacinas informadas serão perdidas para fins de cobertura vacinal. As estratégias estabelecidas pela Secretaria Municipal de Saúde consistem na estruturação das salas de vacina, ampliando e climatizando os postos de saúde da zona urbana e zona rural com vacinação de rotina e COVID-19, estratégias de campanhas com ações de formas táticas e dinâmicas para a vacinação, realização de ações extra muros com horários não convencionais, vacinação noturna, vacinação premiada, posto de vacinação volante, vacinação temática, abordando temas de acordo com o mês de ação, como por exemplo o Arraiá de vacinação, vacinação premiada dos adolescentes. Podemos demonstrar em dados que o monitoramento e execução das ações alcançamos melhoria significativa, onde nos primeiros relatórios estávamos com uma cobertura vacinal em 32% em relação ao Previne Brasil, em relatórios atualizados após realização de todas as estratégias abordadas temos uma cobertura de 72%. A iniciativa reforça a necessidade de fortalecer o trabalho junto à estratégia de saúde.

Identificamos através de busca ativa, visitas técnicas em zona rural e urbana as particularidades de cada área, e trabalhamos estratégias de acordo com a necessidade de cada comunidade tendo em vista a prioridade na qualidade do atendimento e no desenvolvimento do trabalho em área, com objetivo de imunizar toda a população e alcançar as metas preconizadas pelo Ministério da Saúde. Os sistemas, que são tecnologia de informação utilizados diariamente para a execução de serviços prestados à comunidade são, principalmente os que estão ligados as busca vacinais e o cadastramento de vacinas, são: PEC e-SUS APS – Versão 5.0.24 disponibilizado pelo governo federal, sistema principal para inserção de dados vacinais, o sistema mencionado é utilizado de maneira online e aceita informação de maneira imediata quanto mediata, ou seja é característica do software disponibilizar para o profissional a capacidade do mesmo inserir uma informação no instante do atendimento ao paciente ou logo depois, sem limite de tempo, inserir a informação vacinal. Com esses recursos são gerados cadastros e históricos do cidadão no atendimento básico de saúde, só que para a informação prestada no PEC ser de excelência e alta performance tanto o cadastro do cidadão quanto os dados informados devem estar em perfeita harmonia, ou seja, não pode lançar uma vacina de determinado paciente sem que o cadastro do mesmo esteja adequado, por exemplo, lanço uma vacina no CPF do paciente, mas o paciente não está com seu CPF informado em seu cadastro, logo essa vacina fica fora do prontuário do cidadão e não conta como um valor lógico na cobertura vacinal, pois a mesma ficou sem processamento no programa, sem destinatário. Ao emitir um relatório sobre cobertura vacinal as vacinais não destinadas ao seu devido cidadão ficam de fora do relatório emitido e com essa consequência vem uma baixa cobertura vacinal, não pela falta de vacinas aplicadas e sim por falta de vacinas informadas de maneira correta no sistema. Através do PEC é possível saber o que tem do cidadão no sistema e o que não tem, tendo assim a possibilidade para transcrição de vacinas não informadas, mas ao mesmo tempo disponibiliza a modalidade CDS que é preenchido somente com a vacina realizada no dia e pode ser utilizado o cartão do SUS do cidadão e seu CPF, assim como também aceita a não informação dos mesmo, se utilizar a modalidade CDS o profissional não tem ao tempo da vacinação como averiguar o que tem do cidadão em seu cadastro e só poderá lançar a vacina realizada no dia e essa informação pode não ser vinculada ao cadastro do paciente, pois o cadastro é o principal meio para uma boa informação prestada, com isso se o cadastro do cidadão não estiver correto muitas vacinas informadas serão perdidas para fins de cobertura vacinal. Nesse sentido é que o uso tecnológico ajuda a aumentar a cobertura vacinal, pois mostra que não só a aplicação da vacina é importante como também exibi a importância de prestar uma informação eficaz, as vezes as vacinas estão no sistema só que sem um direcionamento adequado, pois não localizam seu receptor para assim demostrar que aquele cidadão está em dia com o calendário vacinal. Muitas vacinas estão sem processamento no sistema e com um bom uso da tecnologia essas vacinas podem vir a ser consideradas para fins de cobertura, uma simples correção no cadastro do cidadão pode tirá-lo da lista de inconsistência e aumentar a eficácia do órgão de saúde na prestação de seus serviços. Outro sistema utilizado é o SI-PNI. Programa Nacional de Imunizações que recebe vacinas de maneira online, é uma tecnologia eficaz só que ao mesmo tempo pode danificar suas informações por não estarem sendo inseridas corretas, exemplo a vacina BCG e a primeira HB, são vacinas que a maioria da população brasileira tomou, mas a cobertura vacinal pode estar baixa devido a um cadastro incorreto ou o não lançamento dos mesmos no sistema, isso prejudica a informação correta sobre vacinas, por vezes não é a falta de aplicabilidade de vacina e sim o cadastramento correto das mesma que só poderão ser corrigidas se utilizar de tecnologia e mão de obra capacitada. Tendo em vista a problemática relacionada a informação no sistema, como dificuldades com a digitação, realizamos levantamento e buscas diretamente no sistema para detectar erros e inconsistências, assim realizamos reuniões e o monitoramento no sistema, levantamento de informações de toda a população. Realizou-se reuniões e capacitações por unidades, visando reconhecer que cada equipe tem suas particularidades, dificuldades relacionadas a acesso em área e sistema, trabalhando assim estratégias de acordo com a necessidade de cada comunidade. Durante a pandemia houve queda na cobertura vacinal, devido os pais não levarem as crianças nas unidades de saúde por medo de contrair a COVID-19, por conta do isolamento, e recomendações do Ministério da Saúde de não sair de casa e manter o distanciamento, sendo assim um dos principais fatores que contribuíram para queda significativa na cobertura vacinal. Com a retomada da rotina, os pais voltaram a procurar as unidades de saúde para vacinar seus filhos, visando assim atualizar a caderneta de vacinação, e corrigir as inconsistências, assim obtivemos uma melhoria significativa na cobertura vacinal. Devido as dificuldades com relação aos locais de difícil acesso, foram encaminhadas equipes volantes e criadas estratégias com ações de acordo com a especificidade de cada povoado, desafios estes enfrentados como chuvas intensas, estradas com difícil acesso. Com tudo foi trabalhado educação em saúde na tentativa de conscientizar os pais acerca da importância da imunização.

