Olá,

Visitante

O Apoio Matricial do Nasf Como Potencializador da Resolutividade da Aps: uma Experiência a Partir da Microrregulação da Fila de Espera em Fisioterapia

Em Paula Cândido, o serviço de fisioterapia é tido como um problema crônico. O NASF se propôs a aumentar a capacidade de resolução da APS, realizando a microrregulação da sua fila de espera. Foi realizada reunião intersetorial de fisioterapeutas do Nasf e do ambulatório para concepção de fluxograma (1) de atenção ao usuário em reabilitação fisioterápica, estabelecendo o atendimento dos usuários da fila de espera, para avaliação e conduta.O Nasf realizou levantamento (2) da demanda em fisioterapia 2014/15, agrupando em tabelas usuários de acordo com sua EqSF.A proposta de intervenção foi discutida e aprovada(3),em reunião do Nasf, primeiro com gestão e depois, com médicos e enfermeiros das EqSF’s, pactuando datas específicas para realização das consultas compartilhadas de acordo com a demanda de cada EqSF.Posteriormente, foi realizada educação permanente aos funcionários da APS(4).Os ACS fizeram busca ativa (5),dando baixa dos que não mais necessitavam e programando os com demanda.As consultas compartilhadas(6) foram realizadas, havendo anamnese, exame físico e de acordo com a necessidade: prescrição de orientações com agendamento de retorno, encaminhamento para ambulatório ou para grupos e alta. Dos encaminhados para ambulatório foi feita referência em formulário específico e discutido o caso entre fisioterapeutas.Período de realização: (1) 23/02/16(2) 14/03 a 22/03/16(3) 31/03/16(4) 01/04/16(5) 01/04-18/04/16(6) 05/04-19/04/16Atores envolvidos: equipe do Nasf, EqSF, gestor municipal de saúde, coordenadora da APS, fisioterapeutas do ambulatório.

Problema crônico no Serviço de Fisioterapia precisandorealizar a microrregulação da sua fila de espera, e a implementação da consulta compartilhada fortalecendo o trabalho interdisciplinar e integralidade do cuidado.Necessidade de embasamento teórico e segurança clínica para aceitação da consulta compartilhada em reabilitação.

Análise e intervenção na demanda reprimida do ano de 2016, maior resolutividade para APS em uma área anteriormente restrita ao setor secundário.

Principal

Alessandra Pires de Miranda Mesquita, Denner Lucio Pacheco, Ângela Cecília Faria de Jesus, Fernanda Pereira, Iolanda Cotta Parma

nasfpc@yahoo.com.br

A prática foi aplicada em

Paula Cândido

Minas Gerais

Sudeste

Instituição

RUA CAPITÃO MARTINHO - CENTRO

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Alessandra Pires de Miranda Mesquita, Denner Lucio Pacheco, Ângela Cecília Faria de Jesus, Fernanda Pereira, Iolanda Cotta Parma

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

11 ago 2019

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
O Enfermeiro Está Apto para Exercer o Cuidado Paliativo Logo Após a Formação , ou Necessita de Especialização?
Minas Gerais
Práticas
“Cuidando de Quem Cuida em Tempos de Covid-19”
Santa Catarina
Práticas
Análise da Situação Alimentar da Comunidade Escolar Durante a Pandemia
Rio de Janeiro
Práticas
Atividades Coletivas no Período da Pandemia da Covid-19.
Rio de Janeiro
Práticas
Desafios da Pandemia: Relato de Experiência na Transformação do Cuidado em Saúde Mental em Carmo, Pequena Cidade do Interior do Rio de Janeiro.
Rio de Janeiro
Práticas
Promoção da Saúde Através do Teatro
Rio de Janeiro
Práticas
Grupo Dançando Saúde
Rio de Janeiro
Práticas
Vida na medida certa
Minas Gerais
Práticas
A Beleza do Crepúsculo: Um Registro Audiovisual -Curta-Metragem- Que Aborda a Experiência do Envelhecer a Partir da Perspectiva de Cinco Idosos Moradores do Morro do Dendê, uma Tradicional Favela Cari
Rio de Janeiro
Práticas
Integração Providas no Enfrentamento a Covid e na Redução dos Impactos dos Determinantes Sociais da Saúde na Vida de Indivíduos em Situação de Vulnerabilidade na Ilha do Governador – Rj
Minas Gerais