Olá,

Visitante

Npeps e Sms de Tangará da Serra: a Interação Ensino-Serviço no Fortalecimento do SUS.

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA: Relatar a experiência de interação ensino-serviço do Núcleo de Políticas, Planejamento e Organização de Práticas, individual e coletiva, em saúde (NPEPS) da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) com a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra – MT na área de ensino, pesquisa e extensão. DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS: O NPEPS foi criado em (2015) articulado a dois grupos de pesquisa, Cultura, Política e Sociedade e Relações de Gênero e Violência e dois programas de extensão, o Programa de Extensão em Saúde (PROEXTS) e o Escritório de Qualidade para Organizações de Saúde (EsQualOS). A missão do NPEPS é de Promover o ensino, a pesquisa e a extensão nas áreas de saúde, ampliando sua inserção junto aos diversos setores da sociedade. O NPEPS tem se articulado enquanto núcleo como um parceiro da gestão local de Tangará da Serra – MT no fortalecimento do SUS e na construção de viabilidades da aproximação entre a academia e o serviço de saúde. Tal postura adotada é resultado da oportunidade que a gestão local utilizou para fortalecer a rede de parcerias. No período de 2015 e 2016, a partir da criação do NPEPS, tem-se promovido junto a Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra ações de pesquisa e extensão que auxiliam a gestão local na organização da assistência, como também na prática direta das atividades programadas no calendário dos serviços de saúde. INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS: Os dados foram coletados nos relatórios parciais e anuais enviados à gestão local e a Pró reitoria de pesquisa e extensão, além dos compêndios dos relatórios dos bolsistas que compõem o núcleo. OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO: O NPEPS é avaliado semestralmente em reunião com a gestão local e com as coordenações de atenção à saúde do município, espaço que também serve para apresentação dos resultados obtidos e definição de cronograma estratégico de ações pontuais.

A aproximação do cenário acadêmico com o serviço, no campo da saúde, é um desafio. As diferentes formas e arranjos organizacionais tendem a fazer nas diferentes gestões sempre um desafio para a interação ensino-serviço. No cenário nacional, a temática é pauta para a reorientação da formação profissional em saúde, e recomenda-se a inserção precoce dos estudantes das graduações da saúde na rede pública, principalmente nos serviços da Atenção Básica. Intensos debates, tanto no meio acadêmico como no interior dos serviços de saúde tem norteado o espaço que a universidade possui na contribuição para o serviço e na sua corresponsabilidade enquanto agente de formação permanente. Este debate é complexo, comportando a inovação na formação do profissional do setor e a abertura dos serviços à extensão e pesquisa pretende integrar o desenvolvimento da política pública de saúde nacional.

A integração entre NPEPS e a Secretaria Municipal de Saúde deve ser facilitada e efetivada de forma a beneficiar ambas as partes, pois uma instituição necessita da outra. Nesse caso o núcleo necessita de campos para que seus bolsistas entrem em contato com a realidade social e possam colocar em prática os projetos traçados entre as instituições e que seu aprendizado seja também através da experiência vivenciada. E, a gestão municipal, necessita do compartilhamento de experiências e conteúdo entre os docentes, discentes e os profissionais do serviço, porque se estabelece um processo de ensino-aprendizagem contínuo entre ambos, favorecendo o andamento do serviço.A efetividade dessa integração, ensino-serviço, é resultado de uma comunicação efetiva entre a gestão e seus coordenadores de atenção com o NPEPS. O pensamento que norteia esse núcleo, voltado para a prática do cotidiano dos serviços de saúde, tende construir um elo entre a academia e o serviço, tornando esse, o serviço, cada vez mais fortalecido do conhecimento científico para a tomada de decisão. É um canal de orientação para os dois lados, guiando a formação atentando às necessidades locais e norteando as práticas locais na atualização constante do conhecimento adquirido na academia.

Principal

Josué Souza Gleriano,Angélica Pereira Borges, Juliana Fernandes Cabral, Luciléia Oliveira Rodrigues, Alexandre Pereira de Andrade, Itamar Martins Bonfim

josuegleriano@unemat.br

A prática foi aplicada em

Mato Grosso

Centro-Oeste

Instituição

Rua 6 - Manoel D Sobrinho 336S

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Josué Souza Gleriano,Angélica Pereira Borges, Juliana Fernandes Cabral, Luciléia Oliveira Rodrigues, Alexandre Pereira de Andrade, Itamar Martins Bonfim

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

04 ago 2022

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Incluir e apreender: parceria entre saúde e educação no acompanhamento multidisciplinar de escolares com necessidades especiais
Paraíba
Práticas
A educação permanente dos profissionais de enfermagem como estratégia no enfrentamento à dengue
Paraíba
Práticas
Oficina de atualizacao dos cadastros para melhoria da cobertura vacinal em Junco do Serido-PB
Paraíba
Práticas
Educação em gênero no SUS e a proteção integral à mulher em situação de violência na atenção primária
Paraíba
Práticas
Era uma vez, apresentando uma história de cuidado e amor – a importância da educação vacinal desde o berço
Paraíba
Práticas
Estratégia de comunicação pública voltada à saúde no ambiente digital em Campina Grande
Paraíba