As estratégias estabelecidas pela Secretaria Municipal de Saúde consistem na estruturação das salas de vacina, ampliando e climatizando os postos de saúde da zona urbana e zona rural com vacinação de rotina e COVID-19, estratégias de campanhas com ações de formas táticas e dinâmicas para a vacinação, realização de ações extra muros com horários não convencionais, vacinação noturna, vacinação premiada, posto de vacinação volante, vacinação temática, abordando temas de acordo com o mês de ação, como por exemplo o Arraiá de vacinação, vacinação premiada dos adolescentes. O município vem trabalhando estratégias como atualização e correção em cadastros dos usuários, busca ativa e mapeamento com os ACS e Equipes de Saúde da Família, equipes volantes realizando vacinação em locais de difícil acesso, vacinação nas escolas, praças com intuito de intensificar a vacinação e assim alcançar as metas. A elaboração da campanha publicitária segue um planejamento de acordo com a programação e ações estratégicas organizadas pelo município. Utilizamos os meios mais acessíveis de comunicação como: Mobilização em Rádios, Redes Sociais, Carros de som e banners, informando a população com clareza de como, quando, onde e para quem serão as campanhas de vacinação. Ressaltamos que essas informações serão de acordo com os Informes Técnicos do MS. O monitoramento, supervisão e avaliação são importantes para acompanhar a execução das ações planejadas e identificação oportuna da necessidade de intervenções, assim como subsidiar a tomada de decisão gestora em tempo oportuno e ocorre de maneira transversal em todo o curso do processo. A supervisão e avaliação deve permear todo o processo definido e pactuado pelas instâncias gestoras, com responsabilidades compartilhadas entre os gestores municipais, estaduais e a nível federal de acordo com um protocolo elaborado para essas ações. Tais processos apoiarão as respostas necessárias para a correta execução da intervenção. Através desses casos, cobertura baixa e o não atingimento de metas, mesmo vacinando diariamente e com várias campanhas sendo realizadas, que usamos a tecnologia para entender o que ocorre com o processamento de dados em programas tecnológicos de informação, com isso foi obtido que a falta de olhar para a tecnologia pode custar um mal desempenho do órgão público, pois o município tem indicadores a serem batidos e só não são por que a informação prestada não está por completo, e nesse sentido que Barra do Corda parou para analisar o que de fato está sendo informado e o que não está, o que está sendo processado e o que não está, exemplo é ter um cidadão com a carteira de vacina preenchida de vacinas e não constar no sistema suas vacinas, logo a aplicação da vacina foi bem sucedida, mas a informação sobre a mesma não, então não adianta aplicar uma quantidade de vacina e não informá-las de maneira correta, pois a cobertura vacinal ficara baixa mesmo com várias pessoas com seu esquema vacinal completo.

