Olá,

Visitante

Março Lilás em Busca de Marias Barcarena/Pa

FINALIDADE DA EXPERIÊNCIA:Realizar ações de prevenção e promoção de saúde da mulher e ações educativas como forma de apoio ao esclarecimento sobre a prevenção do Câncer do Colo do Útero, as vantagens do diagnóstico precoce, as possibilidades de cura, sobre o prognóstico e a qualidade de vida não só para esse tipo de câncer, como para os demais.DINÂMICA E ESTRATÉGIAS DOS PROCEDIMENTOS USADOS:A dinâmica se deu na abordagem das mulheres na consulta de puericultura dos filhos, no acolhimento da rotina de atendimento das unidades, na consulta odontológica, na ampliação do acesso para a coleta sem restrição de dia e hora de acordo com o funcionamento da unidade, oferta da coleta de preventivo in loco pela equipe volante, com a disponibilização de todos os insumos necessários (maca ginecológica, foco, escadinha, espéculo e EPI), palestras de conscientização, atividades educativas realizadas pela equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF.A estratégia utilizada foi através da mobilização do Agente Comunitário de Saúde, Enfermeiros, Médicos, comunidade dos territórios, divulgação em rádios locais, folders, cartazes e a identificação visual na cor lilás e com a logo do projeto, em todas as Unidades Básica de Saúde, Hospitais, Unidade de Pronto Atendimento, Centro de Reabilitação, Unidade Especializada e outros prédios institucionais.INDICADORES/VARIÁVEIS/COLETA DE DADOS:Foram avaliados os indicadores de morbidade hospitalar, mortalidade de mulheres em idade fértil e o Sistema Nacional de Câncer – SISCAN e Sistema de Informação Ambulatorial – SIA/SUS.As variáveis foram avaliadas através das amostras de coletas insatisfatórias, de alteração dos resultados e grau da lesão.Os dados foram coletados nos Sistemas de Informação do Ministério da Saúde (SISCAN, SIH, SIA/SUS), no setor de Regulação municipal com a detecção de aumento de exame de colposcopia e cirurgia ginecológica.OBSERVAÇÕES/AVALIAÇÃO/MONITORAMENTO:Observou-se a necessidade do fortalecimento das ações no território das Estratégias Saúde da Família, consequentemente da rede de atenção à saúde da mulher, para a consolidação da cultura de educação em saúde, como auxílio ao processo de prevenção, a diminuição dos índices de morbimortalidade relacionadas à doença, a erradicação da doença, por fim, o fortalecimento do trabalho intersetorial e interinstitucional dos territórios de atuação.Referente à avalição destacou-se a consolidação do conceito do trabalho coletivo e preventivo, junto aos profissionais de saúde e usuários, com ênfase a socialização de conhecimentos e práticas, reconhecendo no outro o potencial e se reconhecendo como sujeito do processo, ora como aprendiz, ora como resignificador do conhecimento.O monitoramento se deu na garantia do acesso as mulheres na oferta do serviço, no resultado do exame em tempo hábil, no diagnóstico precoce e no seguimento do fluxo.

O projeto foi executado via conjunção de esforços da rede de serviços mobilizados pelos profissionais de saúde das Estratégias Saúde da Família – ESF a partir da análise dos dados referentes à prevenção, detecção e controle do Câncer do Colo do Útero em seus territórios, localizados na zona urbana e rural do município, incluindo áreas descobertas pelas equipes de ESF. Para tanto, foram realizadas reuniões entre os atores da rede de serviços, mapeamento das localidades ligadas às estratégias desses territórios, a confecção e divulgação da agenda mensal de atendimento nas localidades, além de atuação de uma equipe volante para atender demandas Institucionais, Sociedade Civil Organizada e áreas de difícil acesso, monitoramento e avaliação do processo de coleta, envio e recebimento de resultados em tempo hábil, realização de rodas de conversa e busca ativa, para o esclarecimento dos benefícios, criação de grupos de mulheres para a discussão permanente sobre a temática e encaminhamento para especialista (médica colposcopista) quando da detecção de alterações neoplásicas.

Desenvolver o Março Lilás em busca de Marias foi um grande desafio e o principal legado foi à conscientização das mulheres para a importância do exame e consequentemente a identificação precoce de lesões. O envolvimento da equipe foi fundamental para o sucesso da ação e o apoio da Gestão foi à base para a concretização do Projeto.

Principal

Eugênia Janis Chagas Teles E Cleise Jane Coelho Gomes

cleise.jane@gmail.com

A prática foi aplicada em

Todo o Brasil

Instituição

Endereço

Uma organização do tipo

Instituição pública

Foi cadastrada por

Eugênia Janis Chagas Teles e Cleise Jane Coelho Gomes

Conta vinculada

emanoel.filho@fiocruz.br

02 jun 2023

e atualizada em

14 set 2023

Seu Período de Execução foi de

até

Condição da prática

Concluída

Situação da Prática

Arquivos

Palavras-chave

nenhuma

Você pode se interessar também

Práticas
Acolhimento Como Ferramenta de Escuta e Mobilização no Grupo de Mães do Tea no Município de Sumé
Paraíba
Práticas
Programa de Atendimento Fisioterapêutico Domiciliar em Pacientes Crônicos Restrito ao Leito em Locais de Difícil Acesso
Rio de Janeiro
Práticas
Agenda Jovem Aprendiz
Minas Gerais
Práticas
Hiperdia em Ação nas Comunidades: Estratégias para Melhorar a Qualidade de Vida dos Cidadãos Coqueirenses.
Práticas
Uso do Futsal Como Estratégia de Promoção da Saúde e Diminuição do Risco de Marginalização: Projeto Caminhos do Viver.
São Paulo
Práticas
Qualidade de Vida no Grupo “Mulher Ativa” na Cidade de Montalvânia – Mg
Minas Gerais
Práticas
Qualidade de Vida e Longevidade: Educação/Prevenção/Promoção em Saúde Sob os Aspectos Biopsicossociais Como Ferramenta para o Cuidado de Pacientes Hipertensos e Diabéticos.
Minas Gerais
Práticas
Projeto “Viva Leve”
Minas Gerais
Práticas
Grupo Girassol: Relatos de Experiência de Ações de Promoção da Saúde para Melhoria da Qualidade de Vida de Pessoas com Doenças e Sequelas
Minas Gerais
Práticas
Praticas Exitosas no Grupo de Emagrecimento.
Minas Gerais