Olá,

Visitante

O Desafio de Acolher e Incorporar a População Masculina Às Ações e Serviços da Atenção Básica – uma Busca por Melhores Indicadores e por Um Upgrade na Qualidade de Vida

ObjetivoFortalecer a ESF como porta de entrada para uma atenção integral à saúde do homem, ofertando ações de promoção, prevenção, assistência e recuperação da saúde, através da organização do acesso e do acolhimento, garantindo uma postura inclusiva.MetodologiaProjeto-piloto em assentamento da reforma agrária, em dia previamente agendado e divulgado junto aos homens da comunidade contando com equipe multiprofissional que se deslocou na unidade móvel, ofertando anamnese com resgate do histórico de saúde, exame de saúde bucal, antropometria e consulta com nutricionista, verificação de sinais vitais, triagem oftalmológica, realização de testes rápidos para sífilis, HIV, hepatite B e C, consulta médica, solicitação de exames de rotina e encaminhamentos especializados necessários, além de atividade de educação em saúde. Dado a assertiva da ação, foi expandida para outras comunidades rurais e sede, onde se realiza no turno da noite para garantir o acesso aos homens inseridos no mercado de trabalho.

Neste ano de 2019, a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem completa uma década de existência, contudo, sabe-se que um grande percentual de municípios brasileiros enfrenta dificuldades para aplicá-la na prática, sendo as ações voltadas à saú¬de dos homens mais restritas a campanhas/educação em saúde pontuais. Além disso, se reconhece que boa parte deste segmento populacional ainda apresenta dificuldades em reconhecer suas próprias necessidades em saúde, rejeitando/temendo a possibilidade de adoecer, preservando a invulnerabilidade masculina, o mito do herói e a desculpa do papel social de provedor. Em nosso município esta realidade se replica, sendo agravado pela dificuldade de acesso relacionada à baixa densidade demográfica, grande extensão rural e baixo poder aquisitivo/escolaridade, justificando, portanto, a organização de ações permanentes descentralizadas que garantam acesso e acolhimento de qualidade respeitando os preceitos da integralidade e equidade.

É necessário que os serviços de saúde abram suas portas e realizem um chamamento aos homens, como forma de motivá-los a acessar os serviços e expor seus dilemas, visto que necessitam de cuidado e de ser ouvidos. Um acolhimento de qualidade, que tenha por base a empatia, favorece a manutenção do vínculo e a co-responsabilização usuário-equipe. Possibilitou crescimento pessoal e profissional na equipe, que se aperfeiçoou para atender às especificidades características do universo masculino.

Principal

Carla Dias Dutra

A prática foi aplicada em

Rio Grande do Sul

Sul

Instituição

Aceguá

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Ideiasus/Fiocruz, Conasems

Conta vinculada

emanoel.filho@fiocruz.br

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Programas de provimento médico federais: estratégias de monitoramento e avaliação municipais
Rio de Janeiro
Práticas
Acessibilidade no SUS: Implantação de um laboratório da Língua Brasileira de Sinais em unidades de Estratégia da Família em São Pedro da Aldeia
Rio de Janeiro
Práticas
Arte como instrumento de cuidado na Atenção Primária à Saúde
Bahia
Práticas
O Agente Comunitário de Saúde e a integralidade do cuidado no controle das Arboviroses.
Rio de Janeiro
Práticas
O Nasf de Armação dos Búzios como uma fênix em tempos sombrios: novas tecnologias a serviço do cuidado
Rio de Janeiro
Práticas
ATHIS Casa Saudável
Rio Grande do Sul
Práticas
Campanha Permanente de Castração de Cães e Gatos: Combate Estratégico às Zoonoses Centrado nos Princípios do SUS e no Conceito Território em Saúde, em Gurupi – To
Tocantins
Práticas
Cuidado de Enfermagem aos Portadores de Diabetes com “Pés Diabéticos” em Equipe de Estratégia Saúde da Família Relato de Experiência
Rondônia
Práticas
Territorialização e Expansão do Acesso na Atenção Básica em Pimenta Bueno: Redução de Nove para Duas Áreas des cobertas Pelos Agentes Comunitários de Saúde – Acs
Rondônia