O relato consiste na demonstração da experiencia de trabalho realizado no município, as ações que vem sendo realizadas com êxito, demonstrando melhoria significativas nos indicadores do Previne Brasil, as buscas realizadas com relação ao sistema têm contribuído na correção de erros que fazem com que as metas não sejam alcançadas. O trabalho de educação em saúde, a importância da equipe conscientizando as famílias acerca da importância da vacinação. O trabalho humanizado buscando a população onde estiver contribui de forma significativa para a melhoria das metas, trabalhar com horários estendidos e realizar ações noturnas e em finais de semana contribui trazendo aqueles pais que não conseguem ir as unidades nos horários de funcionamento normal. Dessa forma, o uso correto da tecnologia é primordial para uma busca ativa das crianças menores de cinco anos, pois pesquisar histórico vacinal, obter informações precisas do paciente, ter um relatório adequado para programar estratégias com base em informações corretas, sem inconsistências, traz benefícios para a prestação de serviço à comunidade e ajuda a aumentar a porcentagem de vacinas aplicadas e processadas para fins de relatórios precisos. Além disso, vale ressaltar que o uso de computadores, internet, sistemas, são de grande importância para um bom desempenho na saúde pública e é com esse intuito que Barra do Corda aumentou de forma eficiente sua cobertura vacinal, pois deu ênfase no que é informado, processado, destinado e concluído por uso de tecnologia. Podemos demonstrar em dados que o monitoramento e execução das ações alcançamos melhoria significativa, onde nos primeiros relatórios estávamos com uma cobertura vacinal em 32% em relação ao Previne Brasil, em relatórios atualizados após realização de todas as estratégias abordadas temos uma cobertura de 72%. Com isso percebemos que a partir do momento que foram intensificadas as ações em vacinação e corrigido as inconsistências o município obteve um crescimento de 40% no indicador de imunização. A iniciativa reforça a necessidade de fortalecer o trabalho junto à estratégia de saúde da família aproximando o profissional da população.

Principal

CLAUDYANA FERREIRA DE SANTANA

Coautores

Cristina Pereira Gama, Joanyce Carneiro, Pablo Jonas Santos Lima do Nascimento, Antonia Costa, Marcia Regina Souza Batista

A prática foi aplicada em

Região

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Conta vinculada

ideiasus@gmail.com

A prática foi cadastrada em

23 dez 2023

e atualizada em

23 dez 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

Você pode se interessar também

Práticas
Autonomia reprodutiva: empoderamento de mulheres em vulnerabilidade através da inserção do DIU
Paraíba
Práticas
Conselho itinerante:fortalecendo o controle social em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Projeto saúde na feira: ampliando o acesso de serviços de saúde no município de Ingá.
Todos os Estados (Norte)
Práticas
Promoção da saúde mental dos trabalhadores da estratégia de saúde da família: cuidando do cuidador.
Paraíba
Práticas
Controle das arboviroses no município de Brejo do Cruz – PB
Paraíba
Práticas
Adote um sorriso: auto estima e saúde, buscar sorrisos felizes é nossa prioridade.
Paraíba