Olá,

Visitante

Medidas Sanitárias Aplicada ao Controle Datransmissão da Leishmaniose Animal

O presente estudo foi implantado há nove anos no município de Bom Jesus-PB localizado no alto sertão paraibano. A princípio ocorreu um mapeamento das principais áreas de risco e de vulnerabilidade da cidade e, a partir dessa estratificação as ações que competem ao Inquérito Canino Sorológico são executadas. O município é estratificado em quatro zonas de coleta, sendo realizada dez coletas por semana desse modo, as quais são realizadas de forma aleatória ou sob solicitação do tutor. Os dados dos animais são inseridos em um roteiro de campo contendo a identificação do animal, endereço e tutor.Essas ações se distribuem entre atividades de campo e de laboratório. A coleta ocorre no domicílio do cão suspeito ou submetido a investigação, como também ocorre entre os animais errantes já que estes animais também oferecem risco de transmissão da doença. No laboratório é executado o processamento do material biológico do cão que apresenta resultado reagente a partir do TR-LVC.

O município de Bom Jesus encontra-se localizado estrategicamente em uma região do estado da Paraíba a qual apresenta um considerável número de casos em humanos caracterizando-a como uma região endêmica para a doença. A partir dessa configuração do comportamento epidemiológico da doença no território urbano, o município de Bom Jesus/PB implantou desde de 2013 o Inquérito Canino Sorológico aplicado ao controle da Leishmaniose Canina, visando controlar a infecção nos animais evitando dessa forma, a transmissão para os seres humanos como uma medida de controle da doença aplicada à Vigilância em Saúde.

.

As recomendações seguem a todas as secretarias municipais de saúde aplicados aos serviços de vigilância em saúde, cujo principal objetivo é melhor as práticas de vigilância sanitária direcionada ao controle de doenças transmissíveis no âmbito da saúde pública. Esse tipo de ação instituída pelo município tem sido uma das ferramentas necessárias ao enfrentamento da transmissão da infecção da doença entre os seres humanos e os animais possibilitando o controle da circulação de animais infectados.

Principal

Cristina Carolino Braga da Silva

vetericristinacb@gmail.com

A prática foi aplicada em

Bom Jesus

Paraíba

Nordeste

Instituição

Rua Firmino de Brito Lira, 01 - Asa Branca

Uma organização do tipo

Instituição Privada

Foi cadastrada por

Cristina Carolino

Conta vinculada

A prática foi cadastrada em

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Projeto Arboviroses Zero: Desafios da Educação em Saúde para promover a saúde e prevenir as arboviroses no Município de Barra do Pirai-RJ
Rio de Janeiro
Práticas
Trabalho intersetorial no combate à dengue no município de Volta Redonda- RJ
Rio de Janeiro
Práticas
Vacinação extramuro: estratégia de ampliação de cobertura vacinal contra covid 19 no município de Volta Redonda(RJ)
Rio de Janeiro
Práticas
Adesão à plataforma Salus 2.0 como ferramenta para monitoramento dos casos e qualificação da assistência prestada ao usuários com sífilis no município de Rio das Ostras
Rio de Janeiro
Práticas
Dengue tô fora! uma experiência de intersetorialidade
Santa Catarina
Práticas
O sarampo “navegou” pelo rio Madeira e “parou” em Porto Velho: relatando a experiência da vigilância em saúde do município
Rondônia
Práticas
Enfrentamento do surto de sarampo no município de Boa Vista: uma experiência que demonstrou o quanto é possível a integração entre atenção básica e vigilância em saúde
Roraima
Práticas
Cuidando de Quem Cuida: Um olhar Terapêutico Aos Profissionais de Saúde na Pandemia de Covid-19.
Paraíba